Serie A

17ª rodada: Sem empates

Ibrahimovic decidiu mais uma vez e o Milan continua na liderança. Os oitos times que vêm atrás também venceram e parte de cima da tabela não mudou (Getty Images)

A primeira rodada da Serie A em 2012 foi recheada de gols. Em todos os cantos da Bota onde a bola rolou, pelo menos um gol aconteceu. Ao todo, a rede balançou 30 vezes e nenhum jogo terminou empatado. Destaque para as goleadas de Inter e Siena, no sábado, e para as vitórias de Milan, Juventus, Udinese, Napoli e Roma, no domingo. Entre os nove primeiros colocados, só a Lazio perdeu, resultado que distancia o time da capital da briga por vaga na Liga dos Campeões. Assim, a tabela não sofreu muitas alterações após a 17ª rodada. Vamos aos resumos:

Atalanta 0x2 Milan
Em Bérgamo, o Milan conseguiu três importantes pontos mesmo sem jogar bem. Ibrahimovic (para variar) foi quem decidiu. Com um gol (de pênalti) e uma assistência, o sueco interferiu diretamente no resultado final e saiu do jogo como melhor jogador em campo. Com a vitória, o Milan chega ao 12º jogo sem perder. A última derrota foi no dia 2 de outubro, contra a Juventus. A bela campanha dos rossoneri passa muito pela ótima forma física dos comandados de Allegri. Neste domingo, o jogo contra a Atalanta foi muito disputado fisicamente e o Milan conseguiu se sair melhor. Na zaga, Thiago Silva fez ótima partida e bloqueou diversas chances do time da casa, bem organizado e aguerrido. O primeiro gol saiu logo aos 22 minutos de jogo, quando Manfredini fez pênalti em Pato e Ibra converteu. O segundo saiu aos 33 minutos da etapa final, com Boateng aproveitando bom passe do sueco para fechar o placar. Com a semana livre, o Milan começa a se preparar para o dérbi contra a Inter, no próximo domingo.

Lecce 0x1 Juventus
Quem também conseguiu levar os três pontos para casa sem jogar bem foi a Juventus. O time de Conte criou pouquíssimas oportunidades durante toda a partida e parecia esperar um erro do adversário para resolver o jogo. E foi o que aconteceu: aos 27 minutos, Vucinic abriu espaço, chutou e viu o goleiro Benassi dar rebote desnecessário para Matri marcar o único gol da partida. Matri que, aliás, tinha acabado de entrar no jogo. Quagliarella começou como titular, mas acabou sendo substituído após sentir dores na perna direita. Depois do gol, a Juventus se preocupou apenas em administrar o resultado e o jogo ficou chato. Com o resultado, a Juve permanece colada no Milan, dividindo a liderança da competição, e o Lecce continua com a lanterna na mão, com apenas dez pontos conquistados em 17 jogos.

Udinese 4×1 Cesena
A Udinese não desgruda dos líderes. Jogando em casa, fez um dos jogos mais movimentados do fim de semana, contra o Cesena. Logo no primeiro minuto de jogo, Floro Flores cruzou para Di Natale colocar os bianconeri em vantagem. Depois disso, os visitantes foram para cima e conseguiram levar algum perigo ao gol de Hadanovic, com Mutu e Éder, principalmente. A pressão deu certo e aos 39 minutos Eder empatou o jogo, dando nova esperança para o Cesena. Na volta do intervalo, porém, o time de Arrigoni pecou pela falta de atenção, mais uma vez, e levou outro gol logo no início: Asamoah chutou de longe e o goleiro Antonioli não conseguiu segurar, colocando o time da casa de novo no jogo. E o erro caiu como um balde de água fria no time, que conseguira se recuperar na primeira etapa. Lauro foi expulso um pouco depois, pelo segundo cartão amarelo, e terminou de desestabilizar o time. Basta e Di Natale, de novo, deram números finais ao jogo. A Udinese permanece apenas dois pontos atrás dos líderes e o Cesena não consegue sair da zona de rebaixamento.

Palermo 1×3 Napoli
Na Sicília, foi dia de o Napoli quebrar um tabu que já durava quase 43 anos: dentro do Renzo Barbera, os napolitanos não venciam o Palermo pela Serie A desde 1969. Em grande partida de todo o time, porém, não foi difícil deixar essa marca para trás. Os três homens de frente marcaram (Pandev, Cavani e Hamsik) e não deixaram dúvidas quanto à superioridade dos azzurri, que ocupam a sexta colocação, com 26 pontos. O belo gol de Cavani mereceu, inclusive, aplausos dos torcedores do Palermo, ex-time do uruguaio. A partida marcou também a estreia do treinador Mutti em casa. Começo não muito bom, uma vez que o Palermo tinha perdido apenas uma vez em seus domínios até aqui. Os gols do Napoli saíram aos 35 minutos do primeiro tempo e depois aos 9′ e aos 15′ da etapa final. Miccoli descontou para o Palermo já no fim. Com a derrota, o Palermo cai para a 10ª colocação e se distancia ainda mais das zonas de classificação para competições europeias.

