Serie A

1ª rodada: Presente antecipado

Aos poucos, Ranieri vai ajeitando a Inter e time já olha para 2012 com outras ambições. Na última rodada do ano, presente de natal antecipado para a torcida, que viu o time golear o Lecce, no Meazza. (Foto: Getty Images)

No meio da semana, os vinte times da Serie A entraram em campo pela última vez no ano de 2011. Recuperando a 1ª rodada do campeonato, adiada por causa da greve dos atletas, no fim de agosto, as equipes balançaram as redes como poucas vezes no campeonato e alcançaram a bela média de 3,1 gols por jogo, animando a semana pré-recesso de torcedores por todo o país. Destaque para a Inter, que mantém a curva ascendente e já olha para 2012 com ambições maiores, e para a vitória do Napoli contra o Genoa, na maior goleada da temporada italiana até aqui. Juventus e Udinese fizeram jogo morno e apenas empataram, dando a chance de o Milan assumir a ponta (pelos critérios de desempate). A partir de amanhã (24/12), você acompanha nosso review de meio de temporada, com análises detalhadas de cada time. Vamos aos resumos:

Inter 4×1 Lecce
O ano terminou melhor do que muitos esperavam para a Inter. Nas últimas seis rodadas, o time conquistou cinco vitórias e encostou na parte de cima da tabela. A equipe de Ranieri vai para a parada de inverno com 26 pontos, já à frente de Roma e Napoli e apenas seis pontos atrás da zona de classificação para a Liga dos Campeões. No último jogo do ano, a equipe nerazzurra se aproveitou da fragilidade do Lecce para mostrar bom futebol e deixar seus torcedorres sorridentes durante as festas de fim de ano. Após sair atrás no placar, em bonito gol de Muriel, Pazzini empatou para os donos da casa ainda no primeiro tempo. Na segunda etapa, Milito voltou a marcar após quase três meses de jejum e virou o jogo. Cambiasso e Alvarez completaram o placar. Mais do que o resultado elástico, é importante notar como o jogo da Inter vem evoluindo. Nagatomo e Alvarez, principalmente, melhoraram muito e têm créditos pelo bom momento. Dependendo das movimentações no mercado de janeiro, a Inter pode chegar ainda mais forte para a segunda parte do campeonato. Do lado do Lecce, a situação é grave: o time ocupa a última posição da tabela e a defesa é a pior disparada, com 32 gols sofridos.

Napoli 6×1 Genoa
Em Nápoles, a torcida também viu goleada e saiu do estádio satisfeita com seu time. Em noite inspirada de Hamsik, Cavani e Pandev, o Napoli aplicou a maior goleada do campeonato até aqui e tirou o emprego do técnico Alberto Malesani, que foi demitido no dia seguinte. Pasquale Marino será o substituto. Em sua última partida no comando dos grifoni, Malesani testou um 5-3-2, para tentar surpreender o Napoli, mas se deu muito mal. Dainelli, Granqvist e Kaladze formara um trio de zaga muito lento e o veloz ataque napolitano não teve problemas para envolver os jogadores. Ao fim do primeiro tempo, já estava 4 a 1 para o time da casa. Cavani (duas vezes), Hamsik e Pandev marcaram para o Napoli e Jorquera fez o gol de honra. Na etapa final, Gargano e Zuniga fecharam o caixão. E a goleada só não foi maior porque o juiz não marcou pênalti claro para os azzurri e porque Cavani perdeu duas grandes chances no final. Com a vitória, o Napoli chega aos 24 pontos e permanece perto da zona de classificação para a Liga Europa. O Genoa tem 21, na nona colocação, e não pode deixar que a goleada estrague a campanha correta feita até aqui.

