Serie A

17ª rodada: Reinício animador

Diego Milito fez boa partida e, com dois gols, foi um dos destaques da goleada sobre o Parma (Getty Images)
O recesso de fim de ano parece ter feito bem para a Serie A italiana. Nos dois jogos que marcaram a volta dos times aos gramados, as redes balançaram nove vezes, em duas boas goleadas de Inter e Siena. O time de Milão venceu um fraco Parma por 5 a 0, alcançou os 29 pontos, e se estabeleceu na zona de classificação para a Liga Europa. Mais cedo, o Siena já tinha surpreendido a Lazio e derrotado o time da capital por 4 a 0, quebrando qualquer previsão. Assim, os bianconeri marcaram três pontos importantes para se afastar ainda mais da zona de rebaixamento. Vamos aos resumos dos jogos:
Inter 5×0 Parma
Um atropelo no Giuseppe Meazza. Contra um Parma (mal) montado no 4-4-2, a Inter não teve problemas para conquistar os três pontos. Milito, que não fazia boas partidas há tempos, voltou a jogar bem e marcou dois gols. No primeiro, aproveitou bom cruzamento de Alvarez para abrir o placar. Alvarez, inclusive, foi um dos destaques do time. Atuando como trequartista, soube tocar na hora certa, cadenciar o jogo e armar as principais jogadas ofensivas nerazzurri, se aproveitando do mau posicionamento da defesa rossoblù.. O segundo gol da Inter saiu dos pés de Thiago Motta, de fora da área, em um chute violento de canhota, que Mirante não teve chances de defender. Milito fez mais um antes das equipes saírem para os vestiários. 
O Parma, obcecado em tocar para Giovinco e torcer por uma jogada mirabolante do meia baixinho, nada fez. Floccari ficou muito isolado na frente e Giovinco não tinha opção de passe. Modesto e Biabany recuavam demais algumas vezes e atrapalhavam as investidas ofensivas do time. Pazzini e Faraoni – com um lindo gol – fizeram a Inter aproximar da Lazio na 4ª colocação, dando números finais ao jogo. O resultado dá moral para o dérbi da próxima rodada, contra o Milan. Assim, a Inter completou cinco jogos de invencibilidade. Neste meio tempo, sofreu apenas um tento. Do outro lado, os crociati não vencem há seis partidas. Franco Colomba precisa arrumar a defesa, pois a equipe foi vazada onze vezes nos últimos três confrontos. Na próxima rodada, encara o Siena.
Siena 4×0 Lazio
No Artemio Franchi, o Siena pouco sentiu as faltas de D’Agostino, suspenso, e Brkic e Vergassola, machucados. Nada mais justo do que o melhor jogador bianconero no campeonato marcar o primeiro gol do retorno da Serie A: Mattia Destro deixou para trás Stankevicius, em péssima partida, e Biava para finalizar cruzado e vencer Bizzarri. A Lazio chegou poucas vezes, e sem sucesso. Enquanto isso, a retaguarda do time da capital amedrontava os torcedores. Não por menos Gervasoni marcou pênalti de Stankevicius em Brienza (discutível, diga-se de passagem). Minutos depois, Bizarri foi expulso após outra infração – esta sobre Destro. Calaiò, em ambas, converteu. No segundo tempo, além de Destro dar números finais ao jogo, Sculli discutiu com Edy Reja ao ser substituído. O técnico laziale afirmou que o atacante estava muito tenso e preferiu sacá-lo.

Foi uma das piores partidas da Lazio na temporada. A defesa, com Scaloni e Stankevicius nos lugares de Konko e André Dias, sucumbiu diante de um time com poder de fogo pífio: nos últimos cinco jogos, o Siena não tinha marcado nenhum gol. E ainda saiu barato para os biancocelesti, que poderiam ter voltado para casa com um resultado ainda pior, tamanha a falta de organização na retaguarda. Desse modo, a Lazio fica parada nos 30 pontos e permite a aproximação da Inter, que agora está apenas um ponto atrás, na quinta colocação. No próximo fim de semana, o time enfrenta a boa Atalanta, para tentar recuperar a moral. O próximo desafio do Siena é contra o devastado Parma, fora de casa.

Para resultados, escalações e estatísticas da 17ª rodada, clique aqui.
Para relembrar a 1ª rodada, clique aqui.

*Texto de Murillo Moret

Deixe um comentário