Mercado

Parada de inverno: melhores e piores

Os argentinos Milito (esquerda) e Cambiasso, destaques da sempre líder Inter (AP Photo)

O ano novo marca a reta final para a retomada da Serie A. O campeonato volta na próxima quarta-feira, dia 6, com partidas em três horários – e é claro que vamos acompanhar ao vivo Milan x Genoa, um dos mais importantes jogos do dia, a partir das 17h45 de Brasília. Marca também a reabertura do mercado de transferências, em sua janela que vai do dia 2 até o dia 31 deste mês – e é claro que os negócios já estão a todo vapor, alguns deles já confirmados (Toni na Roma, Suazo no Genoa, Felipe na Fiorentina, Floccari na Lazio). Durante o mês, vamos acompanhar o mercado por aqui e por nosso Twitter, @quattrotratti.

Para fechar o balanço da primeira parte da temporada da Serie A, vamos a quem se destacou, por bem ou por mal: a seleção dos tops e dos flops.

Melhores do primeiro turno
Julio Sergio (Roma); Yepes (Chievo), Nesta (Milan), Ranocchia (Bari); Galloppa (Parma), Sneijder (Inter), Cambiasso (Inter), Vargas (Fiorentina); Di Natale (Udinese), Totti (Roma), Milito (Inter).

Decepções do primeiro turno
Muslera (Lazio); Oddo (Milan), Augustyn (Catania), Talamonti (Atalanta), Zúñiga (Napoli); Sammarco (Udinese), Felipe Melo (Juventus), Fini (Siena); Acquafresca (Atalanta), Lucarelli (Livorno), Júlio Baptista (Roma).

E para você, quem é o melhor jogador até aqui do campeonato?

3 comentários

  • Pra montar a seleção no 3-4-3 escolhido, infelizmente não coube o Trezeguet. Além de uns outros que mereciam "convocação" e bem que poderiam montar mais uma seleção: Stankovic, Miccoli, Chiellini, Cossu, Biabiany, Sirigu, Matri, Donati… Assim como cabiam alguns outros na seleção de flops, como Molinaro, Castillo, Bellucci, Larrivey, Barone.

    Meu voto pra melhor do primeiro semestre vai pra Cambiasso, aliás.

  • Só discordo do Oddo. Pois acho que ninguem em sã consciência esperaria algo daquele desperdício de espaço e dinheiro que ocupa a lateral.

    A lesão dele o salvou de vexames maiores pois suas atuações estavam patéticas.

  • Olha, até agora não vejo como apontar um grande destaque individual nesta temporada.
    O Di Natale começou bem e depois deu uma caída. Já o Milito, que terminou o ano muito bem, chegou a ouvir algumas vaias de sua torcida no início.
    Assim, opto pelo argentino, que pelo menos conseguiu a proeza de ofuscar Eto'o temporariamente.

    Abraços e Feliz 2010.

Deixe um comentário