Serie A

Clássico entre Milan e Juventus esquenta a 16ª rodada do Italiano; confira a prévia

O que poderia ser melhor do que uma rodada de meio de semana com clássico italiano? Só uma jornada intrassemanal em que este jogão pode valer a mudança do líder do campeonato ou um afastamento ainda maior de uma eneacampeã da corrida por mais um scudetto. Pois bem, é isso que estará em jogo no duelo entre Milan e Juventus: em caso de vitória, a equipe rossonera pode não só manter a primeira colocação como abrir vantagem de 13 pontos para a Velha Senhora. Por isso, se ainda quiser sonhar com um histórico decacampeonato, a Juve de Cristiano Ronaldo e Pirlo precisa triunfar. Confira a prévia da quarta-feira gorda.

O jogão

Quarta, 6/1, 16h45

Milan x Juventus

Nesta quarta, Pioli terá o maior teste para o seu ótimo trabalho à frente do Milan. Afinal, a Juventus não é apenas eneacampeã nacional como também construiu um retrospecto de bastante superioridade sobre os rossoneri na década em que foi hegemônica na Itália. Desde 2010 os rossoneri não conseguem vencer duas partidas seguidas contra a Velha Senhora e há cinco anos não a encaram numa posição de superioridade na tabela. Nesse percurso, a Juve contou com um Dybala implacável (sete gols em 11 confrontos com os milanistas), bem diferente do atual – que precisa recuperar a regularidade. Mas a Juve tem Ronaldo, autor de seis gols contra o Diavolo, sendo quatro deles com a camisa juventina.

Esses são os principais obstáculos para um Milan que também terá alguns desfalques importantes (Ibrahimovic, Bennacer e Tonali) e precisará lançar Krunic como titular no meio-campo. Contudo, a equipe já mostrou força em outros momentos de dificuldade e construiu uma trajetória de respeito, com direito a invencibilidade de quase um ano pela Serie A e 17 jogos marcando tanto como mandante quanto com dois gols por compromisso – neste último quesito, apenas cinco tentos abaixo do recorde europeu, do Manchester City de 1959. Será suficiente para superar a temível Juventus?

Prováveis escalações

Milan: Donnarumma; Calabria, Kjaer, Romagnoli, Hernandez; Krunic, Kessié; Castillejo, Çalhanoglu, Rebic; Rafael Leão.

Juventus: Szczesny; Danilo, De Ligt, Bonucci; Cuadrado, McKennie, Bentancur, Chiesa; Ramsey; Dybala, Ronaldo.

Fique de olho

Quarta, 6/1, 11h

Atalanta x Parma

No fim de semana, a Atalanta deu uma prova de força ante o ótimo Sassuolo, enquanto o Parma sofreu uma derrota impactante contra o Torino, adversário direto na briga contra o rebaixamento. Num contexto de crise, em que o técnico Liverani corre risco de demissão, talvez não haja adversário pior para a equipe crociata neste momento.

A Atalanta balançou as redes pelo menos três vezes em seus três compromissos mais recentes no Gewiss Stadium e também venceu todos os seus últimos quatro jogos contra o Parma, marcando 13 gols (3,3 por partida) e sofrendo apenas dois tentos neste período. Por sua vez, seu adversário é o participante da atual Serie A que mais sofreu gols a partir de cruzamentos vindos da linha de fundo neste campeonato (oito) – prato cheio para a eficiente inversão de bola entre os alas Gosens e Hateboer. O Parma também acumula um péssimo desempenho ofensivo (não marcou em sete das 14 partidas do campeonato) e só venceu uma vez como visitante até agora.

Depois de comer a bola contra o Crotone e fazer sua primeira tripletta pela Inter, Lautaro busca confirmação ante a Sampdoria (IPA)

Quarta, 6/1, 11h

Sampdoria x Inter

Se o Milan tem a Juventus para colocar seu ótimo momento à prova, a Inter terá a Sampdoria como adversária nesta quarta. A equipe nerazzurra vem de oito vitórias consecutivas no campeonato e apenas uma vez na Serie A teve desempenho melhor – na temporada 2006-07, quando teve 17 triunfos seguidos.

O retrospecto recente da Beneamata no Marassi é bom. O time da Lombardia venceu os seis últimos compromissos no estádio, seja contra Sampdoria ou Genoa – contra a Samp, mais precisamente, triunfou nos seis jogos mais recentes. O favoritismo nerazzurro é amplo mesmo com a ausência do lesionado Lukaku, uma vez que o desempenho ofensivo da equipe de Conte é um dos melhores da competição nos últimos 55 anos: no período, só esta Inter e a Juventus de 2017-18 conseguiram marcar pelo menos 40 gols nas primeiras 15 rodadas. Por sua vez, a formação blucerchiata tem a seu lado a fome de Quagliarella e uma sequência de 15 partidas seguidas balançando as redes como mandante.

Demais partidas

Quarta, 6/1, 8h30
Cagliari x Benevento

Quarta, 6/1, 11h
Bologna x Udinese
Crotone x Roma
Lazio x Fiorentina
Sassuolo x Genoa
Torino x Verona

Quarta, 6/1, 14h
Napoli x Spezia

Deixe um comentário