Serie A

Pela 30ª rodada da Serie A, a Juventus quer reagir e estragar a estreia de Igor Tudor na Lazio

Após a pausa para a data Fifa, a Serie A volta a campo neste final de semana de Páscoa, com uma rodada que terá jogos apenas no sábado e na segunda. E não será qualquer jornada, visto que seis dos 10 primeiros colocados do certame se enfrentam. A começar por duas equipes que precisam reagir: de um lado, a Juventus, terceira colocada, que venceu somente um dos oito últimos jogos e, sem Vlahovic e Milik, apostará em Kean para tentar bater a Lazio, no Olímpico. Os celestes, por sua vez, se veem longe da disputa por Champions League e estrearão o técnico Igor Tudor na tentativa de uma arrancada rumo à maior competição de clubes da Europa.

Considerando os duelos da parte superior da tabela, ainda teremos a visita do Milan, vice-líder, a uma Fiorentina irregular e machucada pela morte do diretor-geral Joe Barone, que será homenageado no sábado. E, claro, o primeiro jogo do Napoli após a acusação de racismo do zagueiro Juan Jesus a Acerbi, da Inter – que foi absolvido por falta de provas conclusivas. Os azzurri – que, numa demonstração de apoio o seu defensor, declararam que não irão mais aderir às campanhas antirracismo promovidas pela Serie A e farão ações próprias nesse sentido – terão um importante duelo com a Atalanta, na expectativa de voltarem a brigar por Champions League.

A agitada 30ª rodada também terá confrontos diretos na parte inferior da tabela, entre Cagliari e Verona e Sassuolo e Udinese. As equipes estão separadas por apenas quatro pontos e podem se beneficiar do fato de o Empoli, também ameaçado, visitar a Inter, virtual campeã da Serie A. Confira, a seguir, a prévia da jornada.

O jogão

Sábado, 30/3, 14h

Lazio x Juventus

Com apenas uma vitória nos oito últimos jogos, a Juventus perdeu a vice-liderança da Serie A, apesar de ainda ter uma vantagem confortável na busca por uma vaga na próxima Champions League. Entretanto, a má fase ligou o alerta em alguns torcedores, principalmente em relação a Massimiliano Allegri, que pode deixar o comando da Velha Senhora após o fim da temporada.

A Lazio, por sua vez, tem técnico novo – e com dura missão. O compromisso deste sábado marca a estreia de Igor Tudor, ex-jogador bianconero e auxiliar de Andrea Pirlo em sua passagem como treinador em Turim. O croata tentará tirar os biancocelestes da incômoda nona posição da Serie A e colocá-los de volta na briga pela Liga dos Campeões. Neste momento, os aquilotti estão oito pontos atrás da Roma, quinta colocada, e a 11 do Bologna, quarto.

Nas últimas 20 temporadas da Serie A, a Lazio conseguiu vencer a Juventus apenas três vezes em 37 jogos. Mas, apesar disso, os bianconeri – vitoriosos no duelo do primeiro turno – não batem a equipe capitolina em ambos os confrontos do campeonato desde 2018-19. Por outro lado, os biancocelestes encaram um grande jejum de triunfos consecutivos contra a Velha Senhora como mandantes: não engatam uma sequência de míseros dois sucessos sobre a rival no Olímpico desde 2001. Vale destacar ainda que as duas agremiações voltam a se enfrentar na terça, pela ida das semifinais da Coppa Italia.

Prováveis escalações

Lazio: Mandas; Gila, Romagnoli, Casale; Felipe Anderson, Guendouzi, Cataldi, Marusic; Zaccagni, Luis Alberto; Immobile.

Juventus: Szczesny; Gatti, Bremer, Danilo; Cambiaso, McKennie, Locatelli, Rabiot, Kostic; Chiesa, Kean.

Fique de olho

Sábado, 30/3, 8h30

Napoli x Atalanta

Napoli e Atalanta estão separados por apenas dois pontos – ainda que a Dea, sexta colocada, tenha um jogo a menos do que os azzurri, donos da sétima posição. Os dois times ainda sonham com uma vaga na próxima edição da Champions League, principalmente se for confirmado que o quinto colocado da Serie A terá direito a participar da competição.

O jogo deste sábado será marcado por alguns desfalques de peso para ambos os lados, devido a contusões acusadas na data Fifa. A Atalanta não contará com De Ketelaere e talvez não tenha Koopmeiners, cuja utilização será definida apenas horas antes do confronto: há mistério sobre as condições do holandês, que pode tanto ser poupado para as semifinais da Coppa Italia, contra a Fiorentina, quanto começar no banco de reservas, com poucas possibilidades de jogar desde o início. Já o Napoli não terá Kvaratskhelia, substituído na prorrogação do jogo entre Geórgia e Grécia, que marcou a classificação da seleção do ponta à primeira Eurocopa de sua história.

Vitorioso nos quatro últimos duelos contra a Atalanta, o Napoli vive seu recorde de triunfos consecutivos sobre a Dea na Serie A – e, claro, busca ampliá-lo neste sábado, numa partida em que o brasileiro Juan Jesus será homenageado pela torcida, em virtude da denúncia de injúria racial a Acerbi. Osimhen, a propósito, contribuiu bastante para tal retrospecto. Além de ter feito seu primeiro gol no campeonato num duelo com os nerazzurri, tem cinco participações diretas em tentos no confronto, tendo anotado dois e fornecido três assistências.

Em Florença, o Milan visa a manutenção da vice-liderança da Serie A, enquanto a Fiorentina tentará se recuperar, em homenagem ao falecido Joe Barone (Getty)

Sábado, 30/3, 16h45

Fiorentina x Milan

O jogo com o Milan, vice-líder da Serie A, será o primeiro da Fiorentina após a morte do diretor-geral Joe Barone, que sofreu um infarto antes da partida (adiada) contra a Atalanta e foi a óbito alguns dias depois – uma tragédia que rememora o falecimento do capitão Astori, em 2018. A Viola prestará homenagem ao cartola ítalo-estadunidense e, por isso, teremos casa cheia no Artemio Franchi, o que ainda não havia ocorrido nesta temporada. O técnico Vincenzo Italiano já deixou claro que a equipe honrará a memória do dirigente na reta final da campanha e tentará tanto uma improvável vaga para a Champions League através do campeonato quanto os títulos da Coppa Italia e da Conference League.

A Fiorentina venceu o Milan nas últimas duas vezes que o recebeu no Franchi pela Serie A e pode obter um feito histórico se ganhar novamente – não obtém três triunfos seguidos sobre os rossoneri desde 1974. Para bater a trupe de Stefano Pioli, seu ex-jogador e treinador, os gigliati precisarão encontrar alternativas para uma de suas principais armas. Afinal, enquanto a Viola é a equipe que mais fez gols de cabeça na atual edição da Serie A (12), o Diavolo é o time que menos foi vazado dessa forma nas cinco principais ligas europeias da atual temporada – levou apenas um.

Demais jogos

Sábado, 30/3, 11h
Genoa x Frosinone
Monza x Torino

Segunda, 1/4, 7h30
Bologna x Salernitana

Segunda, 1/4, 10h
Cagliari x Verona
Sassuolo x Udinese

Segunda, 1/4, 13h
Lecce x Roma

Segunda, 1/4, 15h45
Inter x Empoli

Compartilhe!

Deixe um comentário