Serie A

8ª rodada: Tem lugar na briga?

No primeiro gol, Cambiasso tocou para Cassano marcar pela quinta vez em oito jogos. Poder de decisão de Fantantonio pode pesar positivamente para a Inter incomodar o primeiro escalão (AP)

Depois de dois bons jogos no sábado, entre os primeiros colocados do campeonato, foi a vez de Inter e Roma mostrarem que também querem entrar nessa briga. Em Milão, a equipe de Stramaccioni mostrou organização para vencer o Catania e se aproximar do vice-líder Napoli. Mais tarde, no jogo que encerrou a rodada, a Roma voltou a expor os defeitos da sua linha defensiva e saiu perdendo por 2 a 0 para o Genoa. Mas a equipe não decepcionou seu treinador e se recuperou de maneira bem Zemaniana, com posse de bola e muito ataque, e consegui a virada. Mais sobre esses e os outros jogos da rodada abaixo:

Inter 2×0 Catania

Em um jogo sem fortes emoções, a Inter conseguiu segurar os rápidos e
habilidosos ponteiros argentinos Alejandro Gómez e Pablo Barrientos e venceu o Catania, chegando a sua quarta vitória seguida no campeonato. O resultado coloca a Inter, que começou o campeonato desacreditada, como possível adversária de Juve e Napoli na briga pelo título. Com domínio territorial durante grande parte do jogo, a equipe nerazzurra chegou ao primeiro gol aos 28 minutos, quando Cambiasso cruzou na área para Cassano completar, de
cabeça. Foi o quinto gol do atacante, que vem se mostrando muito decisivo nesse início de temporada.

Após abrir o placar, a Inter
diminuiu um pouco o ritmo e levou o segundo tempo praticamente em
banho-maria, a não ser por uma bola na trave de Ranocchia e algumas chances criadas por Ricky Álvarez. O segundo gol,
que definiu o jogo, aconteceu aos 40 minutos, depois que Palacio
recebeu passe de Diego Milito, matou bonito no peito e, sem deixar a bola cair, acertou o
canto de Andújar. O resultado mantém a Inter na terceira
colocação, ao lado da Lazio. Ambas as equipes têm 18 pontos, um a
menos que o Napoli e quatro a menos que a líder Juventus.
O Catania segue na parte de cima da tabela, e ocupa a 7ª posição, com
11 pontos.

Genoa 2×4 Roma

No encerramento da rodada, Genoa e Roma fizeram um dos melhores jogos do fim de semana. A equipe da casa começou jogando muito bem, marcando no campo de ataque a aproveitando as laterais para chegar com perigo, e não demorou para abrir o placar. Aos sete minutos, Borriello tocou de calcanhar para Kucka, que acertou ótimo chute. A boa movimentação de Borriello tirou a referência dos zagueiros romanistas e foi importante também no segundo gol, quando o atacante cruzou para Jankovic, que acertou voleio no travessão, mas no rebote não perdoou e fez 2 a 0.

Com a vantagem no placar, o Genoa recuou a marcação e deu espaço para a Roma jogar. E o erro de estratégia custou caro: ainda no primeiro tempo, Totti e Osvaldo empataram o jogo. Na etapa final, a Roma continuou melhor, pressionando, e aproveitou o apagão genovês para fazer mais dois gols, com Osvaldo de novo e Lamela. O resultado deixa a Roma na quinta colocação, quatro pontos atrás dos primeiros quatro colocados. O Genoa permanece na 10ª posição, com nove pontos.

Udinese 1×0 Pescara

Em Údine, o autor do gol solitário na vitória sobre o Pescara foi de
Maicosuel, que vinha sendo deixado de lado pelo técnico Francesco
Guidolin desde que perdeu pênalti decisivo, na terceira fase preliminar
da Liga dos Campeões, contra o Braga. O ex-atacante do Botafogo marcou aos sete minutos do segundo tempo, quando sua equipe já estava com um a menos em campo. O zagueiro Danilo, ex-Palmeiras, foi exupulso ainda aos 31 minutos do primeiro tempo.Na comemoração, Maicosuel fez gesto como se pedisse desculpas à torcida, pelo erro na Liga dos Campeões. A vitória leva a Udinese a nove pontos e deixa o time um pouco mais tranquilo. O Pescara, por sua vez, continua com vida difícil, na zona de rebaixamento.

