Liga Europa

Inter superada

Cara feia para o vice. Inter perde Supercopa para o Atlético de Madrid e dá adeus
ao sonho de conquistar seis títulos no ano (Foto: Uefa)

A Inter entrou no campo do estádio Louis II, hoje, em Mônaco, para comprovar sua supremacia na Europa, levar o inédito título da Supercopa Europeia para Milão e erguer o quinto troféu seguido na temporada. Mas não foi o que aconteceu. Com gols de Reyes e Aguero, o Atlético de Madrid mostrou que não estava de brincadeira e levou o título para a capital espanhola.

As duas equipes iniciaram a partida com praticamente os mesmos times que jogaram as finais continentais. No Atlético de Madrid, Flores preferiu Godín à Antonio López. Na Inter, Benítez optou por Stankovic no lugar de Pandev. Talvez por isso tenha perdido um pouco de velocidade nos contra-ataques. O sérvio tinha que voltar para marcar quando a Inter não possuía a bola e não conseguia sair com tanta velocidade para o contra-golpe.

Em um primeiro tempo apático, sem muitas emoções de nenhum dos lados, notou-se uma diferença de postura em relação ao time de Mourinho. Antes, a Inter ficava sem a bola, apenas cercando o adversário e preparada para um contra-ataque fulminante. No primeiro tempo de hoje, ficou com mais posse de bola, mas sem eficiência nas ações. Cambiasso e Zanetti não se aproximavam muito do ataque e deixavam Eto’o e Milito isolados, uma vez que Sneijder não fez boa partida e quase não apareceu para o jogo.

No segundo tempo, o Atlético encurralou o time italiano desde os primeiros minutos e aos 17’ conseguiu abrir o placar. Reyes tabelou com Aguero na entrada da área e girou em cima de Maicon, antes de chutar forte no canto direito de Júlio César. Nesse momento, já notava-se a diferença de preparo físico dos dois times. Maicon e Chivu, nas laterais, não conseguiam mais acompanhar todas as jogadas. Lá na frente, Eto’o mostrava boa velocidade, mas Milito ainda está longe da boa forma da temporada passada.

Pouco após o gol, Benítez (des)trocou Stankovic por Pandev e viu pouca melhora. Aos 33’, tirou Sneijder e colocou o estreante Phillipe Coutinho, que não teve muita chance de mostrar seu futebol. Cinco minutos após sua entrada, Simão fez boa jogada pela esquerda, ganhou de Lúcio e cruzou para o meio da área. A bola ainda passou na frente de Júlio César e Samuel, antes de Aguero completar para as redes. Pandev ainda sofreu um pênalti antes do fim da partida, mas Milito perdeu. De Gea fez grande defesa e garantiu minutos finais tranqüilos para o colchoneros.

O Atlético soube se impor sobre o time de Benítez e mereceu o título, inédito para o clube. Já a Inter, dá mostras de que não é insuperável e de que Benítez não é Mourinho. Além de recuperar o preparo físico, o time vai ter que resgatar o espírito lutador tão marcante da temporada passada. Ainda assim, a equipe larga como franca favorita para o título da Serie A, que começa esse final de semana. Seu primeiro adversário é o Bologna, segunda-feira.

Veja o relato e os gols da partida aqui.

2 comentários

Deixe um comentário