Serie A

Mais do que apenas menos

Pedimos desculpas pela ausência do blog nestes últimos dias.

Allegri: sua demissão não vem de maus resultados (Getty Images)

Há três dias, Massimiliano Allegri foi demitido do Cagliari. Consolidado como um dos melhores treinadores jovens da Serie A, o livornese de 43 anos larga sua equipe na 12ª colocação, a cinco rodadas do fim, após quase duas temporadas na Sardenha. Em seus últimos nove jogos, os rossoblù empataram dois e perderam sete, motivo para Massimo Cellino – que não é lá muito conhecido por sua paciência – mandá-lo embora.

De fato, o retrospecto recente da equipe era aquém do apresentado ao longo da temporada, e, principalmente, da stagione passada, na qual terminou na nona posição. O trabalho de Allegri, entretanto, vai muito além da má fase atual. Não por acaso, ele foi eleito o Panchina d’oro da Serie A por duas vezes seguidas, nas temporadas passada e atual. O prêmio é definido com base nos votos de outros treinadores e de jogadores.

Embora a série ruim das últimas partidas seja o motivo teórico da demissão do técnico toscano, tem-se uma  explicação mais convincente (abordada na Gazzetta). Allegri, que vinha sendo sondado por grandes clubes havia tempos, já não tinha convicção no seu futuro em rossoblù, e desgastou sua relação com Cellino ao rejeitar um novo contrato proposto pelo presidente. O cartola, que em 18 anos no clube já demitiu 20 treinadores, não esperou até o fim da temporada e tomou a impactante decisão de despedí-lo.

Para o lugar de Allegri, o Cagliari deve lançar Gianluca Festa, que atuou no clube em 2003-04. Como ele não possui a licença de treinador, quem assume oficialmente, no momento, é Giorgio Melis.  Em sua despedida, o ex-técnico visitou o grupo – no qual, vale lembrar, Biondini, Cossu e Marchetti vestiram a camisa da Seleção Italiana pela primeira vez – e escreveu uma carta para saudar o clube, a torcida e, ‘antes de qualquer outro’, Massimo Cellino.

O mercado está mais que aberto para Allegri, que tem a Juventus como principal interessada, embora não se exclua a possibilidade do Milan também entrar na briga pelos seus serviços. Algumas vozes mais empolgadas o colocam como sucessor de Marcello Lippi na Nazionale.

1 comentário

  • A respeito da ausencia, tranquilo vcs tem muito credito.Acho que Allegri na Juve seria um otimo casamento fico pensando se nao fosse ele o tecnico do Cagliari nesses ultimos anos o que teria sido do time da sardenha.
    Tudo de bom pessoal, valeu.

Deixe um comentário