Serie A

30ª rodada: Tropeço decisivo

Apático, Milan perde para o Palermo e vê Inter, Napoli e Udinese encostarem na briga pelo título (La Presse)


A um final de semana do dérbi de Milão, o time de Allegri perdeu para o Palermo e reabriu totalmente o campeonato. Agora, a principal rival na corrida pelo scudetto, a Inter, está apenas dois pontos atrás e com o clássico ainda a jogar. Logo atrás vem o Napoli, que torce por um empate entre os dois para (re)entrar de vez na briga e tentar tirar o título de Milão. No outro jogo de sábado, a Lazio venceu o Cesena e conquistou pontos importantes na disputa por vaga em competições europeias. Veja análises dos jogos abaixo.

Palermo 1×0 Milan
Sem Ibrahimovic, suspenso, Allegri apostou na inédita dupla de ataque Cassano-Pato, com Seedorf fazendo as vezes de trequartista, e se deu mal. Fantantonio parece nunca ter entrado em campo e Pato, apesar de ter tentado um pouco mais, não foi bem e ainda saiu lesionado, tornando-se dúvida para o dérbi da semana que vem. Do lado do Palermo, o esquema de Cosmi, priorizando a defesa e com apenas um atacante, deu certo e o gol de Goian logo no início deixou o time mais tranquilo para o resto da partida. Os três pontos em casa salvam a pele do técnico Cosmi por mais algum tempo.

O único gol do jogo saiu em apagão defensivo do Milan. Após cobrança de escanteio, os defensores rossoneri apenas observaram a bola passar por três palermitanos diferentes antes de encontrar o fundo das redes. E, como se nada tivesse acontecido, o Milan continuou apático no jogo e poucas vezes levou perigo ao gol de Sirigu na primeira etapa. Muito disso por conta da má partida do trio mais avançado: Seedorf até demonstrava disposição, mas não acertava os passes necessários e não contava com a colaboração de Cassano e Pato, que pouco se movimentaval. Enquanto isso, os rosanero aproveitavam para acionar o contra-ataque veloz, com Pinilla, Pastore e Ilicic. Van Bommel esteve mal na partida e proporcinou algumas boas penetrações do time da casa.

Os líderes do campeonato só esboçaram uma reação depois que Pato saiu machucado e deu lugar a Robinho, que em sua primeira jogada colocou Flamini em condições de marcar. A partir daí, Sirigu passou a ser mais importante, mas ainda assim foi o Palermo que teve as melhores chances de marcar. Ilicic, Pinilla e até Hernandéz, que entrou a apenas dois minutos do fim, não ampliaram o placar por pouco. A vitória tranquiliza um pouco o ambiente siciliano, que vinha de mal a pior, depois de cinco derrotas seguidas do Palermo. Do lado rossonero, o segundo tropeço seguido não teve perdão e os concorrentes já encostaram perguntando “E aí, Milan, o fôlego acabou?”. Parece que sim…

Lazio 1×0 Cesena
No Olímpico, a Lazio jogou para se recuperar da derrota no dérbi da última semana e não teve grandes problemas frente ao Cesena. O argentino Zárate, em ascensão, abriu o placar logo aos dois minutos, com belo chute de canhota no ângulo do goleito Antonioli. A partir daí, a equipe de Reja se posicionou um pouco mais atrás, chamando o Cesena para o jogo e partindo para o contra-golpe. Os visitantes sentiram muita falta do lesionado Rosina, responsável pela ligação entre meio de campo e ataque. Jimenez e Malonga não se aproximavam e Bogdani ficava muito isolado na frente.

A situação só melhorou para os bianconeri na segunda etapa, quando Ficcadenti trocou Bogdani pelo ala Ceccarelli e Malonga passou a fazer as vezes de centroavante. Chegando pelas pontas, com Ceccarelli e Santon, que fez boa partida, o Cesena passou a chegar mais ao ataque e reabriu o jogo. A falta de qualidade lá na frente, porém, não deixou que passasse disso. Muslera não teve que fazer grandes intervenções. Se quiser escapar do rebaixamento, esse é o principal obstáculo a ser superado pelos romagnoli. A Lazio, por sua vez, abre quatro pontos de vantagem para a rival Roma e ganha um pouco de folga na disputa por vaga europeia.

Para resultados, escalações, classificação e estatísticas da 30ª rodada, clique aqui.
Para relembrar a 29ª rodada, clique aqui e aqui.

Deixe um comentário