Serie A

27ª rodada: Roteiro clichê

Belo voleio de Bonucci aumentou a vantagem da Juve sobre o Napoli (AP)

Finalmente Leonardo DiCaprio faturou um Oscar. Ennio Morricone, romanista, finalmente ganhou uma estatueta, e não romou, como a equipe do seu coração. Na Serie A, porém, nada surpreendeu neste fim de semana: o roteiro clichê teve mais uma vitória da Juventus contra a Inter, que não vence a rival desde 2012. O script ainda garantiu a ampliação da vantagem da Velha Senhora sobre seus adversários e – ainda não chegamos nesta parte – é bem provável que o final deste filme seja o mesmo das quatro últimas temporadas. Enquanto a Juve engatilha seu pentacampeonato, Napoli, Roma e Fiorentina brigam por vagas na Liga dos Campeões; Inter e Milan por uma na Liga Europa. e até o Sassuolo sonha. Acompanhe o resumo da 27ª rodada.

Juventus 2-0 Inter
Bonucci, Morata (pênalti)

Tops: Bonucci (J) e Kondogbia (I) | Flops: Icardi e D’Ambrosio (I)

O que separa um time com alma de campeão de um que está prestes a jogar a temporada no lixo? No Derby d’Italia, Juventus e Inter mostraram o abismo que há entre as fases atuais das duas equipes, não apenas na forma mostrada em campo, mas de confiança. De um lado estava a Velha Senhora, líder, há 17 jogos invicta e com uma das 10 melhores marcas da história da Serie A: Buffon não leva gols há 746 minutos. Do outro, a Beneamata, que venceu somente três dos seus últimos 10 jogos e despencou para a quinta posição, cinco pontos atrás de Roma e Fiorentina e só um à frente do Milan. Medrosa, a equipe nerazzurra foi dominada pelos bianconeri do início ao fim.

Allegri mandou a Juve a campo com seu habitual 3-5-2, que foi espelhado por Mancini. Logo no primeiro chute a gol, Handanovic foi providencial e negou o gol do ex a Hernanes – a bola explodiu no travessão. Com Khedira, Pogba e o brasileiro no meio-campo, a Juve superou facilmente o mesmo setor interista, que tinha Kondogbia, Medel e Felipe Melo – somente o francês foi bem. Com mais volume de jogo, o time da casa teve várias chances de marcar, mas só abriu o placar quando D’Ambrosio cortou mal e serviu Bonucci, que pegou um belo voleio e, aí sim, fez valer a lei do ex. No final, Miranda cometeu pênalti em Morata e fez o espanhol marcar seu quarto gol contra a Inter. Com três pontos de vantagem sobre o Napoli, a tendência é a Juve nadar de braçada até o pentacampeonato.

Fiorentina 1-1 Napoli
Alonso (Borja Valero) | Higuaín

Tops: Tatarusanu (F) e Higuaín (N) | Flops: Kalinic (F) e Ghoulam (N)

Para fechar o fim de semana, uma partida bem movimentada. Na partida que aconteceu nesta segunda-feira, na verdade, Fiorentina e Napoli fizeram seus gols com menos de 10 minutos de bola rolando, e depois se agrediram bastante, mas sem balançar as redes – quer dizer, Higuaín até marcou, mas estava impedido. O lateral Alonso abriu o placar aos 6 minutos, completando escanteio cobrado por Borja Valero, mas na saída de bola errou feio: cortou bola que caía macia para Tatarusanu e Higuaín, de primeira, bateu para o gol vazio. A Fiorentina teve a melhor chance do primeiro tempo, depois de erro de Koulibaly, mas Kalinic carimbou o travessão. Já na segunda etapa, o Napoli dominou o jogo e exigiu duas boas defesas de Tatarusanu, que segurou o resultado.

