Serie A

E a quinta do Iaquinta

Em meio a um trocadilho tão aguardado e manjado, o lanterninha do Calcio, Empoli, conseguiu vencer a poderosa Juventus no seu estádio Carlo Castellani e agora acumula pequena vantagem para o confronto de volta da Coppa Italia, a ser disputado em Turim, no dia 16 de janeiro de 2008.

Os donos da casa, guiados pelo jovem Giovinco, saíram na frente com gol de Pozzi, que recebeu cruzamento de Antonini e completou de cabeça, aos dezenove minutos do primeiro tempo. A bola escorou no travessão e na linha do gol, gerando a dúvida de que tenha entrado totalmente. A Juve, praticamente com o time reserva, apesar das palavras de Ranieri dizerem o contrário, não conseguiu reagir no primeiro tempo. Entre os poupados e indisponíveis havia nomes como Buffon, Trezeguet e Nedved, que assistiram ao jogo em casa. Entretanto, lá estava o capitão Del Piero, ao lado do promissor Palladino.

Logo na volta do segundo período, mais precisamente aos cinco minutos, Abate recebe de Vannucchi e faz boa jogada pela direita para ampliar o placar pelos mandantes. O que seria um bom resultado para o Empoli transforma-se em provável eliminação aos trinta e seis minutos, quando Iaquinta (que havia entrado no lugar de Palladino), após lançamento vindo de falta cobrada por Del Piero, fica cara-a-cara com o goleiro e completa para as redes. A não ser que vacile monstruosamente, assim como fez a Roma, a vecchia signora não deve tomar conhecimento dos toscanos para se classificar às quartas-de-final da Coppa Italia.

2 comentários

Deixe um comentário