Serie A

15 revelações da Serie A 2011-12

Mesmo atuando pelo rebaixado Lecce, Muriel foi uma das grandes revelações da temporada. Deve jogar a Champions pela Udinese após as férias de meio de ano (AP)

Publicado também no Olheiros.

Esta temporada da Serie A não foi farta em revelações. Entre os jovens jogadores que tiveram algum destaque neste ano, a grande maioria deles já vinha sendo observada com atenção por grandes  clubes e confirmaram expectativas ou já haviam tido destaque em anos anteriores. Casos de Mattia Destro, que marcou 12 gols pelo Siena e foi pré-convocado por Cesare Prandelli para a Euro 2012, de Gastón Ramírez, cada vez mais importante para o Bologna, e de Juan Cuadrado, um dos principais nomes do Lecce, que mesmo rebaixado apresentou bom futebol. O meia de propriedade da Udinese já é presença certa na seleção colombiana.

Como é costume no futebol italiano, os jovens demoram a fazer a transição entre a base e o futebol profissional em seu mais alto nível. Tanto é que grande parte das revelações desse ano tiveram espaço na Serie B, como os atacantes Ciro Immobile (Juventus, emprestado ao Pescara) e Lorenzo Insigne (Napoli, emprestado ao Pescara) e dos meias Alessandro Crescenzi (Roma, emprestado ao Crotone) e Marco Verratti (Pescara). O último, inclusive, surpreendeu ao ser chamado por Prandelli para duas semanas de treinamento para a Euro, juntamente com Angelo Ogbonna (Torino).

Na Serie A desta temporada, todos os times utilizaram jogadores sub-21 em ao menos uma partida do campeonato. O líder em número de jogadores nessa faixa etária que foram empregados é a Roma, que utilizou oito – cinco deles formados em casa. Seguem a equipe da caital Inter, Palermo e Bologna, com seis. A Udinese vem logo atrás, com cinco. Na próxima temporada, a expectativa é de aumento no número, já que, pouco a pouco, os times ousam mais, fazendo apostas em jovens não só dentro de campo mas também no comando técnico das equipes.

Luis Muriel

Idade: 21 anos (18/04/1991)
Posição: atacante

Clube: Lecce

O que dizer de um jogador que já foi comparado a Ronaldo, quando o brasileiro tinha a mesma idade? Muriel chegou à Itália com um bom cartaz: em 11 jogos pelo Deportivo Cali, marcou impressionantes nove gols. Depois de uma temporada mediana no espanhol Granada – clube satélite da Udinese, dona do seu passe -, o colombiano fez um ótimo Mundial sub-20 e foi emprestado ao Lecce, onde estourou de vez. Só estreou no fim de outubro, mas foi titular no ataque, ao lado do experiente Di Michele, fazendo 29 jogos e sete gols. Muriel foi o grande jogador salentino na temporada e, ao lado do compatriota Cuadrado, foi um dos responsáveis pelo belo futebol demonstrado pelo time após a chegada de Serse Cosmi, em dezembro. Muito veloz, extremamente habilidoso, é capaz de dar dribles desconcertantes, como Ronaldo. Além disso, é um ótimo finalizador, de dentro e de fora da área, como mostram os sete gols marcados ao longo do campeonato – dois deles na goleada sobre a Roma, melhor partida do colombiano pelo clube. De quebra, Muriel ainda foi o principal garçom do Lecce, com cinco assistências. Na próxima temporada, se a Udinese não negociá-lo com uma equipe maior, é forte candidato a assumir a lacuna deixada por Alexis Sánchez.

Stephan El Shaarawy

Idade: 19 anos (27/10/1992)
Posição: atacante
Clube: Milan

Chamado de “Pequeno Faraó” por sua ascendência egípica, o italiano El Shaarawy chegou ao Milan credenciado por 10 milhões de euros e pelo título de melhor jogador da última Serie B, quando quase conduziu o Padova ao acesso. Habilidoso, o jogador pode atuar como atacante aberto pelo lado esquerdo, mas também como trequartista e segundo atacante. Pelos rossoneri, fez 22 partidas na Serie A – o dobro de Alexandre Pato – e fez dois gols. Com as possíveis saídas de Pato e Robinho, deve ganhar mais espaço no time de Massimiliano Allegri. E também na seleção italiana: Prandelli cogitou convocá-lo, em meados da temporada, mas achou melhor que ele passasse mais tempo na sub-21 de Ciro Ferrara.