Udinese 0x0 Juventus
No jogo mais esperado da rodada, que valia a liderança da competição, Udinese e Juventus não corresponderam às expectativas e fizeram partida morna, em Údine. Guidolin preferiu adotar uma postura mais cautelosa e escalou Abdi no lugar de Floro Flores, deixando Di Natale isolado no ataque, sem muitas chances de criar perigo ao gol adversário. Dessa forma, a Juventus foi para cima e dominou a maior parte do jogo, sem conseguir criar chances efetivas de gol, no entanto. Matri não estava em bom dia e brecou algumas oportunidades bianconeri. A entrada de Quagliarella, na parte final do jogo, não ajudou muito e evidenciou o problema que o time tem no ataque, setor que deve ser reforçado no mercado de janeiro. A Udinese só melhorou no fim do jogo, quando Guidolin colocou um segundo atacante para apoiar Di Natale. O tempo não foi suficiente, porém, e a partida terminou mesmo no 0 a 0, que deixa a equipe de Turim em segundo lugar, empatada em pontos com o líder Milan (34), e a Udinese em terceiro, com 32 pontos.

Cagliari 0x2 Milan
O Milan continua fazendo a sua parte e está cada vez mais próximo de assumir a liderança isolada do campeonato. Contra o Cagliari, o time de Allegri não foi muito superior, mas alcançou o resultado sem grandes problemas. Logo no início, Pisano fez contra e facilitou a vida dos rossoneri. Ibrahimovic, melhor do jogo, marcou o segundo para garantir os três pontos ainda aos 15 minutos da etapa final. Foi o seu 11º gol no campeonato e 105º na Serie A. O sueco, como de praxe, é decisivo em solo nacional e quando tem Robinho ao seu lado, fica ainda melhor, como mostra Braitner Moreira aqui. O brasileiro dá mobilidade e velocidade ao time e Pato já vai ficando para trás na disputa pela posição. Do lado do Cagliari, Cossu, Ibarbo e Larrivey fizeram bom jogo pelo meio de campo. Com 18 pontos, a equipe ocupa a 15ª colocação na tabela.

Lazio 0x0 Chievo
No Olímpico, a Lazio foi muito mal e se viu dominada pelo Chievo durante quase todo o jogo. O goleiro Bizzarri foi o melhor em campo, salvando o empate diversas vezes para os donos da casa. O Chievo de Di Carlo, escalado em um 4-3-1-2, começou o jogo com objetivo claro e partiu para cima da Lazio. Em menos de dez minutos de jogo, os gialloblù já tinham chegado com perigo ao gol adversário duas vezes. E foi assim durante todo o primeiro tempo: Chievo no ataque e Bizzarri defendendo tudo. Na segunda etapa, a equipe visitante diminuiu o ritmo e deu chance para a Lazio melhorar um pouco. A entrada de Gonzalez no lugar de Hernanes fez com que o time ganhasse território, mas não foi suficiente. Com o resultado, a Lazio se distancia um pouco das primeiras posições e o Chievo comemora a boa 10ª posição na tabela.

Bologna 0x2 Roma
Fora de casa, a Roma conquistou mais uma vitória importante e mostrou que continua evoluindo. Criando bastante e com bom toque de bola, o time tem cada vez mais a cara do técnico Luis Enrique e já ocupa a sexta colocação na tabela, com 24 pontos. Os dois gols do jogo saíram ainda no primeiro tempo, com Taddei e Osvaldo. Atrás no placar, o Bologna não levou perigo ao gol de Stekelenburg hora nenhuma. Pelo contrário: o jogo se tornou uma luta entre Gillet e a linha ofensiva da Roma, que testou o goleiro diversas vezes, com Totti, Lamela e Osvaldo. O time de Pioli até tentou uma reação perto do final, mas a expulsão de Portanova, aos 32 minutos do segundo tempo, acabou com o ânimo do time. Assim, os rossoblù permanecem com 15 pontos, na 16ª colocação, esperando ventos melhores em 2012.

