Coppa Italia

Jogo de um só time

De Rossi, outra vez capitão, marcou o gol solitário da partida contra o Catania (AP Photo)

Ainda que a reação do Catania nas últimas semanas seja notável, não dava para esperar que os rosazzurri fizessem frente à Roma, no estádio Olímpico. Até porque Mihajlovic já havia avisado que a prioridade do time é a Serie A e, para o jogo das quartas-de-final, poupou seis de seus titulares. Para montar um time desfigurado, inclusive avançou o zagueiro polonês Augustyn, em temporada lastimável, para o centro do meio-campo de seu 4-3-3. Morimoto, destaque da equipe na temporada, também foi desviado de sua posição original, mas sem sucesso. Na Roma, os testes de Ranieri deram espaço a Doni, Okaka, Ménez e Motta – este último, provavelmente, em sua despedida rumo ao Manchester City.

Em outro grande jogo de Riise, Pizarro e Taddei, sem dúvida os jogadores que mais cresceram após a chegada de Ranieri, a Roma não teve dificuldades para pôr o Catania na roda. Os dominaram os primeiros dez minutos e chegaram a colocar a Roma em dificuldades, mas a partir daí os giallorossi dominaram até o fim. De um lado, Doni não chegou a fazer defesas. Do outro, o goleiro Campagnolo defendia todas as tentativas que iam a gol. Campagnolo foi (junto da péssima pontaria do ataque romanista, é claro) o grande responsável pela disputa não ter se convertido em goleada.

No intervalo, o domínio da Roma ganhou um reforço: a entrada de Cerci no lugar do inoperante Ménez, objeto misterioso que não conseguia dar sequência a seus lances. E, enquanto o time pressionava, as condições só foram melhorando. As expulsões merecidas de Bellusci e Augustyn (a segunda em cinco meses na Sicília) fizeram qualquer estatégia virar água e assim a Roma chegou a seu único gol, aos 29 minutos: Cerci puxou bem da direita e tocou para Okaka, que dominou e rolou para De Rossi marcar. Os giallorossi ainda tiveram mais quatro boas chances, enquanto o Catania sequer corria para buscar o empate. Nas semifinais, a Roma enfrenta o vencedor da partida entre Milan e Udinese. A Fiorentina também já está entre os quatro, aguardando quem passar entre Inter e Juventus.

1 comentário

Deixe um comentário