Outros torneios

Lega Pro: entre títulos, quedas e esperanças, temporada chega ao fim

O vôo do grifo: Perugia abraça a Prima Divisione com melhor campanha de toda a Lega Pro (umbria24.it) 

Ternana e Spezia na Serie B; Treviso, San Marino, Perugia e Catanzaro na Prima Divisione; Foligno e Bassano Virtus rebaixados à Seconda Divisione; e Montichiachi, Sambonifacese, Valenzana, Isola Liri, Ebolitana e Celano na Serie D. Estes foram os vereditos da temporada regular da Lega Pro em 2012, que chegou ao final no último domingo (6), após meses de jogos e esperanças – e dos já célebres desmandos extracampo, penalizações e falências. Mas, entre os sorrisos de uns e o choro de outros, muitos clubes ainda vivem a expectativa de saber onde jogarão no próximo ano. 

A partir de 20 de maio, serão conhecidos mais quatro promovidos (dois por divisão), através da disputa dos play-offs. A decisão do acesso passa por duas fases: semifinal e final. Nas semifinais, as equipes se cruzam em chave olímpica, com jogos de turno e returno. Avançam para a decisão aquelas que obtiverem mais pontos ao final das duas partidas. Caso haja empate de pontos, será observada a diferença de gols: os clubes que decidirão em casa terão a vantagem de jogar por dois resultados iguais, desconsiderados os gols marcados fora de casa como critério de desempate. 

Sentenças em aberto também na parte de baixo, onde os play-outs decidirão mais sete rebaixamentos. Na Prima Divisione, onde serão rebaixadas quatro equipes, a permanência é decidida em chaves eliminatórias simples, também estabelecidas por cruzamento olímpico, com jogos de turno e returno: salva-se quem fizer mais pontos ao final das duas partidas. Já na Seconda Divisione, os outros três clubes a cair serão: os dois perdedores dos play-outs; e o derrotado no spareggio, jogado entre os vencedores da etapa anterior.

Prima Divisione – Final 

Da repescagem à cadetteria: Terni delira com a Ternana campeã (desconhecido) 


GRUPO A
Rebaixada na última temporada, a Ternana jogaria a quarta divisão, mas foi repescada para a terceira e, hoje, está na segunda; um progresso que não indica apenas força no campo, mas correção nos bastidores, já que o Taranto, seu principal adversário no ano, subiria não fossem as merecidas punições pelo caos financeiro que enfrenta. A equipe tarantina, de todo modo, é franca favorita à vitória final nos play-offs. Como, Tritium e Foggia se salvaram, deixando a confusão dos play-outs para Viareggio, Spal, Pavia e Monza. Rebaixado e cheio de problemas, o Foligno luta, agora, pela sobrevivência. 


Promovida: Ternana (65 pontos). Play-offs: Taranto (63), Carpi (61), Sorrento (58) e Pro Vercelli (57). Play-outs: Viareggio (36), Spal (34), Pavia (33) e Monza (33). Rebaixado: Foligno (22). 

Punições: Sorrento, Benevento e Reggiana (-2); Como e Foligno (-3); Foggia (-4); Taranto (-7); e Spal (-8)

Spezia, que festa: a Serie B já não é apenas uma lembrança (acspezia.com) 



GRUPO B

Melhor time do grupo no papel, o Spezia demorou um pouco para se encontrar em campo; mas, quando conseguiu, não houve mais história: vitórias em sequência e posições ganhas em progressão até a conquista da liderança, na penúltima rodada, e a reconquista da Serie B, quatro anos depois. Trapani e Siracusa são fortes candidatos a um encontro na final dos play-offs. Nos play-outs, Triestina e Piacenza correm o sério risco de repetirem as quedas da última temporada. Termina a fábula do Bassano Virtus: rebaixamento após dois campeonatos na Prima Divisione. 


Promovido: Spezia (62 pontos). Play-offs: Trapani (60), Siracusa (58), Virtus Lanciano (54) e Cremonese (49). Play-outs: Latina (35), Prato (35), Triestina (35) e Piacenza (33). Rebaixado: Bassano Virtus (32). 

