Outros torneios

“Com essa sorte, a Lazio briga pelo Scudetto”

Cena da final da Copa da Itália se repete: Muslera cresce e dá vitória a Lazio

A frase-título é de José Mourinho, retirada de entrevista pós-jogo, e expressa bem como se desenhou a final da Supercoppa italiana: a Inter jogou melhor e teve muitas ocasiões de gol, sobretudo na segunda etapa; a Lazio, por outro lado, penalizada pela falta de criatividade de um meio-campo formado por Brocchi, Baronio, Mauri e Matuzalém, não fez boa partida – nenhum dos setores apresentou consistência -, pouco atacou e só levou perigo em chutes à distância.

A defesa laziale esteve caótica, com erros primários do jovem Diakité e do experiente Siviglia, que deu espaço para que Milito e Eto’o desempenhassem os lances de maior perigo da Inter no jogo. Porém, apesar da boa partida dos novos atacantes nerazzurri, o homem do jogo foi o goleiro Muslera, que parece crescer em decisões. Este pequeno texto não se destinará a fazer um resumo do jogo, que pode ser conferido clicando aqui. Os melhores momentos podem ser vistos abaixo.

Ataque contra defesa

Primeiro gol de Eto’o pela Inter foi belo, mas insuficiente

Pelo lado interista, com um time 40% renovado em relação aos titulares do tetracampeonato, a partida teve mais pontos positivos que negativos. De negativo mesmo, apenas a má atuação de Thiago Motta, que errou muitos passes e o desentendimento entre Maicon e – o agora laziale – Julio Cruz, dando a entender que poderia haver alguma rusga interna no elenco tetracampeão, apesar de os dois terem comemorado muito na última vez em que o argentino marcou pela Inter.

Eto’o, Milito e Lúcio tiveram desempenho oposto ao de Motta: foram os melhores jogadores em campo e devem estar completamente entrosados ao restante do time em pouco tempo. Eto’o demonstrou a habilidade habitual e, em certos momentos, seu futebol pareceu casar perfeitamente com o eficiente trabalho de pivô, efetuado por Milito, que também buscava armar jogadas para seu companheiro de ataque. Lúcio foi um leão em campo e levou muito perigo ao gol defendido por Muslera em três bolas alçadas na área.

Outro ponto positivo para a Inter foi a boa participação de Suazo nos minutos em que esteve em campo. O hondurenho certamente será uma boa opção para o segundo tempo, ao lado do austríaco Arnautovic, enfim anunciado pela Inter nesta semana.

Se mais se fala da vice do que da campeã, há explicação: a Inter dominou totalmente o jogo, com 14 jogadas de perigo – contra 3 da Lazio. Por isso é fácil apontar Fernando Muslera como homem do jogo. O instável goleiro uruguaio nem parece o mesmo que contribuiu bastante para a goleada sofrida no Olímpico para o Milan, há duas temporadas. É a segunda vez que Muslera cresce demais em uma final: no título biancoceleste na Copa da Itália o goleiro teve papel fundamental na decisão – seja no tempo regulamentar seja nas cobranças de pênaltis, quando defendeu duas cobranças da Sampdoria. Hoje a estrela do uruguaio brilhou de novo, dando-lhe respaldo para ser titular desde o início da temporada, em detrimento ao argentino Bizzarri. Hoje o “bicho” é todo dele.

Ficha do jogo:

Inter 1×2 Lazio
Gols: 18′ st Matuzalém, 21′ st Rocchi, 33′ Eto’o

Inter: 12 Júlio César; 13 Maicon, 6 Lúcio, 26 Chivu, 4 Zanetti; 11 Muntari (39′ st 18 Suazo), 19 Cambiasso, 8 Thiago Motta (24′ st 45 Balotelli); 5 Stankovic (24′ st 14 Vieira); 22 Milito, 9 Eto’o;
Banco: 12 Toldo, 2 Cordoba, 16 Burdisso, 39 Santon;
Treinador: José Mourinho

Lazio: 86 Muslera; 2 Lichtsteiner, 13 Siviglia, 87 Diakité, 11 Kolarov; 32 Brocchi, 33 Baronio (8′ st 6 Dabo), 5 Mauri (35′ st 25 Cribari); 8 Matuzalém; 9 Rocchi (27′ st 74 Cruz), 10 Zárate;
Banco: 1 Bizzarri, 26 Radu, 7 Eliseu, 17 Foggia;
Treinador: Davide Ballardini.

Árbitro: Emidio Morganti
Cartões amarelos: 29′ Muntari; 30′ Matuzalém; 44′ st Chivu, 44′ st Maicon.

4 comentários

  • A Internazionale demonstrou que pode desempenhar um papel mais significativo na Liga dos Campeões com Eto'o e Lúcio,alem da manutenção de Maicon.Resta saber se aida vai se reforçar mais com o dinheiro da Venda de Ibraimovic até o final de agosto.

  • Pelo jeito, chega mais um trequartista também, pro Mourinho fechar o ótimo 4-3-1-2 dessa Inter pronta pro penta.

    Agora, da Lazio, não espero muita coisa além desse título. O time não é ruim, mas o elenco é bem curto e deve perder De Silvestri, Pandev e Ledesma nos próximos dias. Essas duas últimas perdas são demais pra um time que diz lutar por vaga em competições europeias.

  • Também acho difícil que a Lazio brigue por qualquer coisa. Palermo, Genoa, Napoli, Sampdoria, Roma e Fiorentina têm elencos melhores e mais longos. A frase do Mourinho fica ainda mais irônica por isso.

Deixe um comentário