Serie A

Com bad boy no seu time…

Relação entre Mourinho e Balotelli sempre foi conflituosa, mas atingiu seu auge (Reuters)

Durante esta semana, Mario Balotelli azedou ainda mais suas relações com José Mourinho e, pela primeira vez, a cúpula diretiva da Inter afirma categoricamente que está ao lado do treinador português. A torcida interista, por sua vez, já estava do lado de Mourinho havia muito tempo: nos últimos jogos, várias faixas têm sido carregadas por torcedores do time com dizeres anti-Balotelli. O atacante não joga desde que ficou de fora da lista de convocados para o jogo de volta contra o Chelsea, mesmo após ter ido bem na partida de ida e ter feito boa exibição contra a Udinese.

Nenhuma novidade, claro, já que problemas disciplinares foram os motivos de mais uma exclusão. Porém, ao invés de tentar melhorar sua reputação, Balotelli a desgasta cada vez mais: numa entrevista para o programa satírico Striscia La Notizia, o atacante disse que Mourinho não teve méritos na vitória do time contra o Chelsea e, para completar, vestiu uma camisa do Milan com seu nome. O ato foi a gota d’água para os torcedores, que há algum tempo já não o chamam mais de SuperMario, e o apelidaram de PierMario – em referência a Pier Silvio Berlusconi, filho de Silvio Berlusconi, que, por sua vez, elogiou o atacante da Beneamata após as imagens do programa de tevê. Depois que passou a ser agenciado por Mino Raiola (mesmo empresário que forçou a saída de Ibrahimovic da Inter e que tem atritos com Mourinho), parece claro que Balotelli também quer forçar sua saída.

Dessa maneira, o atacante italiano está perdendo o período mais importante da equipe na temporada: além de não ter estado presente contra o Chelsea, não enfrentou Palermo, Livorno e Roma. Também deve ficar de fora da lista de jogadores que enfrentará o CSKA Moscou, pelas quartas-de-final da Liga dos Campeões. A Inter terá uma maratona de jogos daqui para frente, com três por semana: assim como nesta, as próximas três semanas terão partidas nas quartas, pela LC e pela Coppa Italia. A Inter parece cansada, física e mentalmente – ajudam a interpretar os sete cartões amarelos no jogo de hoje.

Com a derrota no Olímpico, a Inter vê sua vantagem frente à Roma diminuir para apenas um ponto. Mourinho terá o desfalque de Eto’o para a partida contra o Bologna, Milito e Sneijder não estão 100% em forma e Pandev não passa pela melhor das fases. Será que Balotelli deve ser reintegrado ao grupo? O italiano já mostrou que tem poder de decisão, mas resta saber se o clube manterá a punição e se ele será esperto para deixar picuinhas de lado e assumir erros para, se não se arrepender verdadeiramente, aproveitar mais uma boa chance, como um profissional.

A longo prazo, fica também a pergunta: por mais que o jogador seja talentoso, vale a pena manter alguém tão instável e rebelde no grupo? Balotelli deixou de ser intocável para Moratti, mas enquanto o fim da temporada não chega, prescindir dele em um momento como esse pode ser fatal.


Título em referência ao Rap dos Bad Boys, eternizado pela dupla Romário e Edmundo.

2 comentários

Deixe um comentário