Outros torneios

Um campeão matemático e três virtuais na Lega Pro

Nocera Inferiore festeja o retorno da Nocerina à Serie B. Outras três equipes estão perto de subir (Mosca)

32 anos depois, o sonho se tornou realidade: a Nocerina venceu em Foggia e está matematicamente promovida à Serie B. A festa nas arquibancadas do velho Zaccheria atravessou a Apúlia e ganhou toda Nocera Inferiore, que passa a ser a segunda representante da província de Nápoles no dito calcio che conta. Na próxima semana, outras três equipes podem escrever seus nomes no rol dos vencedores: Gubbio, na Prima Divisione, e Tritium e Latina, na Seconda, estão a poucos pontos de confirmar os títulos de seus grupos, a três e duas rodadas do fim de seus campeonatos, respectivamente.

Nos bastidores, a Comissão Disciplinar continua aplicando punições às sociedade irregulares. Na Prima Divisione, o Foligno já tem quatro pontos a menos, enquanto Salernitana e Cosenza chegaram a seis perdidos. Na Seconda, Giulianova, Sangiovannese e o falido Catanzaro tiveram mais um ponto descontado, Pro Patria, Brindisi e Melfi, três.

Prima Divisione, após 31 rodadas

Grupo A
Falta apenas uma vitória para que o Gubbio do diretor técnico Luigi Simoni, ex-técnico da Inter na década de 90, retorne à Serie B, após 64 anos de sua primeira (e única) passagem. Ainda sonhando em reabrir o campeonato, o Sorrento já está garantido nos play-offs. O Alessandria se classificará com quatro pontos a mais, enquanto o Verona se aproveitou da enésima penalização imposta à Salernitana e pulou para o quarto lugar. As duas equipes têm a concorrência da Reggiana pelas vagas restantes entre os melhores. Na parte de baixo, Spezia e Cremonese reagem e o Ravenna se vê ameaçado pelos play-outs, que seguem sem novidades. Cada vez mais entregue, o Monza segue na lanterna, agora quatro pontos distante da chance de permanência.

Promoção direta: Gubbio (62 pontos)

Play-offs: Sorrento (55), Alessandria (49), Hellas Verona (45) e Salernitana (44)

Play-outs: Pavia (35), Pergocrema (31), Sudtirol (29) e Paganese (29)

Rebaixamento direto: Monza (25)

Penalizados pela CND: Gubbio (-1), Como (-1), Lumezzane (-1), Spal (-1), Pergocrema (-1), Alessandria (-2), Spezia (-2) e Salernitana (-6)

Grupo B
Em 90 minutos, 32 anos ficaram par trás: no estádio Zaccheria, de Foggia, um gol de Pomante garantiu o título e o acesso matemático à Nocerina. É a consagração de um trabalho tão competente quanto surpreendente, já que a equipe rossonera tinha sido uma das inúmeras repescadas para recompor a categoria, no início da temporada. Nos play-offs, se o Benevento já tem sua vaga assegurada, Juve Stabia, Atletico Roma e Taranto estão a uma vitória da classificação. Na parte de baixo, Lucchese, Barletta, Pisa e Gela ainda precisam de pontos para que confirmem permanência na próxima edição da Prima Divisione. A Ternana está muito próxima dos play-outs, onde as novidades são as novas penalizações de Cosenza e Foligno. Lanterna e quatro pontos distante do penúltimo lugar, a Cavese tem poucas chances de se salvar.

Promoção direta: Nocerina (68 pontos)

Play-offs: Benevento (56), Juve Stabia (51), Atletico Roma (50) e Taranto (50)

Play-outs: Andria (33), Cosenza (32), Viareggio (30) e Foligno (29)

Rebaixamento direto: Cavese (25)

Penalizados pela CND: Foggia (-2), Ternana (-2), Foligno (-4), Cosenza (-6) e Cavese (-6)

Seconda Divisione

Grupo A, após 32 rodadas
O Tritium reconstruiu a vantagem que tinha sobre a Pro Vercelli – agora acompanhada pelo FeralpiSalò – e está a uma vitória de conquistar seu primeiro acesso à Prima Divisione. Pro Patria (mais uma vez penalizada) e Renate estão perto de garantirem suas vagas nos play-offs – para o desespero do Lecco, que voltou à categoria com a “obrigação” de, no mínimo, disputar o acesso. Na parte de baixo, Sacilese e Sanremese continuam na faixa de play-out, mas se veem ameaçadas pelo Mezzocorona, que reage para evitar o rebaixamento direto.

