Outros torneios

Mais uma vez campeã

Inter aproveita duas falhas da Roma e comemora seu quarto título em 2010 (Foto: AP/La Presse)

“Demos a vitória de presente para a Inter”. As palavras do romanista Pizarro resumem um pouco do que foi a partida. A Roma começou bem, jogando de igual para igual e abriu o placar, depois de boa tabela entre Riise e Totti. O capitão deu belo passe e Riise, no melhor estilo Ronaldo, tocou de bico para o fundo do gol. Os gialorossi, então, acalmaram o jogo e estavam prestes a sair para o intervalo com a vitória parcial. Porém, aos 40, Vucinic (bisonhamente) recuou uma bola para o meio da pequena área, Juan furou e Pandev não desperdiçou: 1 a 1.

Depois disso, o time de Ranieri se perdeu um pouco em campo e a Inter fez o que sabe: ganhou. Foram mais dois gols, ambos de Eto’o. No primeiro, o camaronês aproveitou bom cruzamento de Milito e empurrou para as redes. No segundo, viu Taddei entregar a bola nos seus pés, antes de tabelar com Sneijder e vencer o goleiro Lobont.

Como na Serie A, a Roma viu o título de muito perto, mas o deixou escapar, vítima de seus próprios erros. Ainda assim, há pontos positivos a se ressaltar da apresentação em San Siro. O time da capital chegou forte, mesmo após pré-temporada questionável, e Totti começa o ano em forma e jogando muito bem. O capitão foi o melhor em campo pelo lado gialorosso, com belos passes e lançamentos, e dá esperanças de uma grande temporada.

A partida marcou também a estreia de Adriano pela Roma. O brasileiro entrou em campo vaiado pelos torcedores da Inter e pouco apareceu para o jogo, ainda fora de forma. O imperador se disse emocionado e prometeu partidas melhores, depois que encontrar a forma ideal. Para Ranieri, Adriano ainda está se adaptando ao clube e lhe falta ritmo de jogo. O treinador disse que esperava um resultado melhor, mas elogiou a equipe.

Pelo lado interista, destaca-se a manutenção do 4-2-3-1 de Mourinho, por parte de Benítez. A única mudança do treinador espanhol foi inverter os lados de Pandev e Eto’o. O camaronês, que prometeu uma temporada com mais gols, começou muito bem. Milito, o goleador do último ano, ainda está um pouco fora de forma e apareceu em impedimento diversas vezes. Destaque também para Júlio César, com os reflexos ainda em forma, e Sneijder, que continua voando, de olho na Bola de Ouro. No primeiro tempo, quando a Roma era superior, as melhores chances nerazurri saíram de seus pés, em bons chutes de fora da área.

Após o jogo, Benítez ressaltou a personalidade do time, que não sentiu o peso da estreia e nem o calor e virou a partida, contra uma Roma muito aplicada. A vitória leva a Inter ao quarto título em 2010 e mostra como a mudança de comando não tira seu favoritismo. A atual campeã ainda é a equipe a ser batida, na Itália, e deve chegar forte para defender sua conquista europeia.

Veja o relato e os gols da partida.

Deixe um comentário