Coppa Italia

Ao apagar das luzes

Nos acréscimos, Hernanes marcou um golaço e colocou a Lazio nas quartas de final de Coppa Italia. (Fotonotizia)

Com uma vitória conquistada apenas nos acréscimos, a Lazio conseguiu “espantar” a crise que beirava Formello, venceu o Hellas Verona e garantiu vagas nas quartas-de-final da Coppa Italia. Os biancocelesti ficaram longe de convencer sua torcida, mas acalmaram o clima conturbado após a goleada sofrida contra o Siena. Para o Verona, fica como consolação a boa apresentação no segundo tempo, e como alerta a fragilidade da defesa.

A partida, válida pelas oitavas de final da Coppa Italia, envolvia duas equipes em situações diferentes: a Lazio vinha de derrota por 4 a 0; o Verona chegou ao Olimpico com um retrospecto de dez vitórias nos seus últimos onze jogos, com direito a nove vitórias consecutivas. E, logo no primeiro minuto, os gialloblù assustaram, com a cabeçada de Bjelanovic, após bom cruzamento de Hallfredsson. Bizzarri defendeu. Esta foi a única boa jogada do Verona no primeiro tempo. Depois disso, a Lazio tomou conta do jogo, mas sem criar chances reais de gol. No final do primeiro tempo, aos 44 minutos, André Dias antecipou Russo e escorou cobrança de escanteio para abrir o placar.

Na segunda etapa, o Verona, que até então só havia se defendido, começou pressionando os donos da casa. Aos três minutos, Russo recebeu bola em profundidade e Bizzarri teve que sair do gol para evitar o empate. Cissé, que quase não participou do primeiro tempo, apareceu com perigo por duas vezes: na primeira Rafael defendeu, após chute colocado do francês e na segunda a bola passou muito próxima ao gol do Verona. 

Cissé também deu ótimo passe para Rocchi, que matou no peito e chutou de canhota, a bola desviou em Pugliese e foi para no fundo do gol, não dando chances à Rafael. Após tomar o segundo gol, o Verona reagiu rapidamente. Berrettoni, que havia acabado de entrar na partida, mergulhou de peixinho e diminuiu para os butei. Mesmo com o gol sofrido, a Lazio melhorou com a entrada de Klose, que criou boas jogadas. Mas o Verona aproveitava bem os espaços que encontrava nas laterais, devido às fracas atuações de Lulic e Cavanda, a também levava perigo.

Aos 30 minutos da segunda etapa, D’Alessandro, que também havia entrado há pouco tempo, aproveitou a falta de atenção da defesa laziale, recebeu a bola por trás da zaga e só teve o trabalho de tocar por baixo de Bizzarri, para empatar o jogo. A partir daí, a Lazio tentou pressionar, mas não teve organização necessária para agredir o adversário.

Eis que, já nos acréscimos, Rocchi sofreu falta na entrada da área e deu esperanças para a torcida. Hernanes, que fazia uma partida fraca até aquele momento, bateu no ângulo, com curva, e evitou a prorrogação e um maior desgaste para o time. A Lazio novamente não jogou bem, mas conseguiu o resultado positivo, principalmente por conta da fragilidade defensiva do adversário. Resta agora recuperar a moral perdida após o vexame em Siena e se reergeuer na Serie A. O Hellas Verona saiu sem a vitória, mas volta para a Serie B com a cabeça levantada, honrada por ter dado trabalho para a Lazio.

Deixe um comentário