Punições: Barletta (-1); Siracusa e Pergocrema (-5); Cremonese (-6); e Piacenza (-9)

Seconda Divisione – Final 

Mais um degrau: em três temporadas, Treviso sai da Eccellenza para a Prima Divisione (tribunatreviso.gelocal.it) 


GRUPO A
E, no final, prevaleceu a lógica: com menos sorte em alguns momentos, mas sempre mais forte que os adversários, o Treviso conquistou seu terceiro título e acesso seguidos. Promoção também para o pequeno San Marino, que retorna à Prima Divisione após cinco anos. Nos play-offs, Cuneo e Rimini, as duas equipes em melhor forma, vão se cruzar logo nas semifinais. Palmas para o Savona: falido e recomprado, dentro de campo o clube soube se manter com louvor na categoria. Já no play-out, os aplausos são para a recuperação do Lecco, que altrapassou – e rebaixou – o Montichiari e agora vai jogar suas primeiras chances de permanência contra o Mantova. 


Promovidos: Treviso (67 pontos) e San Marino (66). Play-offs: Cuneo (65), Casale (62), Virtus Entella (61) e Rimini (61). Play-out: Mantova (44) e Lecco (37). Rebaixados: Montichiachi (35), Sambonifacese (26) e Valenzana (24). 

Punições: Treviso (-2); Alessandria (-3); Montichiari (-5); Savona (-7); e Pro Patria (-11)

Fim do sofrimento: muitos anos e falências depois, Catanzaro revê a Terceira Divisão (ilquotidianoweb.it) 



GRUPO B

Após dominar o cenário amador na última temporada, o Perugia conquistou o aceso nesta com a melhor pontuação entre os campeonatos da Lega Pro. Festa também em Catanzaro, que renasceu após a constrangedora falência de um ano atrás e, finalmente, conquistou o sonhado acesso à Prima Divisione. Vigor Lamezia e Chieti despontam como favoritos para a final nos play-offs. O play-out entre Vibonese e Neapolis, por outro lado, está rigorosamente equilibrado (por baixo). Final de torneio constrangedor para a Giulianova, que contou com a ruindade alheia para manter a categoria, e melancólico para Isola Liri, Ebolitana e Celano, rebaixados antes da última rodada. 

Promovidos: Perugia (87 pontos) e Catanzaro (83). Play-offs:Vigor Lamezia (80), Chieti (69), Aprilia (65) e Paganese (65). Play-out: Vibonese (41) e Neapolis (40). Rebaixados: Isola Liri (32), Ebolitana (31) e Celano (25). 

Punições: Aversa Normanna, Campobasso e Vibonese (-1); Giulianova, Isola Liri e Neapolis (-2); Melfi e Ebolitana (-3)

Coppa Italia Lega Pro

Campeão corsário: Spezia faturou a segunda Coppa na casa do Pisa (Tutto Lega Pro) 

Dias antes de comemorar o retorno à Serie B, o Spezia festejou outra conquista: o bicampeonato da Coppa Italia Lega Pro. As “águias de rapina” conseguiram o título ao vencer o Pisa, fora de casa, por 2 a 1, revertendo o 1 a 0 do jogo do ida, na Ligúria. Desde que a instituição da Lega Pro, em 2008-09, esta é a primeira vez que um clube faz a doppietta campeonato-copa – que pode se transformar em tripletta caso o Spezia triunfe também na Supercoppa Lega Pro Prima Divisione, contra a Ternana.

Serie D: o retorno ao futebol profissional

Após três temporadas, o Venezia volta a ser profissional (fbcunionevenezia.com) 


Valle d’Aosta, Sterilgarda, Venezia, Forlì, Pontedera, Teramo, Salerno, Martina Franca e Hintereggio garantiram os títulos de seus grupos na Serie D, e jogarão entre os profissionais da Seconda Divisione na próxima temporada. Dentre os muitos retornos, destaque para o clube veneziano, outrora campeão da Coppa Italia, e para a “Salernitana” – falido, o clube se rebatizou “Salerno” e busca reaver seu antigo nome – comandada por Claudio Lotito, proprietário da Lazio. Agora, os novo campeões se enfrentarão pelo Poule Scudetto, o título máximo amador, atualmente em posse do Cuneo.

Deixe um comentário