Fabio Borini

Idade: 21 anos (29/03/1991)
Posição: atacante
Clube: Roma

Revelado pelas categorias de base do Bologna, Borini passou dois anos no Chelsea – com um parêntese bem sucedido pelo Swansea – antes de retornar à Itália. Contratado pelo Parma, acabou se transferindo para a Roma depois de ter feito apenas um jogo oficial pelos ducali (na Coppa Italia), graças a sua boa pré-temporada e a sede de renovação dos romanos. Em Trigoria foi titular do ataque e vice-artilheiro da equipe na temporada, marcando 9 gols em 24 jogos – só não jogou mais vezes porque ficou cerca de um mês e meio afastado por lesão. O número de gols é alto, já que Borini não atuava como centravante, mas aberto pela direita no 4-3-3 de Luis Enrique, e confirmam o que se esperava do jogador: batalhador, Borini não desiste fácil das jogadas e faz valer sua velocidade e boa capacidade de finalização. O atacante já estreou pela seleção italiana e, pré-convocado por Prandelli, deve fazer parte do grupo que irá à Euro 2012.

Davide Faraoni

Idade: 20 anos (25/10/1991)
Posição: lateral-direito/esterno direito
Clube: Inter

Contratado pela Inter junto à Lazio, dois anos atrás, Faraoni é figurinha carimbada nas seleções de base italianas: peça importante da sub-21, vestiu a camisa de todas as seleções a partir da sub-16. Na Inter, foi agregado ao time principal na gestão de Gian Piero Gasperini, e estreou na Supercoppa italiana, contra o Milan. Desde que chegou à Primavera do time de Milão, tem sido aproveitado como meia aberto pelos lados, embora seja lateral de origem. A versatilidade que lhe permite fazer qualquer função pelos flancos não é sua única grande característica: é muito técnico e tem boa velocidade, além de ser um bom finalizador, como demonstrou no golaço que fez contra o Parma. Durante o confuso e pequeno período de Gasperini na Inter, foi um dos poucos que se salvaram, o que lhe valeu a confiança de Claudio Ranieri para o restante do campeonato. Perdeu um pouco de espaço após a chegada de Andrea Stramaccioni, mas tem contrato com a Inter até 2016, fazendo parte dos planos de futuro do clube.

Matija Nastasic

Idade: 19 anos (28/03/1993)
Posição: zagueiro
Clube: Fiorentina

Na última temporada, a Fiorentina revelou um ótimo zagueiro: Michele Camporese. Porém, seu não-aproveitamento na equipe principal (foram apenas sete jogos) foi um dos grandes erros desta temporada em Florença. Um dos poucos acertos foi a utilização de Matija Nastasic, um ano mais novo. Contratado em janeiro de 2011, o jogador só começou a vestir violeta em 2011-12. Ao lado de um jogador mais experiente (Natali ou Gamberini) formou, em 20 partidas, a quarta melhor defesa do campeonato, com 43 gols sofridos. Nastasic, ao longo de toda a temporada, se mostrou seguro não só em posicionamento, mas na ajuda a construir jogadas. Muito eficiente no jogo aéreo, também mostrou presença no ataque: sempre de cabeça, marcou dois gols na temporada. O ótimo desempenho durante o campeonato fez com que merecesse a estreia pela seleção principal da Sérvia em fevereiro, contra o Chipre, e a confirmaçãpo da titularidade na equipe durante 2012. Quem sabe a Fiorentina não tenha, no futuro, uma defesa formada por Nastasic e Camporese?

Francesco Acerbi

Idade: 23 anos (10/08/1988)
Posição: zagueiro
Clube: Chievo

Um dos mais velhos em nossa lista, Acerbi já havia realizado uma excelente Serie B pela Reggina, que lhe valeu uma transferência ao Genoa. Repassado ao Chievo, o zagueiro ficou a primeira parte do campeonato encostado, e só foi estrear no final de novembro, Ganhou uma vaga na linha de três defensores clivensi, que formaram uma das mais sólidas defesas do torneio e, ao todo, Acerbi jogou 17 vezes pelos burros alados, marcando um gol. Fez parte do melhor momento do Chievo na competição, na arrancada que ajudou a equipe a concluir o campeonato na décima posição. Sua performance o levou a ser especulado no gigante Milan.