Empoli 1-3 Roma
Zukanovic (contra) | El Shaarawy, Pjanic, El Shaarawy

Tops: El Shaarawy e Pjanic (R) | Flops: Skorupski e Laurini (E)

Sexta vitória seguida para a Roma de Spalletti, que já é a terceira colocada – com 53 pontos, empatada com a Fiorentina, sua próxima adversária. Na visita à Toscana, o treinador romano enfrentou uma de suas equipes e contou com uma partidaça de El Shaarawy para levar os três pontos. O Pequeno Faraó marcou um golaço logo no início, mandando no ângulo de Skorupski, mas o Empoli empatou quando Szczesny espalmou a bola no rosto de Zukanovic, que fez contra. Três minutos depois do empate azzurro, Pjanic fez 2 a 1, em rebote de cobrança de falta. No segundo tempo, a Roma perdeu ritmo, mas mesmo assim decidiu o jogo: Skorupski soltou chute de Salah e El Shaarawy completou para as redes. Enquanto a Roma sobe, o Empoli desce: o time sentiu falta dos suspensos Tonelli e Saponara e não vence há oito jogos.

Milan 1-0 Torino
Antonelli (Kucka)

Tops: Kucka (M) e Moretti (T) | Flops: Bacca (M) e Belotti (T)

A volta por cima de Mihajlovic. Depois de ser contestado, o sérvio já leva o Milan a nove jogos de invencibilidade na Serie A – um presentão no fim de semana em que os 30 anos da presidência de Berlusconi eram comemorados. Contra o Torino, o 4-4-2 rossonero mais uma vez deu resultado: a equipe jogou de forma operária, com cada um fazendo sua função com muita destreza. Kucka, melhor em campo, participou do gol de Antonelli, e antes Honda havia acertado a trave defendida por Padelli – no segundo tempo, bem anulado um gol de Bacca. Quando sofria no contra-ataque, o Milan pode contar com o goleiro Donnarumma, que fez 17 anos essa semana: a revelação do campeonato fez algumas ótimas defesas na partida. Nos próximos jogos, Balotelli e Ménez disputarão vaga como titulares, já que Niang sofreu acidente de carro e fica dois meses parado.

Lazio 0-2 Sassuolo
Berardi (pênalti), Defrel (Sansone)

Tops: Duncan e Defrel (S) | Flops: Maurício e Bisevac (L)

O senso comum diz que com 40 pontos uma equipe escapa do rebaixamento na Serie A. Pois o pequeno Sassuolo, em 27 rodadas, já atingiu os 41, e sonha até com vaga europeia. No confronto entre sétimo e oitavo colocados, os visitantes jogaram melhor e aproveitaram as falhas da zaga laziale. Debaixo de muita chuva, os neroverdi abriram o placar, após Berardi converter o ingênuo pênalti de Maurício. Após o intervalo, o brasileiro errou de novo: perdeu o tempo de bola no gramado molhado, mas Berardi desperdiçou a chance, chutando em cima de Berisha. Não contente com a partida pífia de Maurício, seu companheiro Bisevac saiu jogando errado, no pé de Sansone, que só ajeitou para Defrel ampliar. O Sassuolo teve um gol anulado e uma preocupação: Berardi saiu de campo machucado, depois de levar uma pancada de Biglia. Após o apito final, vaias: a torcida da Lazio não perdoou o resultado nem mesmo com a classificação do time para as oitavas da Liga Europa.

Sampdoria 2-0 Frosinone
Fernando (De Silvestri) e Quagliarella

Tops: Fernando e Quagliarella (S) | Flop: Blanchard (F)

Confronto
direto contra o rebaixamento. A Samp encarou o Frosinone no Luigi
Ferraris desesperada por uma vitória, afinal, um tropeço poderia
significar a troca de posições com o adversário e a entrada na zona de descenso. E aproveitando o fator casa, o time de Montella sufocou
os canarini durante todo o jogo. No último minuto da primeira etapa o
brasileiro completou Fernando cruzamento de De Silvestri e abriu o placar para os
blucerchiati. Após o intervalo, Quagliarella mostrou oportunismo para
garantir a vitória e afastar seu time da região perigosa da tabela. (Caio Dellagiustina)

