Serie A

Até tu, Brutus?

Reggina 0-1 Inter
Primeiro resumo silencioso em respeito ao pseudo-gol de Adriano “imperador”.
Aliás, deixo aqui uma aposta: Se Adriano fizer mais do que 15 gols nesta Serie A, custo-me a postar seis meses, todo final de semana, sobre o campeonato nacional da Letônia, a gloriosa Virsliga.

Ah, e o gol foi de Luís Figo, a bola sequer raspou na cabeça do brasileiro.
Pronto, desfez-se o silêncio.

Fiorentina 3-0 Siena
Clássico toscano sem nada de muito surpreendente. O time viola consegue a vitória com três gols assinalados por três jogadores diferentes, que podem muito bem representar o futuro, o presente e o passado da equipe de Prandelli, com, respectivamente, Giampaolo Pazzini, Adrian Mutu e Christian Vieri. O primeiro, centro-avante de nova safra de talentos da bota, vai, aos poucos, conseguindo chances e, conseqüentemente, seu lugar na squadra. O segundo, experiente e rodado romeno de 28 anos, é um excelente jogador e tem ajudado muito a Fiorentina desde o ano passado. Já o terceiro é, provavelmente, o mais duvidoso dos três, afinal, com 34 anos, Vieri tem um histórico marcado por um número de gols proporcional ao número de clubes e, mais recentemente, ao número de lesões também. O Siena estaciona nos seis pontos e permanece empatado com o Parma, estando na frente da zona da degola somente por critérios de desempate, a situação não é nada boa para os bianconeri, que agora recebe a Reggina em casa. A Fiorentina, terceira colocada com 16 pontos, vai a Gênova batalhar com o perigoso Genoa.

Pazzini, 23 anos e mais um gol na carreira.

Atalanta 2-2 Torino
Grande vacilo da Atalanta, boa recuperação do Torino na partida. A equipe granata chegou a estar atrás do placar por dois a zero, após os gols de Ferreira Pinto, aos 46 minutos de partida, e Cristiano Doni, de pênalti, aos 70 minutos. Aos 79 minutos de peleja, o experiente Nicola Ventola, ex-Inter que estava no time adversário há uma temporada, diminuiu o placar contra seu ex-clube. Para completar o balde de água gélida na equipe de Del Neri, Marco Motta, outro ex-Atalanta, empatou a partida aos noventa minutos, para o delírio de Walter Novellino, cuja squadra, com este precioso e aparentemente perdido ponto, chega aos oito tentos e fica ao lado de Cagliari e Empoli, divindo a décima quarta colocação. Já a Atalanta, após essa derrapada, tem os mesmos onze pontos de Samp e Napoli, dividindo a oitava posição.

Doni, de pênalti ou não, è sempre lui!

Cagliari 1-1 Catania
Belo retorno de Terlizzi que, após cruzamento de Mascara, aproveitou e marcou de cabeça, o que não fazia há dois anos. Seria um prêmio à ousadia do Catania, que entrara em campo com o tridente Martinez-Spinesi-Mascara. Já no início do segundo tempo, os rossoblù do Cagliari voltam acordados e, em cruzamento pela esquerda de Fini, Matri aproveita de forma oportunista para colocar a bola nas redes. Após isso, a partida foi marcada por um duelo particular entre Daniele Conti, filho do histórico Bruno Conti, e Polito, arqueiro do Catania. Porém, mesmo depois de várias tentativas, o resultado terminou em 1 a 1, que consegue manter as duas equipes fora da zona da degola. O Catania, com 10 pontos, está ao lado do Milan na décima primeira colocação e agora recebe a Sampdoria em casa. Já a equipe de Giampaolo marca oito pontos, junto de Torino e Empoli, dois à frente da zona de rebaixamento. Os rossoblù vão a Turim enfrentar a squadra granata do Torino.

Terlizzi abrindo o placar para os visitantes.

3 comentários

Deixe um comentário