Serie A

Quem é que sobe?

O equilíbrio entre Novara e Padova deve ser a tônica na final dos play-offs: qual deles subirá para a Serie A da próxima temporada? (Getty Images)
Como imaginávamos na última coluna sobre a Serie B, a briga pelo título seguiu viva até a rodada final. Com a definição da campeã, a Atalanta, que disputava com o já promovido Siena, na ponta da tabela faltava apenas definir quem se juntaria a Novara e Varese nos play-offs. Entre os times que viviam situação periclitante, o campeonato permanecia em aberto para definir quais seriam os rebaixados e quais times jogariam o play-out.

Hoje, a situação é muito mais clara em campo, mas não fora dele: denúncias sorbe um forte esquema de manipulação de resultados, que envolveriam ex-jogadores como Giuseppe Signori e outros em atividade, como Cristiano Doni, pode mudar os vereditos da Serie B e da Lega Pro, já que as denúncias podem fazer com que equipes percam pontos – Atalanta e Siena, por exemplo, podem ter algum envolvimento. Abordaremos o caso em outra oportunidade e, por enquanto, nos ateremos ao que ocorreu em campo.

A reta final

Liderados pela dupla de ídolos Doni e Tiribocchi, a Atalanta (campeã, 79), mesmo com dois empates nas duas rodadas finais, conseguiu seu sexto título da Serie B. Os dois velhos conhecidos dos nerazzurri marcaram 26 dos 61 gols da equipe no campeonato, mas, curiosamente, os orobici não terminaram a disputa nem com o melhor ataque ou a melhor defesa do torneio. O segredo para a conquista foi a constância: o time de Bergamo teve apenas uma sequência de três jogos sem vencer durante toda a campanha, período em que perdeu duas vezes e empatou um jogo.

O Siena (2°, 77) também colaborou, pois esteve em péssima forma na reta final e venceu apenas uma vez nos últimos cinco jogos. Mas, de qualquer forma, a temporada é positiva, pois os bianconeri retornarão à Serie A, apenas um ano depois de sua queda. O responsável por comandar o time após a saída de Antonio Conte para a Juventus será Giuseppe Sannino, que surpreendeu com o Varese.

Os play-offs
Novara (3°, 70) e Varese (4°, 68) haviam se garantido nos play-offs há tempos. Os azzurri mostraram muito equilibro, fechando a competição com o segundo melhor ataque e a terceira melhor retaguarda. O bom desempenho ofensivo se deve a boa dupla formada por Pablo González, já negociado com o Palermo e Cristian Bertani, que juntos marcaram 32 gols – mais da metade dos gols da equipe. O Varese teve a defesa como destaque, vazada apenas 34 vezes, foi a melhor da Serie B.

A dupla disputaria a última vaga na Serie A, com Padova (5°, 62) e Reggina (6°, 61), que se garantiram na última e na penúltima rodada, respectivamente. A equipe de Padova teve missão difícil, em confronto direto com o Torino (8°, 58), no estádio Olímpico de Turim. O empate acabou sendo suficiente e foi fundamental para o que viria a seguir: a final dos play-offs. Os biancoscudati souberam se aproveitar do fator casa e jogando no Estádio Euganeo, conseguiu vencer a partida de ida contra o Varese por 1 a 0, em partida em que foram superiores.

A vantagem conquistada em casa não teve um bom efeito no início: os patavini entraram desatentos e sofreram no começo. O Varese abriu 2 a 0, com um dos gols sendo anotado pelo brasileiro Neto Pereira, que já tem um histórico longo na Itália – incluindo mais de 100 gols jogando pelo pequeno Itala San Marco. Porém, o empate veio com gols de El Shaarawy e Legati. O 2 a 2 dava a classificassão para os visitantes, mas De Luca, revelação varesina do Torneio de Viareggio, colocou novamente os leopardi na frente. A definição da vaga ocorreu apenas aos 72 minutos, quando o nome do Padova nessa reta final da Serie B, apareceu novamente: El Shaarawy marcou e alcançou seu nono gol na competição. O jogador de 18 anos, da seleção italiana sub-19, é pretendido por Inter e Milan, mas o Genoa promete utilizá-lo após o retorno do empréstimo e não deve ceder.

No outro confronto dos play-offs, a Reggina recebeu o Novara e as duas equipes protagonizaram uma partida tensa, algo normal em partidas decisivas e que valem muito, que terminou empatado em 0 a 0. Se as redes não balançaram no primeira metade da decisão, no estádio Silvio Piola, de Novara, foram marcados quatro gols, em jogo emocionante até o último minuto. O Novara jogava pelo empate, por ter feito melhor campanha nos pontos corridos, e saiu na frente. A Reggina não desistiu e acabou virando jogo com Emiliano Bonazzoli, que marcou duas vezes na partida, chegando aos 17 gols na Serie B. Bertani chegou a complicar a vida do Novara ao ser expulso logo após a virada, mas Colombo acabou igualando as equipes ao ser expulso no minuto seguinte. A pressão do Novara foi incrível, mas o gol de empate só aconteceu aos 89, quando Rigoni acertou um sem pulo e fez um golaço.

Logo mais, às 15h45, Padova e Novara entram em campo na primeira partida que definirá o último classificado para a Serie A – o outro jogo ocorre em três dias, no domingo (12). No confronto entre os times pelo campeonato de pontos corridos da Serie B o equilíbrio foi grande e ambas as partidas acabaram empatadas em 1 a 1. Hoje, os padovanos vem de um momento melhor, pois cresceram muito na reta final da temporada juntamente com El Shaarawy, mas o Novara já provou diversas vezes que luta até o fim – mesmo com os desfalques de Bertani, Morganella e do capitão Lupi. De qualquer forma, qualquer uma das equipes que subirem voltarão à elite do futebol italiano após mais de muitos anos de ausência. A última vez que o Padova jogou a Serie A foi na temporada 1994-95, enquanto o jejum do Novara é ainda maior: o clube do Piemonte está fora da primeira divisão desde 1955-56.

O play-out
Na parte de baixo da tabela, nada mudou nas rodadas finais, que serviram apenas para confirmar os rebaixamentos dos três últimos colocados desde as duas últimas rodadas: Triestina (20°, 40), Portogruaro (21°, 40) e Frosinone (22°, 38). A quarta vaga do rebaixamento ficou para ser decidida no play-out entre AlbinoLeffe (18°, 49) e Piacenza (19°, 46), que já teve a primeira partida realizada.

Em Piacenza, as duas equipes mostram o porquê de estarem nessa complicada situação. Um 0 a 0, com apenas um chute no gol de cada lado. A vaga ficou para ser decidida em Bergamo, casa do AlbinoLeffe, mas jogar com “apoio” da torcida não é muito comum para os seriani, pois o time teve média inferior a 1500 torcedores por jogo. A esperança da equipe de Piacenza é Daniele Cacia, que já até foi artilheiro da Serie B por alguns momentos na temporada, mas após ser supenso por indisciplina não conseguiu mais balançar as redes. O jogo deste sábado seria o ideal para o camisa nove voltar a marcar e se consagrar de vez.

Deixe um comentário