Serie A

O primeiro problema de Mihajlovic

Jovetic pode ficar até sete meses afastado. Mutu ganhará chance e a Fiorentina pode voltar ao mercado (Foto: Uefa)
Manchete do Corriere dello Sport, nesta quarta-feira: “Fiorentina: Jovetic para por 6-7 meses”. Esta também era a principal notícia da Gazzetta dello Sport. Um baque para a Viola. Stefan Jovetic, integrante da seleção reserva dos melhores da temporada passada, rompeu os ligamentos cruzado anterior e colateral externo do joelho direito durante um treinamento aberto ao público. O montenegrino ficará entre seis e sete meses afastado dos gramados e, apesar de ainda não ter marcado data, o departamento médico da Fiorentina já informou que JoJo passará por cirurgia para reconstruir o tecido.
Sem o jogador mais decisivo do time em tempos recentes, Adrian Mutu deve ganhar chances com Mihajlovic. O romeno cumpre suspensão porque foi pego no antidoping por subitramina, em janeiro, e só poderá retornar na nona rodada da Serie A. Para ganhar oportunidade, Mutu deverá esquecer a antiga rivalidade com o atual treinador. Em 2003, quando atuava pelo Chelsea, reclamou de Mihajlovic, então na Lazio, por ter cuspido em sua cara durante a vitória do clube inglês por 4 a 0, na Liga dos Campeões. Como não bastasse, Mutu só poderá atuar caso os Blues não levem à Fifa a autuação para que o jogador pague  uma indenização de 17,1 milhões de euros ao Chelsea.
Apenas dois jogadores foram embora de Florença, neste mercado: Massimo Gobbi (fim de contrato) e Keirrison (que estava emprestado pelo Barcelona). Gaetano D’Agostino é o grande reforço para a temporada. Ele era uma das esperanças da Udinese na temporada passada, mas, desejando uma transferência para Juventus ou Real Madrid, despencou de produção. Artur Boruc, que bem poderia ser goleiro titular do Milan, foi comprado para ser reserva de Sébastien Frey. Já o argentino Emiliano Insúa exigiu altos valores para assinar com a Fiorentina e cobrir o buraco na lateral-esquerda, mas os viola não aceitaram e o mandaram de volta para Liverpool.
Com Boruc e D’Agostino, a Fiorentina parecia deixar o mercado de contratações de lado, mas pode retornar para suprir a baixa de Jovetic. O principal especulado é Zvjezdan Misimovic, armador bósnio do Wolsfburg – mas a transferência é veementemente negada pelos dirigentes do clube alemão. Os nomes de Éder (Empoli), Rossi (Villarreal) e Quagliarella (Napoli) também têm sido ventilados pela imprensa.
Por enquanto, o sérvio Adem Ljajic é o provável substituto de Jovetic no 4-2-3-1 de Mihajlovic. “Com os mesmos pés e olhos” do ídolo italiano Roberto Baggio, o jovem trequartista de 18 anos pode figurar entre os titulares da Fiorentina neste início de temporada. Outra opção é avançar Montolivo para encostar mais em Gilardino e deixar D’Agostino e Donadel – ou Zanetti  – sustentando o meio-campo defensivo. Longe das competições europeias, os viola focarão apenas na Itália e precisam tirar um coelho da cartola para esta nova fase que já começa com um baque tão pesado.

1 comentário

  • Realmente um baque muito grande, ate o Barcelona ja estava de olho nele e ele ainda mostrou que é um profissional que tem principios ao nao aceitar a transferencia que financeiramente seria melhor para ele.
    Adem Ljajic pode ser uma boa saida, mas se nao me engano tem outro rapaz que pode evoluir e ajudar Sinisa, Babaca, mostrou que tem bom futebol nos poucos jogos que fez na temporada passada.

    Azzurra: Gostei da convocaçao, da pra fazer um bom time, e ainda da pra melhorar.

    Viviano; Motta, Bonucci, Chiellini, Antonini; De Rossi, Palombo; Pepe, Montolivio; CASSANO, Amauri (Quagliarela).
    4-2-2-2

    Tudo de bom, galera.

Deixe um comentário