Promoção direta: Tritium (56 pontos)

Play-offs: Pro Vercelli (51), FeralpiSalo’ (51), Pro Patria (49) e Renate (47)

Play-out: Sacilese (25) e Sanremese (24)

Rebaixamento direto: Mezzocorona (23)

Penalizados pela CND: Virtus Entella (-1), Valenzana (-1), Tritium (-2), FeralpiSalo’ (-2), Rodengo Saiano (-2), Savona (-4), Pro Patria (-7) e Canavese (-8)

Grupo B, após 28 rodadas
Carpi e Carrarese continuam dsputando o acesso ponto a ponto. San Marino, L’Aquila e Chieti disputam com o Prato as três vagas restantes para os play-offs. Na parte de baixo, os severamente penalizados Fano e Sangiovannese lutam para conquistar suas permanências matemáticas, enquanto o Villacidrese, que tambem sofreu muitos prejuízos nos bastidores, esforça-se para forçar a disputa do play-out.

Promoção direta: Carpi (61 pontos)

Play-offs: Carrarese (59), San Marino (45), L’Aquila (45) e Chieti (44)

Rebaixamento direto: Villacidrese (15)

Penalizados pela CND: Carpi (-1), Giulianova (-3), Fano (-4), Villacidrese (-12) e Sangiovannese (-13)

Grupo C, após 28 rodadas
O Latina está a menos de uma vitória do acesso à Prima Divisione, categoria que falta à cidade desde 1981. Trapani e Milazzo já estão garantidos nos play-offs; Avellino, Aversa Normanna e Sangiuseppese disputam as duas vagas restantes. Na parte de baixo, o falido Catanzaro deu mais uma confirmação de seu amadorismo: novamente punido, o clube, ainda que não falisse, estaria matematicamente rebaixado à Serie D.

Promoção direta: Latina (61 pontos)

Play-offs: Trapani (55), Milazzo (53), Avellino (49) e Aversa Normanna (47)

Rebaixamento direto: Catanzaro (5)

Penalizado pela CND: Trapani (-1), Matera (-1), Campobasso (-2), Vibonese (-2), Brindisi (-5), Melfi (-6), Catanzaro (-8) e Pomezia (-16)

Coppa Italia Lega Pro

Após vencer em Carpi, a Juve Stabia repetiu a dose em Castellammare di

Stabia

e conquistou sua primeira copa nacional. Foi a segunda vez que a taça, disputada desde a temporada 1972-73, foi para a região da Campânia – antes da Juve Stabia, o Sorrento a conquistara, em 2008-09, contra a Cremonese.

De volta ao profissionalismo

Perugia, Mantova e Cuneo estão de volta: as três equipes garantiram antecipadamente os títulos de seus grupos na Serie D e jogarão na Seconda Divisione em 2011-12. Falidos no final da última temporada, peruginos e virgilianos reagiram imediatamente – o Perugia, inclusive, venceu a Coppa Italia Dilettanti – enquanto os piemonteses de Cuneo festejam o retorno ao profissionalismo após três temporadas entre os amadores.

Também estão próximos de retornar Treviso, Borgo a Buggiano, Santarcangelo e Arzanese, que têm, respectivamente, seis pontos de vantagem sobre Venezia, Pontedera, Rimini e Pomogliano, a duas rodadas do final. Aprilia e Bacoli Sibilia (Grupo G), e Ebolitana e Forza e Coraggio (Grupo I) disputam o acesso ponto a ponto. Os novo campeões se enfrentarão pelo Poule Scudetto, o título máximo amador, atualmente em posse do Montichiari.

Deixe um comentário