Udinese 2-0 Verona
Badu (Di Natale) e Théréau

Tops: Di Natale e Théréau (U) | Flops: Siligardi e Toni (V)

Tudo
o que a Udinese fez nos últimos anos foi graças às boas
atuações de Totò Di Natale. Na melhor partida do camisa 10
bianconero na temporada, a Udinese conseguiu uma vitória convincente
sobre o lanterna Hellas Verona, que afastou a equipe das últimas
colocações. O capitão deu de bandeja o primeiro gol para Badu, que só
completou de cabeça, e participou do segundo, quando Théréau aproveitou o
rebote de seu chute e completou. Danilo também recebeu um presente do
veterano, mas, praticamente debaixo do gol, cabeceou pra fora. A dupla
Toni-Pazzini pouco incomodou, o que refletiu no desempenho do Verona,
que vê a salvezza cada vez mais distante. (CD)

Palermo 0-0 Bologna

Tops: Posavec (P) e Destro (B) | Gilardino (P) e Floccari (B)

Jogo
de poucas emoções e nada de gols na Sicília. O Palermo segue sua sina
de não vencer em fevereiro, mas se reabilita após duas derrotas – embora continue flertando com o rebaixamento. Já o
Bologna acumulou sua quarta partida invicto e segue na busca pela sétima
posição. Destro teve as duas melhores chances para abrir o placar, mas
primeiro parou no goleiro Posavec, que estreava em 2015-16, e depois mandou pra longe. No lado
palermitano, Vázquez, que retornava após um tempo parado, desperdiçou
frente a frente com Mirante. (CD)

Carpi 1-1 Atalanta
Verdi (pênalti) | Kurtic (D’Alessandro)

Tops: Verdi (C) e Sportiello (A) | Flops: Lasagna (C) e Borriello (A)

Duelo
de times que não sabem o que é vencer em 2016. O Carpi, que não vence há
sete jogos, jogava em casa e até começou melhor, mas Lasagna não
conseguiu aproveitar as duas oportunidades que teve.
Kurtic abriu o placar para a Atalanta no início da segunda etapa e
parecia acabar com a seca de 12 jogos sem vencer dos bergamascos, mas
Borriello, ex-Carpi, cometeu pênalti dez minutos após entrar e Verdi
empatou para os biancorossi. (CD)

Chievo 1-0 Genoa
Castro (Cacciatore)

Tops: Birsa (C) e Perin (G) | Flops: Pellissier (C) e Cerci (G)

Após
tropeçar no dérbi veronês, o Chievo reagiu, bateu o Genoa e deu um
grande passo para a permanência na elite por mais uma temporada. Vitória
magra, mas que garantiu três pontos importantes para levar os gialloblù
à 10ª colocação, 11 pontos a frente do Frosinone, e também acabar com a
incômoda sequência de 70 dias sem vencer em seus domínios. Em campo não
houve muitas jogadas importantes. Na melhor delas, o Chievo aproveitou e Castro marcou o gol da vitória. Após mais uma derrota, Gasperini
vê seu time pertinho da zona de rebaixamento. Pavoletti tem feito falta, e até que retorne da lesão, o Genoa vai sofrer. (CD)

*Os nomes entre parênteses nos resultados indicam os responsáveis pelas assistências para os gols
Relembre a 26ª rodada aqui.
Confira estatísticas, escalações, artilharia, além da classificação do campeonato, aqui.
A Liga Serie A disponibiliza os melhores momentos da rodada em seu canal oficial. Veja os melhores momentos dos jogos abaixo.

Seleção da rodada

Donnarumma (Milan); Acerbi (Sassuolo), Danilo (Udinese), Bonucci (Juventus); Castro (Chievo), Kucka (Milan), Fernando (Sampdoria), Duncan (Sassuolo), Pjanic (Roma); El Shaarawy (Roma), Di Natale (Udinese). Técnico: Luciano Spalletti (Roma).

Deixe um comentário