Seleção italiana

Totti fora, e agora?

E hoje, depois de tanto disse-me-disse, Francesco Totti finalmente despediu-se oficialmente da Seleção Italiana. Se Totti nunca mostrou na Azzurra a técnica que exibiu na Roma, nunca faltou vontade. Mesmo sem condições físicas decentes, teve papel-chave na Copa passada, ajudando a decidir pelo menos três jogos. E ainda foi fundamental no vice-campeonato da Eurocopa de 2000, quando confirmou sua titularidade no time azzurro.

Ao contrário da decisão de Zidane, que voltou a tempo para classificar a Seleção Francesa para a última Copa do Mundo, a de Totti aparenta ser definitiva. A não ser que il capitano esteja tinindo ao ao fim da temporada – o que é improvável, já que o mesmo se declarou exausto nas últimas rodadas do calcio -, deve mesmo acompanhar a Euro de casa. Entre os defeitos de Totti não está o apreço a uma boa novela, ou a necessidade de fazer média com quem comanda. E isso às vezes causa um bom constrangimento com gente como Riva e Platini.

Pergunto: fazer um grande sacrifício por uma seleção sem qualquer perspectiva como é a de Donadoni, sendo perseguido pela imprensa do norte a cada má atuação? Ou ser ídolo incondicional da torcida romanista, apoiado em qualquer decisão, e ainda descansando ao menos duas vezes por mês?

Fico com a segunda opção. E vocês?

3 comentários

  • Acho que foi certa a decisão dele. Mais cedo ou mais tarde ele iria se aposentar mesmo, então aproveitou a Itália sendo campeã do mundo, e uma Azzurra meio que na incógnita.

    Como foi citado no texto, que foi muito bom por sinal, ele não rendeu o que se esperava na seleção, mas mesmo assim, era um grande nome e um grande líder no selecionado Italiano.

    Acho que ele já fez de tudo na seleção, e o momento foi legal para ele parar. E aproveitando que a safra de bons jovens valores é boa na Itália, e com belos nomes como Aquilani, e Montolivo, mais tarde lutando pela posição. Porque não?

    Agora resta a Totti cuidar de si, (não que ele não se cuide) e dar tudo de si para o bom time da Roma, disputando a UCL quem sabe o título. E daqui há uns anos, tenho certeza que veremos ele como treinador, ou como um diretor de futebol da equipe Romanista.

    Abraços, e belo trabalho de vocês aqui no blog.

Deixe um comentário