Parma 2×1 Sampdoria

No estádio Ennio Tardini, o Parma voltou vencer após cinco rodadas de jejum graças aos dois gols do atacante ítalo-brasileiro Amauri. O primeiro veio após pênalti cometido por Sergio
Romero sobre Jonathan Biabiany, e o segundo, em forte cabeçada, na
segunda etapa. Graças também à mudança tática efetuada pelo técnico Donadoni. Depois de treinar a semana toda com os portões fechados, o treinador optou por escalar a zaga em uma linha de quatro, no 4-3-3, com Biabiany, Amauri e Belfodil na frente. Após a vitória, a diretoria do clube confirmou a renovação do contrato de Donadoni. A Sampdoria, que jogou com um a menos desde a expulsão de
seu goleiro, aos 34 minutos da etapa inicial, até conseguiu descontar, com gol do brasileiro Éder, ex-Criciúma, mas não foi suficiente. O Parma ocupa a 11ª colocação, com 9 pontos, e a Sampdoria a 8ª posição, com um ponto a mais.

Atalanta 2×1 Siena
Em duelo direto dos ocupantes da parte baixa da tabela, a Atalanta conseguiu boa vitória de virada sobre o Siena. Depois de um primeiro tempo com poucas emoções, Reginaldo abriu o placar para os visitantes aos 14 minutos da segunda etapa, a fim de estragar a festa de 105 anos do clube bergamasco. Mas Cigarini não deixou que isso acontecesse. Aos 19′, acertou bela cobrança de falta e empatou a partida. Bonaventura deu números finais ao placar a sete minutos do fim. Apesar da posição incômoda na tabela, o time nerazzurro não deve lutar contra o rebaixamento até o fim. O Siena sofrerá mais por causa dos pontos descontados no tribunal do que por conta do seu futebol, que também não é lá essas coisas.

Palermo 0x0 Torino
Apesar do 0 a 0, o jogo entre Palemo e Torino não foi ruim. O placar, inclusive, é mérito das boas atuações dos goleiros Gillet e Ujkani. No final, Ilicic poderia ter resolvido para os donos da casa, em chance clara, mas aí o placar não seria justo, por conta do equilíbrio do jogo. Na primeira etapa, os rosanero dominaram e estiveram mais perto de marcar, mas esbarraram em Gillet. No segundo tempo, porém, foi a vez do Torino mostrar maior volume de jogo e pressionar mais. Não adiantou: Ujkani também estava em grande dia e evitou que a bola entrasse. No fim, o empate foi bom para o Torino, que chega a nove pontos e se mantém firme na parte intermediária da tabela. Para o Palermo, contudo, o resultado foi péssimo. Com apenas seis pontos, a equipe é a penúltima colocada do campeonato, somando apenas uma vitória e três empates. 

Chievo 1×1 Fiorentina
Em Verona, Chievo e Fiorentina fizeram partida de muita força física e velocidade, mas deixaram a desejar no quesito chances de perigo. Os gols aconteceram ainda no início do primeiro tempo e depois disso os cerca de 12 mil torcedores que pagaram ingresso ficaram sonolentos. Thereau fez para os donos da casa ainda aos 17 minutos, mas Rodríguez empatou menos de um minuto depois. Mais tarde, Luca Toni ainda acertaria uma bola na trave, mas o placar não mudaria. O problema na Fiorentina permanece o mesmo: não ter um centroavante decisivo, que coloque bolas para dentro. A zaga vem se comportando bem e o meio tem boa movimentação. Ainda assom, o time já tem 12 pontos e está na 6ª colocação. O Chievo, com sete pontos, permanece muito perto da zona do perigo.

Cagliari 1×0 Bologna
Pouco mais de quatro mil torcedores assistiram à primeira vitória do Cagliari dentro de casa nesse campeonato. Mas é bem verdade que os que não foram ao estádio e preferiram aproveitar o domingo de outra maneira não perderam muita coisa. Em jogo bem fraco tecnicamente, Nainggolan foi quem fez o gol da vitória, já na etapa final. O Bologna pouco produziu e chegou à segunda derrota consecutiva, ficando estagnado com sete pontos, cada vez mais próximo da zona da degola. O Cagliari somou três pontos importantes e se distanciou um pouco do perigo.

*Colaborou Rodrigo Antonelli

Clique aqui pra relembrar os jogos de sábado.

Relembre a 7ª rodada aqui

Confira estatísticas, escalações, artilharia, além da classificação do campeonato, aqui.

Seleção da rodada
Gillet (Torino); Allan (Udinese), Ranocchia (Inter), Barzagli (Juventus), Leandro Castán (Roma); Hernanes (Lazio), Pogba (Juventus), Valdés (Parma); Cassano (Inter), Osvaldo (Roma), Amauri (Parma). Técnico: Vladimir Petkovic (Lazio).

Deixe um comentário