Serie A

35ª rodada: Festa adiada

O estraga prazeres: Pazzini marcou dois gols no final da partida contra o Cesena e obrigou o Milan a adiar a festa do título (Inter.it)

No sábado, a segunda colocada Inter entrou em campo para tentar evitar o título antecipado do Milan, enquanto o Napoli jogou para conseguir uma reabilitação, depois de duas derrotas seguidas e decisivas no campeonato. Ao final dos 90 minutos, os dois times cumpriram suas missões, mas para nenhum dos lados foi fácil. Inter e Napoli só conseguiram marcar seus gols nos dez minutos finais das partidas e exigiram coração forte e paciência de seus torcedores. Confira o resumo dos jogos.

Cesena 1-2 Inter
Em jogo que teve mais emoções nos quatro últimos minutos do que em todo o resto, Pazzini foi o decisivo. O atacante fez dois gols nos acréscimos do segundo tempo e protagonizou uma grande virada em La Fiorita, adiando a festa do título do Milan, que venceria no dia seguinte. No primeiro tempo, poucas jogadas que merecem recordação. Sem um trequartista disponível, Leonardo escalou a Inter em um pouco usual 4-4-2, com Thiago Motta e Cambiasso no miolo da linha central e Pandev e Zanetti nas pontas. Eto’o e Milito jogaram próximos um do outro, como poucas vezes na temporada. Do outro lado, Ficcadenti escalou o mesmo time das últimas rodadas, com os dinâmicos Giaccherini e Jiménez abastecendo o atacante Budan. Como tem sido costume nesta Serie A, o Cesena se doou e dificultou a vida de mais uma equipe grande em seus domínios.

Assim, o Cesena foi melhor durante todo o primeiro tempo e no início da segunda etapa, quando marcou o gol que abriu o placar, com Budan, em posição de impedimento. Depois disso, Leonardo promoveu mudanças que fizeram seu time, finalente, acordar. Pazzini entrou no lugar de um inoperante Pandev e Mariga ocupou o lugar de Thiago Motta, que também não fazia a melhor de suas partidas. O ritmo da Inter mudou e Ficcadenti preferiu defender, mesmo que o Cesena tivesse velocidade nos contra-ataques puxados por Giaccherini, que foi sacrificado para a entrada de Benalouane e saiu irritadíssimo.

Os nerazzurri, que continuaram no 4-4-2, passaram a utilizar mais as pontas e foi assim que encontraram os dois gols. No primeiro, Eto’o cruzou da esquerda para Pazzini desviar e empatar. No segundo, o atacante aproveitou cruzamento da direita, de Maicon. Em termos de classificação, o resultado não muda muita coisa para a Inter, apenas dá o prazer de adiar a festa do rival e de confirmar a vaga direta na Liga dos Campeões. O Cesena, por sua vez, continua próximo da zona de rebaixamento, mas se jogar como no sábado, escapará com alguma tranquilidade: enfrenta Genoa e Cagliari, sem pretensões no campeonato, e recebe o Brescia, que pode já estar rebaixado na penúltima rodada.

Napoli 1-0 Genoa
Na outra partida de sábado, o Napoli se mostrou um time de personalidade. Após duas derrotas decisivas, que tiraram o time da briga pelo título, deixou o abatimento de lado e lutou pela vitória até o fim, contra um organizado Genoa. Fora de campo, se destacava a grande amizade entre as torcidas, que data desde o início da década de 1980, quando um empate garantiu napolitanos na Copa Uefa e salvou os rossoblù do rebaixamento. No sábado, os três pontos praticamente garantem os azzurri na próxima Liga dos Campeões, uma vez que a Udinese, quinta colocada, está nove pontos atrás faltando apenas três rodadas para o fim do campeonato. Um empate na próxima rodada, contra o Lecce, garante a classificação antecipada, enquanto uma derrota da Lazio hoje já garante a vaga direta. Dentro de campo, a partida foi uma no primeiro tempo e outra no segundo.

Na primeira etapa, o Napoli mantinha muito a posse de bola bola, mas levava pouco perigo ao gol de Eduardo. O Genoa se mostrava satisfeito com o empate e apenas conduzia a partida para o intervalo. No tempo complementar, então, o Napoli partiu para cima e ocupou o campo do Genoa o tempo inteiro. Eduardo foi requisitado algumas vezes e era o nome do jogo, tendo se saído bem em oportunidades de Yebda e Lavezzi. Aos 38 minutos, porém, não segurou mais: Aronica lançou bola na área, Cavani resvalou de cabeça e Hamsík dominou no peito, tirou Criscito da jogada e chutou no fundo do gol genovês, garantindo a vitória para os donos da casa. O resultado acabou com a série mais negativa do time de Mazzarri no campeonato, duas derrotas seguidas.

Para resultados, escalações, classificação e estatísticas da 35ª rodada, clique aqui.
Para relembrar a 34ª rodada, clique aqui.

Deixe um comentário