Serie A

13ª rodada: Campanha de campeã

No Olímpico, Juve mostrou que tem estrela de time campeão, superou a Lazio e chegou a quase 76% de aproveitamento na Serie A (Foto: LaPresse)

A 13ª rodada começou ainda na sexta-feira, com o bom jogo entre Udinese e Roma. Jogando em casa, a equipe de Di Natale ganhou, como de costume (tem 100% de aproveitamento em seus domínios nessa temporada), e assumiu a ponta da tabela momentaneamente. No sábado, então, Lazio e Juventus fizeram o jogo mais importante da rodada, que valia a liderança, e, mais uma vez, o time de Turim mostrou força diante de um adversário direto pelo título. Destaque também para o empate entre Atalanta e Napoli. Os resumos:

Lazio 0x1 Juventus
No jogo que valia a liderança do campeonato, Lazio e Juventus entreteram os mais de 60 mil torcedores que lotaram o Estádio Olímpico com partida intensa e veloz. Em início atrapalhado, a Juventus deixou a Lazio tomar conta do jogo e chegar com mais perigo, exigindo boa atuação de Buffon. No momento em que o time da casa era melhor, no entanto, Vucinic achou passe perfeito para Matri e a Juve encaixou ótimo contra-ataque, que acabou com Pepe colocando a bola no fundo das redes de Marchetti. O gol desestabilizou a Lazio, que deu chances de a Juve ampliar o placar. No segundo tempo, a partida continuou veloz e com chances para os dois lados, mas a defesa juventina suportou a pressão e não deixou o placar mudar. Assim, o time de Conte alcançou os 25 pontos e lidera mesmo com um jogo a menos. Jogo este que será recuperado já na terça-feira, contra o Napoli. O desafio de Conte será encontrar um substituto para o suspenso Marchisio. Com a derrota, a Lazio cai para a terceira posição e, dependendo do resultado de Milan x Chievo, pode cair mais uma colocação.

Veja o gol da partida.

Udinese 2×0 Roma

Como tem sido de praxe nesta temporada, os bianconeri venceram mais uma partida atuando em casa, novamente com gol de Di Natale e sem que a meta de Handanovic fosse vazada. Com a vitória por 2 a 0 sobre a Roma, os comandados de Guidolin mantiveram o aproveitamento de 100% como mandantes e continuam firmes na perseguição à Juventus. Para a equipe capitolina, a derrota constata a dificuldade que o time de Luís Enrique tem para vencer. Com Juan novamente começando uma partida como titular, depois de quase um mês fora do time, a Roma foi melhor nas primeiras ações da partida, principalmente com Lamela caindo pelas pontas. O argentino foi, inclusive, protagonista da jogada mais polêmica do primeiro tempo, quando foi derrubado na área e reclamou de pênalti não marcado. Revoltados, os romanos foram para o intervalo com um empate que, tomada a situação, parecia ser pouco. A Udinese só mudaria a postura com a segunda etapa já em andamento. A entrada de Fabbrini no meio deu mais mobilidade aos friulanos, que passaram a se comportar melhor do que uma Roma. O placar mudou aos 35, quando Di Natale fez o Friuli explodir. Já nos minutos finais, Isla aproveitou bobeira da defesa e sacramentou a vitória dos donos da casa. (Leonardo Sacco)

Veja os gols do jogo.

Atalanta 1×1 Napoli
Em Bérgamo, os artilheiros foram decisivos e construiram o placar do jogo. Enquanto a Atalanta entrou no usual 4-4-1-1, Mazzari manteve o Napoli no 3-4-2-1, mas executou o turnover, escalando um time misto, sem boa parte dos titulares. Assim, a Atalanta reafirmou sua força dentro de casa e procurou a vitória o jogo todo. O time de Colantuono, que ainda não perdeu em casa, foi seguro na zaga e viu Denis, mais uma vez, decidir lá na frente. O artilheiro do campeonato, com 9 gols, criou as principais chances nerezzurri e fez o gol do time, aos 18 do segundo tempo. Atrás no placar, Mazzari botou no jogo Maggio, Santana e Lavezzi e o Napoli foi para cima. Quando parecia não haver mais tempo e a torcida da casa já comemorava, então, Cavani (sempre ele) deixou o dele e empatou a partida. Foi apenas o segundo gol sofrido pela Atalanta no seu estádio nessa temporada. O time de Colantuono continua com ótima campanha e ocupa a quinta posição, enquanto o Napoli não engrena e permanece longe dos líderes, na oitava colocação.

Novara 2×1 Parma
O sábado marcou também o reencontro do Novara com a vitória, o que não acontecia desde o dia 20 de setembro. Mas não foi fácil. O time da casa saiu atrás no placar com um gol contra de Centurioni, aos 29 do primeiro tempo, e com um Parma melhor no jogo, aproveitando a velocidade de Biabiany e Valiani pelas pontas. Os gialloblù, contudo, não conseguiram ampliar o placar enquanto jogavam melhor e foram para o intervalo com apenas um gol na frente. No segundo tempo, o Novara acordou e foi para cima do Parma, com Rigoni e Rubino criando boas chances. Os dois, então, marcaram os gols da virada do time da casa. Aos 25, Rubino empatou, e aos 33, Rigoni virou, mudando o foco do time para a defesa. No final, o zagueiro Gemiti foi expulso, mas não influenciou no placar final da partida. Desse modo, o Parma continua a ser o único time da competição que ainda não empatou. São cinco vitórias e sete derrotas até aqui. Com a vitória, o Novara deixa a zona de rebaixamento.

Lecce 0x1 Catania
Enquanto isso, o Lecce continua em mau momento e chegou a sua quinta derrota em casa, tendo a pior campanha como mandante na competição. Em seis jogos no Via Del Mare, o Lecce perdeu cinco e empatou uma. Contra o Catania, o resultado negativo teve um sabor ainda pior para os donos da casa, que perderam o ponto apenas no último minuto de jogo, quando Barrientos abriu o placar. Para o Catania, foi a primeira vitória fora de casa na temporada. O problema do Lecce está no ataque: dos poucos nove gols marcados pela equipe até aqui, nenhum deles foi assinado por um atacante. Com a vitória, o Catania chega aos 17 pontos e já ocupa a sétima colocação. Do outro lado, o desespero do Lecce só aumenta: agora, o time é penúltimo colocado e tem duas partidas difíceis nas próximas rodadas, contra Napoli e Lazio.

Para resultados, escalações e estatísticas da 13ª rodada, clique aqui.
Para relembrar a 12ª rodada, clique aqui.

Deixe um comentário