Serie A

7ª rodada – finale.

Perdoem o atraso.

Lazio 1-5 Milan
Uma verdadeira reabilitação? Uma grande volta por cima? Um resultado histórico que jogará o Milan na ponta de cima da tabela? Menos, por enquanto, menos. Os milanistas foram eficientes, é claro, porém, mesmo com uma justíssima vitória, cinco gols podem soar um exagero, visto que Muslera, o novo goleiro da Lazio, colaborou significantemente para a goleada rossonera. Para começar, Ambrosini dá um chutão de distância absurda, tendo aparentemente a intenção de cruzar – a bola passa por todo mundo e encobre o arqueiro. Sete minutos depois, Mauri aproveita a grande jogada de De Silvestri e encosta para o gol, empatando a partida, que parecia tomar um outro rumo. Parecia. Aos 32 minutos, Muslera comete pênalti em Gilardino após atrapalhada disputa de bola na área e recebe cartão amarelo, Kaká não desperdiça. Na volta para o segundo tempo, mais Milan – Kaká recebe de Pirlo e, em giro, aproveita-se do espaço na pequena área para concluir entre as pernas do goleiro. Aos 71 minutos, Kaká serve Gilardino que conclui entre as pernas de Muslera (sim, isso aconteceu duas vezes). Para finalizar, aos 80 minutos uma envolvente troca de passes rossonera faz a bola chegar aos pés de Gilardino após escorada de cabeça de Ambrosini. O atacante aproveita novamente e fecha o placar, ajudando fortemente o Milan, que agora ocupa a oitava colocação, com 10 pontos. Já a Lazio segue com 7 pontos, ao lado de Cagliari e Torino, na 14ª posição.

Inter 2-1 Napoli
Julio Cruz é aquele cara que sempre faz seus gols, não tem muita fama, leva poucos créditos e raramente compromete. Um matador. Ao contrário do suposto Imperador, o argentino consegue, mesmo sem grande mídia, trazer resultados a Milão, e não são poucos. Desta vez, El Jardinero marcou os dois gols da vitória interista sobre o Napoli, que ainda diminuiu com Sosa, aos 40 minutos do segundo tempo. A consistente squadra de Roberto Mancini é líder isolada do torneio, com 17 pontos, três a mais que Juventus e Roma. A Inter pega agora a Reggina, enquanto o Napoli vai a Roma enfrentar a equipe de Luciano Spalletti.

Parma 0-3 Roma
Se há um time freguês da Roma recentemente, é o Parma. Não contente em perder, normalmente a squadra parmigiana gosta de levar goleadas romanistas. E a história se repetiu. Com dois gols do atual chuteira de ouro Francesco Totti, o time giallorosso tenta espantar os maus-resultados das últimas partidas. Além d’er capitano, o outro marcador foi o brasileiro Mancini. Os giallorossi receberão o Napoli na próxima rodada, enquanto o Parma vai a Gênova enfrentar a inconstante Sampdoria.

Festa após o segundo gol romanista.

Palermo 1-1 Reggina
Legal mesmo é deixar tudo para o final. Dando muito mais emoção à partida, Biava recebeu o segundo cartão amarelo e foi tomar banho mais cedo aos 89 minutos. Para completar a tragédia em Palermo, Amoruso, sempre ele, abriu o placar nos acréscimos, mais precisamente aos 93 minutos de partida. Acabaria por aí? Por incrível que pareça, não. Aos 95 minutos, o brasileiro Amauri decide mudar o rumo do jogo e empatar o mesmo, finalizando-o, dessa vez, de fato. Os mandantes chegam a onze pontos e, na sexta colocação, têm a mesma pontuação da Udinese, que por sinal será o confronto da próxima rodada, em Udine. Já a Reggina é vice-líder com a tabela virada para baixo e, com somente quatro pontos, receberá a Internazionale na próxima rodada. Isso que chegou a ter a vitória na mão, é mole?

Torino 1-0 Sampdoria
Corini, il genio! O experientíssimo regista do Torino deu os três pontos à equipe granata. Por sinal, os primeiros na Serie A vindos em forma de vitória. A Samp não vinha fazendo uma má partida. Disposta taticamente e com boa movimentação, a squadra de Mazzarri se desestruturou em campo após a expulsão de Volpi, aos 45 minutos de jogo. Depois disso, Cassano e Franceschini entraram em campo no lugar de Montella e Sammarco, aos 56′ e 76′, respectivamente. Porém, foi aos 89 minutos que a estrela de Corini brilhou e, de forma oportunista, o capitão empurrou a bola para as redes. A Samp tem agora 8 pontos, um a mais que o próprio Torino.

Corini dá os três pontos ao Torino.

Genoa 2-0 Cagliari
Borriello, quem diria! O atacante novamente marcou, dessa vez ajudou-o também o veterano Marco Di Vaio. Ambos decidiram o placar para o Genoa, que consegue sua terceira vitória consecutiva no campeonato e figura nas seis primeiras posições. Após reformulação tática, a equipe de Gasperini vem em plena ascenção e, com 12 pontos, não há grande distância para a líder Inter, com 17 pontos, e principalmente para Juventus e Roma, com 14. Claro que o principal objetivo dos rossoblù não é o scudetto, longe disso, porém, com certa regularidade a partir de agora, pode-se pensar mais alto, principalmente tratando-se de Copa Uefa. Em contrapartida, os também rossoblù do Cagliari seguem com sete pontos, aqueles mesmos de Lazio e Torino, com distância de dois da zona da degola, cujo mais bem colocado é o Empoli, com cinco.

Siena 3-0 Empoli
É absurdamente pleonástico dizer que uma vitória veio na hora certa, afinal não há hora errada para vencer. Porém, com esses três pontos, o Siena pode respirar um pouco por um tempo, visto que, graças ao gol de pênalti de Maccarone e os tardios tentos de Locatelli e Galloppa, os bianconeri conseguem, mesmo que por pouco, fugir da zona de rebaixamento, chegando aos seis pontos, um a mais que o derrotado Empoli, ”líder” dos três inferiores. Para tentar manter-se fora do perigo, o Siena pega nada mais, nada menos que a Fiorentina em Florença. Já os comandados de Cagni vão a Milão enfrentar a squadra de Carlo Ancelotti e Kaká, a qual busca verdadeira recuperação para firmar-se no topo.

Siena e os três pontos: Ufa.

Catania 1-0 Livorno
Sardo, aos vinte minutos de peleja, definiu o placar mínimo porém necessário ao Catania. A equipe de Baldini conseguiu vencer os viúvos de Lucarelli jogando com um jogador a mais em campo, devido à expulsão de Balleri. Mesmo assim, a dupla mostragem de cartões ao defensor veio depois da abertura do marcador por parte sicilianos, desesperando mais ainda a squadra granata. E o time de Spinosi há de, realmente, preocupar-se muito. Com somente dois pontos na tabela e segurando a lanterna, o próximo confronto será em casa contra a Lazio. Promessa de sono.

3 comentários

Deixe um comentário