Liga dos Campeões

Futebol atraente mesmo sem a vitória

Mesmo com golaço, Boateng lamenta chances perdidas (Yahoo)
Um duelo que apesar dos dois times estarem classificados valia muito, já que poderia definir a primeira posição do grupo H. Milan e Barcelona se enfrentavam em território italiano e fizeram um jogo de muitas emoções e, certamente, um dos mais empolgantes de toda a temporada até aqui. A vitória do Barcelona garantiu o primeiro posto para os espanhois e, mesmo que os rossoneri vencessem, ainda precisavam de um triunfo sobre o Viktoria Plzen, na última rodada, para ficar com a primeira colocação. 
Precisando da vitória, o Milan começou o jogo pressionando a saída de bola, mas logo aos 13 minutos o Barcelona abriu o placar com um gol contra de van Bommel.  Gol contra aliás, que só serve para as estatísticas, pois o holandês cortou o cruzamento de Abidal e, se não cortasse, Xavi estava logo atrás para fazer o gol. O gol assustou o time italiano, que ficou sem reação por mais de cinco minutos, até Robinho perder uma chance frente a frente com o goleiro Valdés. Mas, no lance seguinte, o sueco Ibrahimovic, após receber belo passe de Seedorf, empatou o jogo com um toque na saída do goleiro espanhol. Mesmo com o empate sendo favorável, o Barça não deixou se abater e, instantes após o gol do Milan, chegou com perigo com Messi, que acertou a trave.
Enquanto o Milan errava vários passes, principalmente com Seedorf, o time catalão trabalhava a bola com toda a tranquilidade e toda facilidade características. Em uma dessas trocas de bola, Messi deixou Xavi na cara do gol. O meia se jogou, em um lance muito controverso, e o juiz Wolfgang Starke marcou pênalti para o Barcelona. Depois de tentar fazer a paradinha e levar cartão amarelo pelo gesto, Messi converteu a penalidade, na segunda chance, e colocou a equipe blaugrana na frente mais uma vez. O Milan bem que tentou empatar ainda antes do intervalo, mas sem muito ímpeto. Acabou tendo uma boa chance nos acréscimos do primeiro tempo, com Thiago Silva, mas foi só.
Na volta do intervalo, o Milan seguiu pressionando e acabou recompensado aos 8 minutos. Boateng aproveitou uma sobra de bola e, em jogada rápida, “entortou” Abidal e num chute forte, deixou tudo igual novamente. O gol de empate deu um novo gás ao time rossonero, mas nem dez minutos se passaram e o Barcelona voltou à frente novamente. Messi deu belo passe, no meio dos zagueiros  – um infográfico da Mediaset mostrou que ele só tinha 1,5 metro e 16º de abertura para realizar o passe -, para Xavi receber. O meia, assim como no lance do pênalti que originou o segundo gol, entrou no meio da defesa, mesmo cercado por quatro defensores.
O terceiro gol do Barcelona baixou os ânimos dos italianos. Ainda assim, Boateng tentava em esporádicos chutes, mas nada que assustasse o goleiro Valdés. Nem mesmo Pato, que entrou no lugar de Robinho, no intervalo, teve oportunidade de finalização. Apagadao em campo, o brasileiro procurou pouco o jogo e chegou a ser mais inefetivo em campo do que Robinho.
Se aproveitando das lançadas ao ataque, principalmente de Thiago Silva, o Barça assustava nos contra-ataques e quase marcou o quarto gol com Messi e depois com o ex-atacante da Udinese, Alexis Sánchez, mas no final, o resultado ficou mesmo no 3 a 2. Apesar da derrota, há de se destacar o bom futebol apresentado pelo Milan, que não teve medo do Barcelona e, mais do que na partida de ida, jogou de igual para igual contra a equipe catalã. Os esforços milanistas sobretudo no primeiro tempo, quando a equipe chegou a não dar espaços ao Barcelona, mostraram que a equipe está preparada para enfrentar qualquer outro time na Europa.

1 comentário

  • agora, chega a dar vergonha, a principal fraqueza do Milan, os lateraizinhos de segunda, que eram os principais peças a ser trocadas para a nova temporada não foram mexidas por falta de dinheiro pra tal investimento, o barça gasta 80 milhoes em reservas de luxos, entao nao vem me dizer que é base e tals, é dinheiro que segura jogador bom e se compra jogador melhor ainda, nada a ve dar exemplo de moral pelo barça ser bom, é dinheiro e pronto.

Deixe um comentário