Serie A

Rapidinhas



“Aff, meu; que droga”, foi o que esbravejou Il Bobbo Vieri, hoje mesmo. O atacante, recém-recontratado pela Atalanta, declarou que foi uma besteira ter deixado Inter e Milan, afirmando que poderia ter terminado a carreira em um grande clube. Quanto às ofensas dos torcedores bergamascos, Vieri foi breve e confiante: “vou convencê-los jogando”. Aliás, o veterano de 35 anos ainda disse que pretende lançar uma autobiografia.

“Ronaldo, ma che pancia hai?” – A tradução é totalmente desnecessária para a matéria da Gazzetta dello Sport de hoje, na qual Bussunda Ronaldo ainda é chamado de “ex-fenômeno”.

Ronaldo pronto para o Churrasco em Família 2008/09. “Quero ser o tiozão”, disse ele.

E o Torino deixou seu filho preferido de castigo: após Alessandro Rosina, jovem destaque dos granata, afirmar que faltava um projeto para a equipe (“o presidente prometeu investir em vários jovens – onde eles estão?”); Urbano Cairo – o presidente – decidiu dar uma “punição inevitável” ao trequartista. Não me pergunte qual, mas Cairo também afirmou que Rosina é parte fundamental do elenco e que não está à venda.

Todo mundo já sabia, mas só para constar: o Milan confirmou (portanto, oficialmente) a contratação de Ronaldinho Gaúcho, agora ex-Barcelona. Se os rossoneri não liberaram a ida de Kaká às Olimpíadas, qual será o destino do mais novo brasileiro do clube? Ou então teria Ronaldinho imposto a condição de disputar os jogos olímpicos para assinar com os milanistas?



Deixe um comentário