Serie A

Entenda como atua Joshua Zirkzee, atacante do admirável Bologna de Thiago Motta

Após 26 partidas da Serie A 2023-24, o Bologna de Thiago Motta segue firme na briga por uma vaga na próxima Champions League, já que atualmente ocupa o quarto lugar do campeonato. Dentre os vários destaques do time rossoblù, o atacante Joshua Zirkzee tem chamado bastante atenção. Formado na base do Bayern Munique, o holandês chegou a atuar pela equipe profissional dos alemães por diversas vezes antes de ser emprestado e posteriormente vendido. Mas foi explodir somente nesta temporada.

Zirkzee já havia atuado na Itália durante a segunda metade da temporada 2020-21, pelo Parma, e amadureceu no Anderlecht, clube em que fez 18 gols em 2021-22, sendo 16 pela Jupiler Pro League – competição da qual foi um dos 10 maiores artilheiros. O Bayern vendeu o holandês ao Bologna em 2022-23, por 8,5 milhões de euros, mas foi só no campeonato atual que Joshua cresceu de rendimento, ao lado de todo o time.

Se ano anterior, como reserva de Marko Arnautovic, ele marcou apenas dois gols e distribuiu duas assistências, na época atual já são 12 participações diretas em tentos – nove marcados e três passes decisivos em sua conta. Titular em 24 das 26 partidas do Bologna na Serie A, o atacante se estabeleceu como peça fundamental no funcionamento coletivo do time.

Analisamos que tipo de atleta é Zirkzee e mostramos por quais motivos deve ser um dos jogadores mais cobiçados do mercado. A seguir, confira nossa análise completa!

Zirkzee cresceu sob o comando de Thiago Motta e se tornou um dos principais atacantes da Serie A (Getty)

Posição

Algumas variações acontecem dentro de cada partida, mas podemos dizer que a formação-base trabalhada por Thiago Motta na temporada tem sido um 4-2-3-1. Nesse contexto, Zirkzee cumpre o papel de centroavante.

Time-base do Bologna na temporada 2023-24

Participação em construção e criação de jogadas

O atacante de 1,93 m não se restringe ao jogo dentro da área adversária e tem papel bastante importante durante a criação e a construção de jogadas do Bologna. Zirkzee constantemente recua para oferecer opções de passes aos seus companheiros, buscando principalmente receber a bola em seus pés, nos chamados apoios frontais. Para isso, ele orienta seu corpo de costas para o gol adversário. Essa é uma característica marcante do centroavante e tal movimento acontece com muita frequência ao longo das partidas, no terço defensivo, no ofensivo ou na intermediária.

Uma das estratégias utilizadas por Zirkzee para criar um espaço maior para si nesse tipo de movimentação é a mudança rápida de direção. O atacante ameaça partir para um lado com um pequeno passo, induzindo uma mudança de comportamento de seu marcador mais próximo, e então corre no sentido contrário, ganhando segundos preciosos.

Ao receber a bola de costas para o gol adversário, Zirkzee é capaz de acionar um companheiro livre a partir de tabelas, devolvendo o passe a quem tocou, após movimentação, ou através de dinâmicas de terceiro homem, tocando para outro jogador, encontrando-o de frente para o gol adversário e facilitando a progressão de jogadas do Bologna.

O atacante apresenta uma grande variedade de passes e tem recurso técnico para se conectar de diferentes maneiras: encontra soluções pouco usuais, como toques de calcanhar, letras e apoios por cima da defesa. O holandês também é capaz de sustentar contato físico para proteger a bola quando a retém.

Um dos traços que torna Zirkzee um jogador tão raro no futebol mundial é essa combinação entre o seu alto grau de agilidade, algo pouco comum para alguém tão alto, e a capacidade de proteger a bola – muitas vezes, ele utiliza o braço como referência de espaço e tem força no tronco para resistir a contatos ao firmar a base no solo. O atacante tem muita facilidade para girar sobre seu próprio eixo e usa essa característica tanto para escapar da pressão no meio-campo quanto para criar chances de finalização perto da grande área.

Além disso, ao receber pouco pressionado, Zirkzee geralmente posiciona seu corpo lateralmente e controla a bola usando seu pé mais distante do eixo corporal. Essa ação facilita a proteção da pelota, prepara a movimentação seguinte e acelera o seu giro.

As duas últimas características citadas naturalmente ajudam a criar situações em que Zirkzee apareça posicionado de frente para a área adversária em diversos momentos da partida. Nesses cenários, surge sua qualidade para acionar companheiros com passes verticais, colocando-os em situações favoráveis no campo de ataque.

Desmarques ofensivos

Partindo para os desmarques ofensivos, três tendências podem ser observadas no jogo de Zirkzee. A primeira delas é a corrida em profundidade quando um dos zagueiros recebe a bola com tempo e espaço para realizar um lançamento longo. O holandês identifica esses momentos e altera sua postura para atacar as costas da linha defensiva – nem sempre a pelota vem em sua direção, mas o comportamento é mantido.

O segundo tipo de desmarque ofensivo realizado com frequência pelo atacante holandês é um movimento de dentro para fora, explorando possíveis brechas deixadas por um salto de pressão do lateral adversário. Nesse tipo de situação, ele pode aparecer no espaço vazio para trabalhar de costas e progredir jogadas, atacar em profundidade ou até mesmo gerar lacunas no centro para outro jogador atacá-la, ao arrastar seu marcador.

Por fim, a característica mais marcante de Zirkzee no campo de ataque é sua tendência a atrasar corridas e/ou chegar tardiamente à área para finalizar com liberdade. O atacante não é o tipo de jogador que realiza arranques em profundidade para atacar a primeira ou a segunda trave em constância: no time de Thiago Motta, esse papel muitas vezes é reservado aos meias e extremos, que afundam a linha defensiva com esse movimento, criando um espaço na entrada da área que Joshua gosta de explorar.

Ao diminuir o ritmo de suas corridas e até mesmo freá-las por completo, em dinâmica semelhante a que utiliza para criar lacunas em apoios frontais, o atacante acaba posicionado em uma “ilha” de espaço. Assim, fica livre para finalizar passes de retorno e cruzamentos rasteiros.

Tal tendência pode ser observada no mapa de finalizações de Zirkzee. No geral, seus chutes se concentram, em grande parte, na região entre a entrada da grande área e o limite da pequena. São raros os momentos em que ele arremata atacando uma das duas traves.

Este é o mapa de finalizações do atacante na atual temporada

Potencial enorme

O mercado atual tem valorizado cada vez mais atacantes, e valores exorbitantes são desembolsados por jogadores que demonstram algum tipo de potencial para futuramente atuar por equipes de elite — basta lembrar a contratação de Rasmus Hojlund, ex-Atalanta, pelo Manchester United. Zirkzee é um desses atletas tão cobiçados. O Bayern Munique, por exemplo, tem uma opção de recompra de seu passe por 40 milhões de euros. Se não quiser acioná-la, ganhará 40% sobre o lucro que o Bologna obtiver com a sua venda.

O holandês apresenta um conjunto de características bem raro e, por esse motivo, não é surpresa que seu nome esteja sendo vinculado a equipes maiores, seja no futebol italiano ou fora dele. Até o momento, é possível afirmar que a passagem do atacante pelo Bologna tem sido um sucesso, pelo retorno técnico oferecido – e o retorno financeiro é questão de tempo, se questões físicas não atrapalharem a sua ascensão. Se uma saída é iminente, o torcedor rossoblù espera que a inédita classificação para a Champions League, que seria a cereja do bolo, seja obtida. O sonho está vivo.

Compartilhe!

Deixe um comentário