Atalanta 4×1 Cesena
Em Bérgamo, a Atalanta entrou em campo apática e deu chances para o Cesena conquistar uma vitória e se recuperar no campeonato. O time de Arrigoni, porém, não soube aproveitar e, como bem pontuou a Gazzetta dello Sport, preferiu fazer o papel de Papai Noel da rodada. Os visitantes saíram na frente com gol de Candreva, aos 12 minutos de jogo, e não eram incomodados por uma Atalanta pouco criativa e lenta. Aos 18, porém, o zagueiro Rodriguez decidiu dar o primeiro presente para os anfitriões e fez pênalti bobo em Marilungo, que Denis converteu para se isolar na artilharia da competição, com 12 gols. Menos de um minuto mais tarde, a zaga do Cesena deu mais um presente para Marilungo, que virou o jogo. O ex-jogador da Sampdoria também fez o terceiro gol nerazzurri, ainda no primeiro tempo. Peluso, outro destaque do jogo, fechou o placar no segundo tempo. Com a vitória, a Atalanta confirma a boa fase e estaria chegando aos 26 pontos, caso não tivesse sido punida com -6 pontos. Para o Cesena, a situação é muito complicada e a luta contra o rebaixamento vai até a última rodada, provavelmente.

Siena 0x0 Fiorentina
Já está virando rotina os jogos da Fiorentina serem muito brigados e feios de assistir. No dérbi da Toscana, Siena e Fiorentina fizeram jogo sem gols e com pouquíssimas chances perigosas. O Siena começou melhor, aproveitando o apoio da torcida, e usufruiu do bom futebol de D’Agostino e Brienza para criar a melhor chance do jogo: cruzamento de Brienza para Calaiò acertar a trave. No segundo tempo, a Fiorentina melhorou um pouco, mas não agrediu o goleiro Brkic. Os dez cartões amarelos distribuídos pelo árbitro mostram como a partida foi dura. Com 15 pontos, o Siena é o primeiro time fora da zona de rebaixamento, enquanto a Fiorentina tem 18 e ocupa a 14ª colocação. Com esse futebol, a briga na parte de baixo da tabela deve durar até o fim do campeonato, para os dois times.

Novara 2×2 Palermo
Poderia ter sido a primeira vitória do Palermo fora de casa, mas, mais uma vez, ficou para outra hora. Os rosanero abriram dois gols de diferença e tiveram os três pontos nas mãos, contra o Novara, mas saíram de campo com gosto amargo na boca e o Natal não será tão bom. O resultado não é de todo ruim, porque pelo menos um fantasma o Palermo espantou: pela primeira vez na temporada balançou as redes fora de casa. Ironicamente, o gol não foi do Palermo, e sim contra. Ludi empurrou para as próprias redes, após jogada de Ilicic. No final do primeiro tempo, o próprio Ilicic foi expulso e complicou a vida dos visitantes. Ainda assim, Bertolo conseguiu marcar a ampliar para o Palermo. Com o gol, no entanto, não veio a tranquilidade. O Novara partiu com tudo para cima do time de Mutti e viu Mazzarani ser decisivo, marcando o gol do 2 a 1. Rigoni empatou no fim e assegurou importante ponto para o Novara, que luta contra o rebaixamento. O Palermo soma 21 pontos e ocupa a oitava colocação.

Parma 3×3 Catania
Em mais um jogo de muitos gols na rodada, Parma e Siena presentearam a torcida com muita emoção do início ao fim. Os donos da casa estavam vencendo por 3 a 1 até os 30 minutos da etapa final, mas levaram o empate de um Catania bem organizado com Montella no comando. O técnico foi muito bem neste jogo, fazendo alterações decisivas para o resultado final. Do lado do Parma, muito irregular nesta temporada, a grande atuação de Giovinco não foi suficiente para assegurar os três pontos. Modesto, Biabiany e Floccari marcaram para o Parma e Almirón, Lodi e Catellani fizeram para o Catania. Os dois times ocupam posições intermediárias na tabela.

Clique aqui para ver todos os gols da rodada.

Para resultados, escalações e estatísticas da 1ª rodada, clique aqui.
Para relembrar a 16ª rodada, clique aqui.

Seleção da 1ª rodada
Bizzarri (Lazio); Maicon (Inter), Cesar (Chievo), Peluso (Atalanta), Nagatomo (Inter); Gargano (Napoli); Álvarez (Inter), Hamsík (Napoli); Marilungo (Atalanta), Cavani (Napoli) e Robinho (Milan). Técnico: Vincenzo Montella (Catania)

Deixe um comentário