Manolo Gabbiadini

Idade: 20 anos (26/11/1991)
Posição: atacante
Clube: Atalanta

Gabbiadini é mais um fruto da melhor categoria de base da Itália, segundo o centro de estudos oficial da Federação Italiana, em Coverciano. O atacante de apenas 20 anos é um dos mais cobiçados avantes do futebol italiano – dizem, interessa a Manchester United e Borussia Dortmund -, mesmo que tenha marcado apenas um gol em 23 partidas nesta Serie A. Afinal, na maioria dos jogos, entrou no segundo tempo, já que era a terceira opção do ataque, atrás do experiente Denis e de Marilungo, outra promessa – formado na Sampdoria, já venceu o prêmio de melhor jogador em Viareggio, mas foi mal na última Serie A. Atacante completo, Gabbiadini joga em todas as posições do ataque e tem em seu pé esquerdo calibrado a melhor de suas características. O atacante também é um bom garçom – na última Serie B, jogando pelo Cittadella, além de cinco gols, deu quatro assistências; na elite foram duas – e, como é alto e forte fisicamente, também é bom em jogadas aéreas. Se na elite só marcou um gol, pela sub-21 italiana a média é excelente: são 10 gols em 14 jogos. Um jogador em formação, que deve explodir nos próximos anos.

Víctor Ibarbo

Idade: 21 anos (19/05/1990)
Posição: meia-atacante
Clube: Cagliari

Jogador de grande velocidade e habilidade, Ibarbo já tem um mérito: ganhou o prêmio de jogador mais driblador do campeonato, segundo estatísticas fornecidas pela equipe do Opta Sports. Ibarbo já é figura conhecida dos sul-americanos por ter estreado muito cedo no Atlético Nacional, da Colômbia. Na sua primeira experiência europeia, chegou com bagagem de Libertadores e de uns poucos jogos pela seleção de seu país, mas surpreendeu pela rápida adaptação. Com apenas 21 anos, comandou as ações ofensivas da equipe, assumindo a função de Cossu, ídolo do Cagliari que teve campeonato apagado. Jogando como trequartista ou segundo atacante, atuou em 37 partidas, marcando três gols (um deles,  contra o Catania, uma pintura) e sendo líder de assistências dos sardos, com cinco passes para gol.

Ezequiel Schelotto

Idade: 22 anos (23/05/1989)
Posição: meio-campista

Clube: Atalanta

Um dos mais “experientes” na lista, Schelotto jogou 31 partidas da última Serie A (17 pelo Cesena e 14 pelo Catania), mas não correspondeu às expectativas depositadas após uma ótima Serie B. Nesta temporada, estreando pela Atalanta (que já havia comprado metade de seu passe em 2009), o meia italiano de origem argentina ressurgiu. Jogando sempre como meia pela direita no 4-4-1-1 de Stefano Colantuono, foi uma das peças mais importantes na ótima campanha dos orobici neste ano e só não participou de um jogo na temporada. Schelotto tem na velocidade su grande característica e, por ela – e também pelo físico esguio, mas forte -, é apelidado “O Galgo”, em referência à raça de cães mais rápida do planeta. Suas ótimas prestações, com muitos cruzamentos e jogadas de linha de fundo, com dois gols de bônus, o levaram a ser pré-convocado por Prandelli para a Euro 2012.

Diego Fabbrini

Idade: 21 anos (31/07/1991)
Posição: meia-atacante
Clube: Udinese

Este foi um ano em que as apostas da Udinese que vingaram foram as feitas em jogadores um pouco mais experientes. Com o objetivo de substituir Sánchez, a equipe friulana trouxe dois jogadores (o romeno Gabriel Torje e Fabbrini). Nenhum dos dois convenceu, mas ao menos o italiano não chegou à Údine com a alcunha de “Messi dos Cárpatos”. Muitas vezes preterido por Francesco Guidolin por não ter conseguido jogar bem na primeira parte da temporada, chegando ao fim do ano o jovem meia-atacante mostrou um pouco do futebol que o fez brilhar no Empoli, na última temporada, e na seleção italiana sub-21. Caindo principalmente pelos lados do campo, com velocidade e habilidade, Fabbrini jogou bem nas últimas rodadas e ajudou o time a garantir pontos importantíssimos para a classificação à Liga dos Campeões: marcou o solitário gol da vitória contra o Cesena, na antepenúltima rodada e também o segundo na vitória contra o Catania, no domingo.

