Serie A

Na 24ª rodada da Serie A, a Inter tenta defender vantagem na ponta contra uma Roma em alta

Caminhando para o último terço da atual temporada, a Serie A começa a ganhar um desenho mais nítido em algumas partes da tabela. Na ponta, a Inter abriu quatro pontos de liderança e se designou como favorita ao scudetto, enquanto a Juventus a observa mais de longe. Já a disputa pelas quarta vaga na Champions League parece ter Atalanta e Roma como principais concorrentes. E é este cenário que será chacoalhado na 24ª rodada, pois a Beneamata encara a Loba, sob olhares atentos de vários adversários.

Além do jogo que envolve a atual líder da Serie A e uma das equipes de melhor forma nas últimas semanas, a rodada terá um importante duelo entre o Milan, confortavelmente instalado na terceira posição, e o Napoli, que é o sétimo e visa competir por vaga na Liga dos Campeões mesmo aos trancos e barrancos. Já a Juventus, de olho na Inter, encara uma Udinese ameaçada pela zona de rebaixamento. Confira, abaixo, a prévia da jornada.

O jogão

Sábado, 10/2, 14h

Roma x Inter

Vivendo ótimo momento, Roma e Inter irão se enfrentar num daqueles jogos que têm potencial de frequentarem as listas de melhores da edição 2023-24 da Serie A. De um lado, a Loba soma três vitórias seguidas desde a chegada do técnico Daniele De Rossi, com direito a uma bela exibição e goleada sobre o Cagliari na última rodada. Do outro, a equipe de Simone Inzaghi ganhou todos os seus compromissos desde a virada do ano e ainda têm moral elevado após dominarem amplamente a Juventus, vice-líder, e terem aberto quatro pontos de vantagem na ponta da tabela – e com uma partida a menos.

Apesar da boa fase e de jogar em casa, a Roma não entra em campo como favorita, tanto pelo histórico recente contra a Inter quanto pelo futebol apresentado pela adversária no momento. A Loba não ganhou nenhuma das últimas seis partidas em casa contra a Beneamata – só uma vez, entre 1933 e 1940, teve jejum maior –, perdeu cinco das seis mais recentes, no geral, e ainda levou gols dos nerazzurri em 18 das 19 derradeiras pelejas. É uma baita combinação de sequências negativas.

Em 2023-24, a Inter sofreu apenas 10 gols na Serie A. Apenas uma outra equipe havia conseguido tal feito após 23 rodadas e, curiosamente, foi a Roma – treinada por Fabio Capello em 2003-04. Com tais números, os nerazzurri têm a melhor defesa dos cinco maiores campeonatos europeus e, de quebra, também o melhor saldo: 41 gols pró, contra 40 do Bayern Munique.

No plano individual, não há como não destacar o duelo entre Lukaku e Lautaro, que têm relação estremecida desde que o belga decidiu não permanecer em Milão. O romanista, que mal tocou na bola no jogo de San Siro, tem encontrado problemas para acionar a lei do ex: a última vez que o fez foi em 2018, pelo Manchester United, contra o Chelsea. Já Martínez irá se tornar o terceiro jogador nerazzurro a anotar 20 tentos em três temporadas seguidas do Italiano, repetindo Meazza (cinco) e Nyers (quatro), mas não marcou na rodada anterior. Vale destacar que, neste campeonato, o argentino só passou mais de uma jornada sem encontrar as redes numa sequência de três partidas, ante Milan, Empoli e Sassuolo.

Prováveis escalações

Roma: Rui Patrício; Karsdorp, Mancini, Llorente, Angeliño; Cristante, Paredes, Pellegrini; Dybala, Lukaku, El Shaarawy.

Inter: Sommer; Pavard, Acerbi, Bastoni; Darmian, Barella, Çalhanoglu, Mkhitaryan, Dimarco; Thuram, Martínez.

Fique de olho

Domingo, 11/2, 16h45

Milan x Napoli

Terceiro colocado, com 10 pontos de vantagem sobre a Atalanta, o Milan começa a mirar o segundo lugar, ocupado pela Juventus: hoje, a distância entre as gigantes é de apenas quatro pontinhos. O Napoli, por sua vez, está na sétima posição, com a mesma desvantagem em relação à Atalanta que os rossoneri têm para a Velha Senhora. Isso já seria suficiente para fazer com que o clima do jogo de domingo fosse quente, mas diversos outros elementos apimentam o confronto.

Nas 10 últimas partidas entre Milan e Napoli pela Serie A, temos grande equilíbrio: três vitórias para cada lado e quatro empates. A propósito, 26 das 75 partidas que os times realizaram em San Siro terminaram em igualdade – só contra a Juventus (34), o Diavolo empatou mais vezes em casa, ao passo que somente contra a Roma (29), os azzurri obtiveram este resultado longe de seus domínios. Apesar de tantas paridades, vale destacar que os rossoneri têm uma média de 2,5 pontos por compromisso da metade de dezembro até aqui, sendo que só a Inter (2,7/peleja) somou mais no período.

O Milan marcou e sofreu pelo menos dois gols nas três últimas partidas do campeonato e jamais tiveram uma sequência de quatro jogos da Serie A com tantos anotados e sofridos. Provavelmente isso não ocorrerá nesta temporada, já que o Napoli não balançou as redes em nenhum dos quatro jogos mais recentes fora de casa – a derradeira oportunidade em que não estufou o barbante em cinco ou mais compromissos seguidos longe de Nápoles foi em 1979. Em termos de bola na casinha, destacamos que os partenopei são a vítima favorita de Giroud e que os rossoneri são a de Politano. Cada um tem cinco contra os rivais, sendo que o italiano guardou quatro em San Siro e o francês fez quatro no Diego Armando Maradona.

Enquanto o Milan mira encostar na Juventus, vice-líder, o Napoli almeja colar na Atalanta, quarta colocada (Getty)

Segunda, 12/2, 16h45

Juventus x Udinese

Para se recuperar da derrota para a Inter e de um momento de inflexão, a Juventus terá pela frente uma adversária desesperada – e que costuma lhe cair bem. A Udinese está a apenas um ponto da zona de rebaixamento e vive a sua pior temporada desde 2018-19, quando somou os mesmos 19 pontinhos em 23 rodadas.

A Juventus vem de sete vitórias caseiras seguidas sobre a Udinese e pode conseguir a oitava sobre a adversária pela primeira vez na história da Serie A – e vale destacar que o empate mais recente entre as equipes em Turim ocorreu em 1990. Ademais, os piemonteses ganharam as quatro últimas dos friulanos sem sofrer gols. Já a equipe de Údine, que conseguiu empatar 13 dos 23 jogos que fez pelo campeonato, tentará uma façanha para estragar a festa de Massimiliano Allegri. Neste fim de semana, o técnico igualará Marcello Lippi no segundo posto em número de partidas no comando da Velha Senhora, com 405.

Demais jogos

Sexta, 9/2, 16h45
Salernitana x Empoli

Sábado, 10/2, 11h
Cagliari x Lazio

Sábado, 10/2, 16h45
Sassuolo x Torino

Domingo, 11/2, 8h30
Fiorentina x Frosinone

Domingo, 11/2, 11h
Bologna x Lecce
Monza x Verona

Domingo, 11/2, 14h
Genoa x Atalanta

Compartilhe!

Deixe um comentário