Liga dos Campeões

Dificuldade extra


Tá difícil? O Ibrahimovic resolve. Com um gol e uma assistência para Cassano (ao seu lado na foto), o sueco foi o melhor em campo nesta quarta (AFP)

O cenário era ideal para uma boa vitória do Milan: jogava em casa e enfrentava o Viktoria Plzen, time tecnicamente inferior. Mas os torcedores rossoneri não viram a teoria ser colocada em prática no San Siro. Allegri, que armou o seu tradicional 4-3-1-2, afirmou antes da partida que os três pontos seriam fundamentais para a briga pelo primeiro lugar do grupo, que deve ser protagonizada por Milan e Barcelona.

Os campeões tchecos se posicionaram em um 4-1-4-1 para tentar segurar o desfalcado time italiano. Foram sete ausências no time de Allegri, que pelo menos contou com a volta de Ibrahimovic, fundamental para a vitória. No início, a estratégia do Viktoria Plzen deu certo: segurou o Milan e surpreendeu em um contra-ataque nas costas de Abate, logo aos dois minutos. O susto precoce, não abalou a equipe da casa, que contava com Ibrahimovic disposto a decidir desde o princípio. O sueco jogava solto e Cassano ficava mais à frente. O camisa 99 foi o primeiro a parar no goleiro Cech, que fez grande exibição.

O volume de jogo rossonero não empolgava a torcida. Claramente se poupando, faltava ímpeto ao campeão italiano. Para completar a situação ruim para os italianos, o Viktoria, na maior parte do tempo, defendia com os 11 jogadores atrás da linha média. O 0 a 0 no primeiro tempo, com 60% de posse de bola, mostrava a passividade milanista, que apenas Ibra rompeu, em oportunidades que o goleiro Cech defendeu. Na segunda etapa, Ibrahimovic apareceu de vez. Primeiro, participou de jogada polêmica em que um pênalti foi assinalado. Ele mesmo bateu para fazer o 1 a 0. A tranqüilidade foi alcançada.

Os tchecos, que claramente estavam satisfeitos com o empate, tentaram buscar o empate, mas passaram longe de assustar Abbiati. Ibra apareceu novamente aos 66 minutos. O sueco recebeu lançamento e, com dois toques, deixou Cassano à vontade para marcar o 2 a 0. O resultado fez com que o Milan puxasse o freio de mão e sentasse sobre a vantagem. Chances de perigo não existiram mais a partir daí.

Mesmo jogando em ritmo lento, o Milan recheado de desfalques venceu o Viktoria Plzen. Resultado obrigatório para quem afirmar e deve pensar no primeiro lugar do grupo, que também tem o Barcelona na disputa, depois da previsível goleada aplicada sobre o BATE Borisov. O que valeu para os milanistas foi ver Ibrahimovic retornando de lesão já decidindo a partida. Agora o foco volta a ser o Italiano, onde domingo enfrentará a líder Juventus fora de casa, em jogo que promete muito.

Deixe um comentário