Seleção italiana

SuperMario

Lippi afirmou que Balotelli ainda não está pronto para a seleção principal. Minha pergunta é: quem está? Será que Gilardino, que não conseguiu se firmar no Milan e tenta uma reabilitação na Fiorentina, está mais apto do que o atacante da Inter? Será que Iaquinta, que acima de tudo continua sendo o Iaquinta, tem mais condições de defender a Itália do que Balotelli?

Há jogadores jovens que se queimam com oportunidades precoces. SuperMario já provou, e várias vezes, que o mesmo não acontece com ele. Ao invés de se queimar, Balotelli explode – e já deixou isso bem claro. Adaptou-se à pressão forte nas suas costas e, principalmente, à Serie A. A maioria dos jovens italianos se tornam fiascos quando passam para o profissional. Como Daniele Corvia, por exemplo, que fazia chover no Primavera da Roma, e hoje é o que é.

Não consigo ver como prejudicial uma possível convocação de Mario – que por sinal estreou com gol na sub-21 contra a Grécia – para a seleção principal. Ele não é como a maioria, nem fisicamente, nem psicologicamente e muito menos tecnicamente. Não seria necessário convocar Balotelli e lançá-lo como titular da Azzurra, apesar de que – particularmente – acho que daria conta. Mas começar relacionando o atacante seria uma ótima iniciativa.

Talvez este seja o protecionismo citado no texto anterior, ou talvez Lippi só esteja esfriando o assunto para não ser cobrado depois. O treinador ainda comentou que, para ele, seria melhor deixar de chamar o atacante filho de ganeses como SuperMario, ou então fenômeno. Só que, querendo ou não, isso não vai parar. Porque, acima de qualquer outra coisa, SuperMario é um fenômeno.

2 comentários

  • Há alguns meses mandei um e-mail pro ao vivo da ESPN dizendo que a Inter já tinha seu o Pato: Balotelli.
    Na ocasião, o Lancellotti riu e disse que Mario era um bom jogador mas que não podia ser comparado ao brasileiro.
    Hoje vejo que estava enganado. É o Pato que ainda não mostrou o que se espera dele. Assim, é o milanista que não pode ser comparado ao Balotelli, que já se mostra pronto para alçar vôos maiores, como a titularidade na Inter.
    Abs

Deixe um comentário