Serie A

1ª rodada: A velha e a nova

Juventus, de Pirlo, deixa Parma para trás e estreia na Serie A com o pé direito (Getty Images)

Para todos nós, que estávamos ansiosos, a bola enfim rolou pela primeira vez para a Serie A 2012-13. E a temporada, que teve início às 13 horas deste sábado, com Fiorentina-Udinese, já deu algumas amostras do que trará. Em primeiro lugar, a Juventus continua sólida, e demonstrou isso frente ao Parma, mesmo que polêmicas arbitrais tirem o foco dos aspectos técnicos e táticos da partida. 

Antes, a Fiorentina mostrou que está renovada e deve aparecer com força neste ano. A primeira prova foi dominar uma Udinese compacta e que, com Francesco Guidolin, sempre mostrou uma força coletiva muito frte, independentemente de quem estivesse em campo. Acompanhe o resumo dos primeiros jogos do campeonato.

Juventus 2-0 Parma

Sem muitas dificuldades, apesar de um Parma bem postado, a Juventus estreou com o pé direito na Serie A. Mesmo sem brilhantismo, a campeã italiana usou as mesmas armas da última temporada: o jogo concentrado em Pirlo e no avanço dos alas. Assim, foi eficiente contra uma equipe que promete incomodar os principais concorrentes ao título, oferecendo-lhes resistência. Por outro lado, Giovinco, em sua primeira partida contra sua antiga equipe, esteve apagado e pouco fez.

O primeiro tempo, equilibrado, não reservou muitas emoções. Principalmente através do estreante Pabón, o Parma tentava incomodar, mas sem levar perigo efetivo ao gol de Storari, que substituía um lesionado Buffon. Em um lance fortuito, a Juve quase abriu o placar: Lucarelli tentou cortar, mas a bola explodiu em Vucinic e voltou para Lichtsteiner, que estava impedido. O bandeira não assinalou a irregularidade e Mirante acabou derrubando o suíço. O goleiro, porém, defendeu a cobrança de Vidal e o jogo continuou no zero.

Na segunda etapa, a Juventus pressionou um pouco mais e achou seu gol aos 10 minutos. Asamoah, em jogada de explosão pelo lado esquerdo, deixou a marcação para trás e cruzou para Lichtsteiner, de surpresa, se infiltrar na área para completar para as redes. Curiosamente, na última temporada, justamente contra o Parma, foi do suíço o primeiro gol da Velha Senhora na campanha. Três minutos depois, a arbitragem apareceu novamente com polêmica, no lance do segundo gol juventino. Pirlo cobrou falta rasteira e, de acordo com o árbitro de linha de fundo, Mirante defendeu a bola depois de ela ter cruzado a linha. Nenhuma imagem, até o momento, deixa isso claro. No final do jogo, o Parma ainda levou perigo com Ninis e Gobbi, mas Storari fez boas defesas.

Fiorentina 2-1 Udinese

A temporada mal começou, mas os torcedores da Fiorentina já tiveram mais diversão com sua equipe na primeira rodada do que em todo o último campeonato. Na estreia, a equipe viola já deu algumas mostras do que deve produzir durante o campeonato: jogou com ofensividade, passes curtos e muita posse de bola – dominou a Udinese com 65% do tempo com a bola nos pés, sobretudo em jogadas próximas à área bianconera. De acordo com dados da Gazzetta dello Sport, a Fiorentina teve impressionantes 81% de domínio territorial, encurralando a Udinese.

Os donos da casa dominaram as ações no primeiro e no segundo tempo, mas acabaram saindo atrás. Aos 28 minutos, o colombiano Muriel puxou a marcação e deu passe açucarado para Maicosuel bater na saída de Viviano, abrindo os trabalhos no campeonato. A viola acabou sentindo o gol e pareceu confusa até o fim da primeira etapa. Porém, Montella corrigiu os erros no intervalo e a equipe voltou com a mesma postura que havia iniciado o jogo. A primera chance na segunda etapa veio com Ljajic, que girou na entrada da área e obrigou Brkic a colocar para escanteio.

A Fiorentina melhorou com a entrada de Cuadrado no lugar de Cassani, já que o colombiano é mais incisivo que o italiano e deu mais mobilidade à equipe pelo lado direito. O gol, porém, surgiu do outro lado: Borja Valero fez boa incursão pelo lado esquerdo e ajeitou para Jovetic, que contou com o desvio de Danilo (capitão da Udinese, com Di Natale poupado), para deixar tudo igual. Logo em seguida, Danilo teve de tirar em cima da linha para evitar a virada, com Cuadrado. Quem também havia entrado bem foi El Hamdaoui, que pode ser o atacante de área de que a Fiorentina tanto precisa. Sozinho, ele criou três ótimas chances, colocando fogo no jogo. Mas quem marcou o gol da virada, já nos acréscimos, foi ídolo Jovetic, depois de lançamento de Aquilani.

Confira estatísticas, escalações, artilharia e classificação do campeonato aqui.

Deixe um comentário