Outros torneios

O mapa de força da Lega Pro

Lecco completa os play-offs da Seconda Divisione pela primeira vez: o Norte impera no Grupo A (aclecco.it)

Os campeonatos da terceira e quarta divisões italianas já estão chegando às suas metades, e os cenários de força começam a se mostrar com mais clareza.

Na Prima Divisione, é marcante o domínio do Sul. No grupo A, o Sorrento lidera com certa supremacia técnica, embora sofra o assédio de Gubbio, Spal, Alessandria, Salernitana e do recuperado Spezia. No Grupo B, apenas o Atletico Roma, terceiro colocado, é o “intruso”: a líder Nocerina demonstra cada vez mais o seu nível de Serie B e Benevento, Foggia e Taranto completam as primeiras posições.

Na Seconda Divisione, o mapa de atributos é mais democrático. As potências do Grupo A estão concentradas no Norte, com destaque para o Lecco, que atingiu a área de classificação. Já nos Grupos B e C, as lideranças se alternam, respectivamente, entre a Emília-Romanha (que vai mal nas categorias superiores) e Lácio.

Prima Divisione, após 16 rodadas

Grupo A: Guiado pelos talentosos Erpen e Paulinho, o Sorrento, aos poucos, deixa claro que está no caminho de retorno à Serie B, após quase quatro décadas de ausência. Gubbio, Spal e Alessandria mantêm a regularidade, ao passo que Salernitana e Spezia disputam a última posição nos play-offs. Os pesadelos milionários de Cremonese e Hellas Verona continuam, enquanto Bassano Virtus e Südtirol estão em bom ritmo para garantir suas permanências. Sem rumo, a Paganese segue na rabeira.

Promoção direta: Sorrento (30 pontos)

Play-offs: Gubbio (28), Spal (25), Alessandria (25) e Salernitana (23)

Play-outs: Ravenna (18), Hellas Verona (17), Pergocrema (17) e Monza (14)

Rebaixamento: Paganese (11)

Gubbio, Spal, Sorrento e Ravenna têm um jogo a menos

Penalizado pela CND: Spal (-1), Lumezzane (-1) e Salernitana (-2)

Grupo B: Parece impossível acompanhar a Nocerina, líder com destaque de resultados e técnica, em pleno ritmo de Serie B. O Benevento alterna bons e maus momentos, enquanto o Atletico Roma parece ter perdido completamente o entusiasmo do começo do campeonato. Taranto e Virtus Lanciano voltaram a crescer, seguidos de perto pelo Foggia. Na parte de baixo, Pisa e Ternana abandonaram os play-outs, enquanto Viareggio e Foligno afundam, sem previsões de recuperação em curto prazo. Lanterna, a Cavese ainda lamenta a sentença da CND.

Promoção direta: Nocerina (35 pontos)

Play-offs: Benevento (31), Atletico Roma (28), Taranto (25) e Virtus Lanciano (24).

Play-outs: Andria (17), Viareggio (16), Foligno (15) e Barletta (15)

Rebaixamento: Cavese (14)

Penalizados pela CND: Foggia (-1), Foligno (-1) e Cavese (-5)

Seconda Divisione

Grupo A, após 15 rodadas: Em graves dificuldades financeiras (mais uma vez) a Pro Patria tem mostrado um jogo suficiente para ser líder. Tritium e Pro Vercelli miram o assalto à equipe bustocca e brigam rodada a rodada pela segunda posição, enquanto o FeralpiSalo’ e Lecco ficam para trás. Na parte de baixo, a Sanremese finalmente chegou à primeira vitória e deixou a última posição para o outrora scudettato Casale.

Promoção direta: Pro Patria (31 pontos)

Play-offs: Tritium (30), Pro Vercelli (29), FeralpiSalo’ (23) e Lecco (23)

Play-out: Mezzocorona (11) e Sanremese (9)

Rebaixamento: Casale (7)

Penalizados pela CND: Canavese (-2) e Rodengo Saiano (-1)

Grupo B, após 13 rodadas: Carpi e Carrarese se mostram as favoritas para lutar até o final pela promoção direta. San Marino e Giacomense têm condições técnicas de lutar pelo acesso direto, mas pecam por seu baixo aproveitamento interno. O modesto Poggibonsi segue surpreendendo e alcança os play-offs, superando os mais cotados L’Aquila e Chieti. Na parte de baixo, o Giulianova finalmente voltou a vencer e deixou a lanterna nas mãos do Fano.

Promoção direta: Carpi (30 pontos)

Play-offs: Carrarese (26), Giacomense (20), San Marino (20) e Poggibonsi (18)

Play-out: Celano (10) e Fano (9)

Penalizados pela CND: Sangiovannese (-4) e Villacidrese (-5)

Grupo C, após 13 rodadas: Latina e Trapani alternam bons e maus momentos técnicos, mas continuam em sua corrida a dois pelo primeiro lugar. Pomezia e Avellino estão em boa forma, enquanto a Sangiuseppese atravessa um período de baixa. Distante seis pontos do Isola Liri, o Catanzaro entra em posição de rebaixamento e chega a mais um recorde negativo: é a única equipe profissional da Itália que não venceu na temporada.

Promoção direta: Latina (29 pontos)

Play-offs: Trapani (26), Pomezia (23), Avellino (22) e Sangiuseppese (22).

Rebaixamento: Catanzaro (2)

Penalizado pela CND: Catanzaro (-1)

Coppa Italia Lega Pro

A competição chegou à sua Terceira Fase Eliminatória, em que os 12 sobreviventes das etapas anteriores foram reunidos em grupos de três equipes cada. Apenas o campeão de cada chave avança às semi-finais. Eis os grupos: Monza, Pisa e Pro Vercelli (A); Bassano Virtus, Carpi e Lucchese (B); Atletico Roma, Nocerina e San Marino (C); e Cosenza, Foggia e Juve Stabia (D).

Deixe um comentário