Serie A

Formalidades femininas

Menos mal: Bardolino festeja a quase certa permanência na Serie A, em um ano de pouca festa (cfbardolino.com)

Ainda faltam cinco rodadas para o final, mas a Serie A do futebol feminino já tem suas setenças praticamente escritas. As meninas da Torres lideram com oito pontos de vantagem para o Tavagnacco e estão a três vitórias de confirmar seu quinto scudetto – tarefa simples para quem já venceu 20 partidas. O vice-líder e o Brescia são os únicos concorrentes à última vaga na próxima Champions League, com vantagem para a equipe do Friuli.

Roma, Torino e Venezia estão a apenas um ponto de sacramentar suas permanências e, se para os dois primeiros, a situação não inspira grande glória, para as garotas do Vêneto a manutenção da categoria equivale a um título. Salvezza encaminhada também para o Bardolino, na temporada mais decepcionante da história do clube, e Reggiana, que traiu as expectativas após o título da última edição da Coppa Italia.

Na parte de baixo, o Südtirol está a duas derrotas de retornar à Seie A2. Orlandia 97, Firenze e Lazio jogam entre si para definir quem será o segundo rebaixado. A equipe viola, que parecia condenada a menos de um mês, conseguiu se recuperar e tem as melhores perspectivas de se manter na divisão.

Serie A, após 21 rodadas
Torres (61 pontos), Tavagnacco (53), Brescia (49), Mozzanica (34), Calcio Chiasellis (29), Roma (28), Torino (28), Venezia (28), Bardolino (26), Reggiana (23), Lazio (18), Firenze (17), Orlandia 97 (14) e Sudtirol (9).

Coppa Italia Femminile
Com um duplo 3 a 0, a Torres eliminou a Lazio e se garantiu na final da competição. Seu adversário será conhecido no próximo dia 23, quando Firenze e Tavagnacco realizam o jogo derradeiro de sua eliminatória. No primeiro confronto, no Friuli, vantagem para as donas da casa, que venceram por 2 a 0.

Deixe um comentário