Outros torneios

Contas nos bastidores da Lega Pro

Na Seconda Divisione, a Sangiovannese tirou pontos do líder Carpi. Não fossem os outros dez que perdeu por irregularidades, estaria brigando pelos play-offs (magazine.sangiovannese.com)

Na atual triste temporada da Lega Pro, bolas na rede e penalizações nos bastidores têm o mesmo nível de importância para decidir os campeonatos. A nova verificação da Comissão Disciplinar confirmou praticamente todos os seus veredictos anteriores, inclusive aumentando alguns deles, e poucos casos foram revertidos.

Na Prima Divisione, Foggia e Foligno, que deviam um ponto cada, passarão a dever dois, e o Cosenza, agora seriamente ameaçado de rebaixamento, perdeu três; o Pergocrema conseguiu reaver o seu ponto descontado, ao passo que a Cavese recuperou apenas um dos sete que perdera. São aguardadas novas penalizações para Salernitana – que viu o sonho da nova propriedade se desfazer, e continua em débito com jogadores e trabalhadores regulares – Como, Alessandria e Reggiana. Já na Seconda Divisione, a Valenzana aumenta seu débito de cinco para seis. A Sangiovannese está em pior situação e acumula um ônus total de dez – numa temporada sem irregularidades, a equipe estaria apenas quatro pontos distante dos play-offs. Pro Patria (já punida), Pro Vercelli e o agora judicialmente falido Catanzaro podem sofrer sanções nos próximos dias.

Prima Divisione – após 25 rodadas

Grupo A
O Gubbio foi surpreendido, em casa, pelo Como, mas ainda mantém grande vantagem para o Sorrento, que venceu o Alessandria numa partida eletrizante – o time campano perdia por 3 a 1 e virou para 4 a 3. Em meio a mil problemas societários, a Salernitana continua sua escalada rumo a uma posição mas cômoda nos play-offs. A neve não permitiu que Bassano Virtus e Lumezzane fossem a campo e o hiato permitiu ao Hellas Verona se aproximar mais do grupo dos melhores. Cremonese e Spezia desperdiçaram vitórias certas, fora de suas casas, e estão estacionados na tabela. Nos play-outs, o Pavia voltou a vencer e o Pergocrema se livrou da penalização. O Monza só sabe perder e está empatado em pontos com a lanterna Paganese, que dá surpreenentes sinais de recuperação.

Promoção Direta: Gubbio (52 pontos)

Play-offs: Sorrento (44), Salernitana (38), Alessandria (37) e Bassano Virtus (36)

Play-outs: Pavia (28), Pergocrema (27), Sudtirol (27) e Monza (19)

Rebaixamento: Paganese (19)

Bassano Virtus e Lumezzane têm um jogo a menos.

Penalizados pela CND: Gubbio (-1), Alessandria (-1), Como (-1), Lumezzane (-1), Spal (-1), Spezia (-2) e Salernitana (-3).

Grupo B
A Nocerina venceu mais um confronto direto, desta vez contra o Atletico Roma, e está a cinco vitórias do retorno à Serie B. O Benevento “lidera” com tranquilidade os play-offs, onde Juve Stabia e Taranto se consolidam. Foggia e Virtus Lanciano ainda sonham com a classificação. Desespero em Cosenza: a equipe não apresenta bom jogo e, com a penalização sofrida nos bastidores, corre risco de cair de divisão. Na parte de baixo, o novo ponto descontado custa caro ao Foligno, que retorna aos play-outs. Pisa e Bareltta reagiram. A Cavese, mesmo recuperando um ponto, está a seis da chance de lutar pela permanência e – se tiver sorte – tem as malas prontas para a Seconda Divisione.

Promoção Direta: Nocerina (58 pontos).

Play-offs: Benevento (46), Juve Stabia (41), Atletico Roma (40) e Taranto (38).

Play-outs: Foligno (26), Barletta (26), Pisa (26) e Viareggio (26).

Rebaixamento: Cavese (20).

Penalizados pela CND: Foggia (-2), Foligno (-2), Ternana (-2), Cosenza (-3) e Cavese (-6).

Seconda Divisione

Grupo A – após 24 rodadas
Entre os líderes, somente o Lecco venceu; o resultado consolida a posição da equipe nos play-offs e com um pouco de sorte, a candidata para o título. Savona e Sambonifacese estão atravessando um período de baixa, e se veem distantes da classificação. Na parte de baixo, a Sanremese voltou a vencer, e deixou a lanterna para o Mezzocorona.

Promoção Direta: Tritium (42 pontos).

Play-offs: Pro Patria (41), Pro Vercelli (40), Lecco (38) e FeralpiSalo’ (35).

Play-out: Casale (17) e Sanremese (15).

Rebaixamento: Mezzocorona (14).

Penalizados pela CND: Virtus Entella (-1), Valenzana (-1), Tritium (-2), FeralpiSalo’ (-2), Rodengo Saiano (-2), Savona (-4), Pro Patria (-4) e Canavese (-6).

Grupo B – após 21 rodadas
Após muitas rodadas, o Carpi vacilou e não foi além de um empte, em sua casa. A Carrarese, porém, não aproveitou, e uma boa diferença ainda separa as equipes. Nos play-offs, Giacomense e L’Aquila estão em crescimento, enquanto o Chieti passa a viver de empates: já são três seguidos. San Marino e Poggibonsi vigiam de perto os melhores e sonham com uma vaga. Na parte de baixo, a Sangiovannese sofreu mais um duro golpe nos bastidores: a equipe, que em condições normais brigaria pelo acesso, teve mais dois pontos descontados, e só não corre risco de rebaixamento porque a mesma punição foi aplicada ao Villacidrese, aparentemente condenado à Serie D.

Promoção Direta: Carpi (47 pontos).

Play-offs: Carrarese (42), Giacomense (32), Chieti (32) e L’Aquila (32).

Rebaixamento: Villacidrese (8).

Penalizados pela CND: Fano (-2), Sangiovannese (-10) e Villacidrese (-10).

Grupo C – após 21 rodadas
Latina e Trapani continuam sua disputa pelo primeiro lugar. O Milazzo continua sua escala de posições e a Sangiuseppese se aproveita da irregularidade do Avellino para retornar aos play-offs, completados pela Aversa Normanna. Pomezia e Matera estão perto dos melhores. Na parte de baixo, o oficialmente falido Catanzaro continua a falsear o torneio e distribuir pontos aos que têm a sorte de enfrentá-lo.

Promoção Direta: Latina (44 pontos).

Play-offs: Trapani (41), Milazzo (37), Sangiuseppese (35) e Aversa Normanna (34).

Rebaixamento: Catanzaro (-2).

Penalizados pela CND: Trapani (-1), Melfi (-1), Latina (-2) e Catanzaro (-5).

Deixe um comentário