Serie A

Um título, três times, seis rodadas

Inter e Milan possuem 17 títulos, cada, e a briga deste ano pode valer o desempate. Mas a Roma
corre atrás de seu quarto scudetto – e para longe de seu sexto vice em nove anos (Getty Images)

A luta pelo scudetto, que chega em sua reta final a partir deste fim de semana, precisava de uma confirmação para acabar de ser traçada. E esta veio na terça-feira, com a vitória da Inter sobre o CSKA Moscou. Com a vaga nas semifinais da Liga dos Campeões, o calendário nerazzurro ganhou mais duas datas de peso, nos confrontos com o Barcelona. Enquanto a Roma estará descansando para o dérbi com a Lazio, no próximo dia 13 a Inter visitará a Fiorentina pela Coppa Italia. Na semana seguinte, enquanto a Roma irá enfrentar uma Udinese desanimada também pela Coppa, a Inter receberá os espanhóis em casa. E a partir daí, mais oito dias até a viagem para a partida que pode decidir o futuro de José Mourinho, na Catalunha. Dias que os giallorossi vão aproveitar para descansar.

E o Milan? A três pontos da líder Inter, os comandados de Leonardo sofrem pelas duas derrotas no confronto direto e levam desvantagem, em caso de empate em pontos. Ou seja, os rossoneri têm quatro pontos para tirar em apenas seis rodadas, e com um time de lesionados, de Nesta a Pato, de Beckham a Onyewu. Mesmo contra um rival concentrado na Liga dos Campeões, a tarefa ganha ares hercúleos dado o nível de dificuldade das partidas do time: entre elas, confrontos fora de casa com Genoa e Palermo, dois clubes com altas pretensões europeias. Na última rodada, ainda há um confronto de alta tensão contra a Juventus, no San Siro, agravado pelos 3 a 0 que a bela atuação de Ronaldinho impôs a Ciro Ferrara e cia. no primeiro turno.

Com o Milan praticamente fora do baralho, resta direcionar as apostas para um confronto parelho entre Inter e Roma, daqui até 16 de maio. Das seis partidas até o fim do torneio, cada um fará três em casa (Inter contra Juve, Atalanta e Chievo; Roma contra Atalanta, Sampdoria e Cagliari), com o time da capital ainda tendo outro jogo no estádio Olimpico, o dérbi contra a Lazio. Neste ponto, ótimo para uma Roma que reencontrou a força caseira com Claudio Ranieri e tem uma média de 2,6 pontos por partida na Cidade Eterna. Falando no técnico, se considerados apenas os pontos desde sua chegada, na terceira rodada, a Roma lideraria com 65 pontos, contra 62 da Inter e 60 do Milan. Outro fator positivo é que, pela Serie A, o time só voltará a viajar para Parma x Roma, em 2 de maio. A um só ponto de distância da ponta da tabela, Totti e amigos têm vantagem no confronto direto com a Inter e confiam num título que não vem há nove temporadas. A motivação segue alta na parte giallorossa da capital, mas num clima diferente daquele dos últimos anos: desde Fabio Capello, é a primeira Roma que aparenta saber vencer.

Para isso, seria essencial um bom papel da Fiorentina, amanhã, contra a Inter. Há quem diga que os viola não darão o máximo de si neste jogo e serão “recompensados” na partida da semifinal da Coppa Italia, ganhando o acesso à final e, consequentemente, uma vaga fácil na Liga Europa que poderia não vir ao fim do campeonato. Não que seja impossível que a Inter consiga o resultado por si mesma, é claro: desde que a Fiorentina retornou à Serie A, em 2004, só conseguiu bater a turma de Zanetti uma vez em onze oportunidades. Na rodada seguinte, será a vez do Giuseppe Meazza receber um quente Inter x Juventus no qual a Inter deve poupar jogadores para as semifinais da Liga dos Campeões e, quem sabe, dar espaço para aquilo que hoje seria uma considerável zebra. Evitando tropeços nas duas partidas, a Inter põe as duas mãos no caneco mesmo com um time cansado e até desfocado. A não ser que tropece contra Atalanta, Lazio, Chievo e Siena. Algo inesperado até para o mais apaixonado romanista.

Matemática do título
A Internazionale, líder solitária da Serie A desde a 8ª rodada e praticamente seis meses, tem 66 pontos ganhos. A Roma, invicta há 22 rodadas e que só perdeu uma partida com Julio Sergio no gol, vem logo atrás, com 65. O Milan está em terceiro e surge como azarão, com 63 pontos, mas só venceu um de seus quatro últimos jogos. O critério de desempate em caso de mesma pontuação é o confronto direto. Se Inter e Roma empatarem, Totti ergue a taça. Se ficar entre Inter e Milan, Zanetti levanta mais uma vez. Se uma zebra suprema imperar e assistir a um empate entre Roma e Milan, o caneco é de Ambrosini. Em caso de tríplice empate, Zanetti e sua trupe levam a melhor.

Jogos restantes dos três postulantes ao título da Serie A
33ª rodada: Fiorentina x Inter, Roma x Atalanta e Milan x Catania
34ª rodada: Inter x Juventus, Lazio x Roma e Sampdoria x Milan
35ª rodada: Inter x Atalanta x Roma x Sampdoria e Palermo x Milan
36ª rodada: Lazio x Inter, Parma x Roma e Milan x Fiorentina
37ª rodada: Inter x Chievo, Roma x Cagliari e Genoa x Milan
38ª rodada: Siena x Inter, Chievo x Roma e Milan x Juventus

Deixe um comentário