Saphir Taïder

Idade: 20 anos (29/02/1992)
Posição: meio-campista

Clube: Bologna

Francês vindo do Grenoble, no início da temporada, Taïder havia feito apenas dois jogos pelo time principal do Bologna, em 2011, mas, como ia muito bem pela equipe Primavera, chamou a atenção da Juventus. Os bianconeri adquiriram metade do passe do jogador, membro da seleção sub-20 francesa, mas ele permaneceu emprestado ao clube emiliano pelo restante da temporada. Após o mercado de janeiro, Taïder atuou em mais 12 partidas (totalizando 14), sendo peça importante no forte meio-campo montado por Stefano Pioli. Muito determinado, Taïder tem estilo de jogo semelhante ao de Marchisio: pode atuar em uma linha de quatro no meio-campo, pela direita ou pelo centro, mas também um pouco mais avançado, como um trequartista. O francês de origem tunisina também costuma cadenciar bastante o jogo, distribuindo passes com precisão.

Federico Viviani

Idade: 19 anos (24/03/1992)
Posição: meio-campista
Clube: Roma

Em seu projeto de renovação, iniciado nesta temporada, a Roma deu espaço para alguns jovens – foi o time que mais utilizou jogadores sub-21 no campeonato; nove no total -, uma parte deles das categorias de base no clube, casos de Piscitella, Caprari e Tallo. Dentre os formados em Trigoria, o que mais teve espaço foi Viviani, herdeiro de De Rossi no meio-campo. O jogador, que atua como regista, mais recuado no setor, logo à frente da defesa, fez seis jogos na Serie A, dois na Liga Europa e outro na Coppa Italia, mostrando bom senso de posicionamento e boa capacidade de destruição de jogadas, dando motivos para que a torcida da Roma acreditasse um pouco no novo projeto da equipe, por mais que os resultados não fossem positivos. Viviani também está no futuro da Nazionale: faz parte da seleção italiana sub-20, treinada por um jogador que conhece bem a posição, o ex-volante Luigi Di Biagio.

Amidu Salifu

Idade: 19 anos (20/09/1992)
Posição: meio-campista
Clube: Fiorentina

Formado na academia do tradicional Hearts Of Oak, em Gana, Salifu passou pelo Vicenza até chegar na Fiorentina, em janeiro de 2011. Embora tenha feito sua estreia em uma das últimas rodadas da temporada passada, o meia defensivo ganhou mais continuidade neste ano. Em nove partidas pela Serie A, em meio a todo o caos vivido pela Fiorentina, conseguiu gerir a pressão, especialmente pela pouca idade. Versátil, o volante também pode jogar como lateral direito ou mais avançado, pelo mesmo lado, embora renda mais atuando no centro do campo. Comparado a Essien, Salifu é forte fisicamente, mas também muito rápido. Um autêntico box-to-box, da estirpe de Kwadwo Asamoah, seu compatriota.

Masahudu Alhassan

Idade: 19 anos (1/12/1992)
Posição: meio-campista/lateral-esquerdo
Clube: Genoa

O jogador ganês demorou mutio a estrear pelo Genoa e só entrou em campo pelo Grifone pela primeira vez nas rodadas finais do campeonato, em um fatídico 4 a 1 sofrido em casa contra o Siena, que provocou a ira da torcida e cenas absurdas no Marassi. Com a chegada de Luigi De Canio, ganhou mais três oportunidades e deu uma boa contribuição ao equilíbrio do time e, consequentemente, à salvação. Alhassan mostrou pouco pelo clube, mas contribuiu com uma assistência importante, na vitória sobre o Cagliari, ao dar cruzamento certeiro para o gol de Palacio. Além de ser bom nos cruzamentos, também alia boa forma física com velocidade. O meia já jogou seis vezes pela seleção de Gana – inclusive, fez parte do grupo que esteve na Copa Africana de Nações.

Giacomo Bonaventura

Idade: 22 anos (22/08/1989)
Posição: meio-campista
Clube: Atalanta

Se Schelotto era importantíssimo pela direita, do outro lado a Atalanta versão 2011-12 contava com Bonaventura. Um pouco menos brilhante que seu colega de clube, o meia canhoto pelo menos se mostrou bastante útil. Desde a última temporada, na Serie B, vem sendo empregado como esterno pela esquerda – ano passado, jogou muitas vezes como trequartista -, o que tem feito com que evolua na marcação. Se, na segundona, ele foi o jogador mais decisivo para o acesso, marcando nove gols e ajudando diretamente o time a conquistar 18 pontos, neste ano ele foi um ótimo coadjuvante. Jogou 29 partidas, marcou dois gols e segurou muito as pontas para que o lateral Peluso pudesse apoiar com frequência. Também por sua contribuição, a Atalanta teve uma das melhores defesas do campeonato.

Deixe um comentário