Liga dos Campeões

Liga dos Campeões: Espetáculo, com E de Eto’o

Três gols marcados e passe para outro: o camaronês está voando (La Presse)

Já são 11 gols em nove partidas na conta de Samuel Eto’o essa temporada. Ou seja, mais de 68% de todos os tentos marcados pela Inter até aqui. A fase do camaronês é tão boa que os torcedores mal sentem a falta de Diego Milito, principal peça das conquistas recentes do clube. Hoje, contra o Werder Bremen, o camaronês anotou sua primeira tripletta com a camisa nerazzurra e, mais uma vez, ajudou a Inter a sair com a vitória.

Mas os méritos não são só de Eto’o. A maneira que o técnico Rafael Benítez postou a equipe hoje também é “culpada” pela vitória maiúscula do time de Milão. Com Biabiany e Philippe Coutinho pelas pontas do 4-2-3-1, a equipe jogou mais solta, com a bola no pé e soube agredir o adversário. Os únicos momentos de aperto do time da casa aconteceram ainda no início da partida, quando Hugo Almeida teve duas boas oportunidades. O time alemão sentiu muito os desfalques de Fritz, Naldo, Frings e Pizarro e tornou-se presa fácil.

Sem Milito e com Eto’o jogando mais perto do gol – da maneira que pede há tempos – , Sneijder pôde ocupar uma posição mais próxima do ataque e conseguiu fazer boa partida. O holandês marcou o terceiro gol da partida, após passe de Eto’o, e devolveu o presente mais tarde, deixando o camaronês na cara para fechar o placar. Destaque positivo também para os jovens Biabiany e Coutinho, que jogaram os 90 minutos e surpreenderam positivamente. Principalmente o brasileiro, sempre incisivo no ataque e cooperando bem com a parte defensiva, apesar de ter desperdiçado algumas chances.

No entanto, nem tudo são flores. O time, que já contava com cinco jogadores no departamento médico, ganhou mais dois problemas para o jogo contra a Juventus, no domingo: Júlio César e Lúcio saíram lesionados e são dúvidas. Com Samuel e Zanetti já machucados, os nerazzurri devem entrar com o sistema defensivo bem modificado. Hoje, Castellazzi e Santon os substituíram, o que deve se repetir na Serie A, caso se confirme a lesão dos dois. Assim, Chivu passa a compor o miolo da zaga com Cordoba, enquanto Santon fica na esquerda. Pandev pode voltar e ficar com a vaga que foi de Biabiany hoje.

A vitória dá moral à atual campeã, que não se saiu bem na estreia da Liga, contra o Twente, e passava por questionamentos quanto à verdadeira qualidade do time de Benítez, que ainda não tinha conseguido fazer apresentações consistentes como as do time campeão de Mourinho na temporada passada. Assim, o time assume a primeira posição do grupo e espera o jogo contra o Tottenham, no próximo dia 20.

Veja o relato e os gols da partida aqui.

Deixe um comentário