Roma 2×0 Chievo
O crescimento da Roma continua com tudo. Contra o Chievo, neste domingo, o time de Luis Enrique venceu a terceira partida consecutiva e viu Totti marcar pela primeira vez na competição. E os torcedores não estão felizes só por conta dos dois gols de pênalti marcados pelo capitão. O futebol da equipe vem melhorando partida a partida e o trabalho do técnico espanhol começa a dar resultados. Sem Osvaldo, lesionado, e Borriello, cedido à Juventus, a Roma entrou em campo com o ataque formado por Lamela-Totti-Bojan e deu muito trabalho ao Chievo. Bojan fez sua melhor partida vestindo gialorosso até aqui. O espanhol, inclusive, foi protagonista de dois lances que poderiam ter dado mais dois gols para a Roma, em pênaltis não marcados pelo juiz. Grande partida também do goleiro Sorrentino, que salvou o time visitante algumas vezes. O Chievo só incomodou os donos da casa no início do segundo tempo, quando pressionou e não deixou a Roma fazer seu jogo. Com 27 pontos, o time da capital está próximo de entrar na zona de classificação para a Liga Europa. O Chievo tem 20 e permanece no meio da tabela.

Novara 0x3 Fiorentina
Apesar de ter superado o Novara sem grandes dificuldades, esse foi um jogo muito importante para a Fiorentina no campeonato. Primeiro, porque foi a primeira vitória fora de casa da equipe nesta Serie A. Depois, porque     Montolivo parece ter acordado. Depois de meses apresentando futebol bem abaixo da média, o meio-campista voltou a fazer um bom jogo e até marcou gol. Quem decidiu, porém, foi o mesmo de sempre: Jovetic. O montenegrino marcou dois gols e foi aplaudido por todo o estádio. Destaque também para a boa partida de Ljajic. Com time cada vez mais jovem, a Fiorentina vai se ajeitando e caminhando para uma competição sem perigos. O Novara não chutou a gol nenhuma vez e a Serie B deve mesmo ser seu destino em 2012-13.

Bologna 1×0 Catania (Murillo Moret)
Engana-se quem acredita que os problemas do Catania acabaram com a dispensa do goleiro Mariano Andújar. Vincenzo Montella escalou Andrea Campagnolo, mas os rossazzurri foram novamente derrotados. Perderam com duas falhas do arqueiro de 33 anos. Perderam, também, por conta de uma boa exibição de Alessandro Diamanti. Jogando em casa, o Bologna pressionou no primeiro tempo. As principais chances vieram com Di Vaio e Acquafresca. Gillet fez ótima intervenção no único perigo levado pelo Catania. Gols somente na etapa final. Diamanti cruzou na cabeça de Cherubin. O goleiro não soube se posicionar e acabou sendo vazado. Nos acréscimos, Di Vaio recebeu passe em profundidade, finalizou e Campagnolo devolveu o chute fraco nos pés do capitão, que não perdoou pela segunda vez e fechou o placar. O Bologna conseguiu se reestabelecer e deu uma respirada após a vitória – já contava duas derrotas seguidas. Próxima rodada tem Napoli x Bologna, no San Paolo, e Catania x Roma, no Angelo Massimino.

Cagliari 3×0 Genoa (Murillo Moret)
O jogo era de debute para Pasquale Marino, sucessor de Alberto Malesani como técnico do Genoa, e de Alberto Gilardino, principal contratação do mercado de inverno até aqui. O atacante foi escalado como titular por conta dos desfalques do lado grifone: Kaladze, Miguel Veloso e Palacio, protagonista, estavam de fora. Mas não foi um bom dia para eles. Mesmo sem Conti, o Cagliari foi para cima do Genoa e superou com certa facilidade o time visitante. O centroavante Larrivey, que substituiu Nenê, fez o primeiro: o pênalti de Kucka em Cossu foi discutível, mas a finalização forte e certeira de Larrivey não. Atrás no placar, o Genoa foi para cima e se abriu demais. As investidas, no entanto, foram sem sucesso. Os donos da casa continuaram mandando na partida. Ibarbo, em um excelente contra-ataque, ampliou para o Cagliari e Granqvist, contra, fechou o caixão. Os grifoni começaram a temporada sonhando com a Liga Europa, mas a 12ª posição em janeiro e as poucas duas vitórias nas últimas sete partidas não animam nem o torcedor mais otimista. Para piorar, a adversária na próxima rodada é a forte Udinese.

Clique aqui para ver todos os gols da rodada.

Para resultados, escalações e estatísticas da 17ª rodada, clique aqui.
Para relembrar os jogos de sábado, clique aqui.
Para relembrar a 1ª rodada, clique aqui.

Seleção da 17ª rodada
Sorrentino (Chievo); Danilo (Udinese), Juan (Roma), Thiago Silva (Milan); Álvarez (Inter), Nainggolan (Cagliari), Gargano (Napoli), Jovetic (Fiorentina); Destro (Siena), Milito (Inter), Ibrahimovic (Milan). Técnico: Claudio Ranieri (Inter).

Deixe um comentário