Liga Europa

A um passo das quartas

Zebina comemora seu primeiro gol pela Juve, o segundo da partida (La Presse)

Em mais uma disputa entre Itália e Inglaterra em competições europeias, a Juve não encontrou muita dificuldade para vencer o Fullham, mais cedo, no Estádio Olímpico de Turim. A vitória por 3 a 1 deixa os bianconeri em situação bem confortável para o jogo de Londres, semana que vem, já que têm a vantagem do empate e podem até perder por um gol de diferença.

Apenas um tempo seria suficiente para decidir a partida: o primeiro. Foi nos primeiros 45 minutos que a Juve abriu 2 a 0, deixou o Fullham diminuir e gostar do jogo e matou a partida, com Trezeguet. A segunda parte contou com dois times acomodados em campo, sem muitas emoções. Destaque para o futebol consistente apresentado pela Velha Senhora, que não correu perigo e controlou o jogo como há tempos não se via.

Méritos para Zaccheroni, que repetiu a formação que deu certo contra a Fiorentina, no fim de semana: dois trequartisti (Diego e Candreva) e apenas um atacante (Trezeguet). O francês, inclusive, fez grande partida, incomodando o goleiro Schwarzer desde o início. Logo aos seis, cabeceou bem e exigiu boa defesa do australiano, que espalmou para escanteio. Na cobrança, Legrottaglie abriu o placar, de cabeça.

O domínio juventino era amplo. Controlava o meio campo, chegava com perigo ao ataque e não via sua defesa ser incomodada. Não demorou muito e Zebina, acredite se quiser, ampliou. O francês achou espaço pela direita, driblou dois marcadores e chutou forte no canto de Shwarzer. A bola ainda bateu na trave antes de entrar. Foi seu primeiro gol vestindo bianconero (e apenas o segundo de sua carreira).

O gol tranquilizou ainda mais o time de Turim, que continuava com o domínio do jogo, mas já não atacava tanto. O Fullham aproveitou a oportunidade e começou a tomar a iniciativa das ações. Em uma delas, Etuhu chutou de fora da área e viu a bola desviar em Legrottaglie, acabando com as chances de defesa de Manninger, antes de morrer no fundo do gol.

O gol reabriu a partida e a Juve parece ter esquecido do jogo por dez minutos. A falta de atenção reinou do lado italiano e o Fullham pressionou até os 48, quando Trezeguet marcou o gol que deu números finais à partida. Grosso chegou bem pela esquerda e bateu forte, para grande defesa de Schwarzer. No escanteio, Diego cruzou e a bola sobrou para Trezeguet chutar na trave. A bola voltou e o francês tentou de novo, dessa vez com sucesso. Foi seu primeiro gol em 2010 e o nono na temporada.

No segundo tempo, as duas equipes diminuíram o ritmo e não se incomodaram. Bom para a Juve mostrar que consegue controlar um jogo e segurar o resultado, sem sofrer maiores perigos. Qualidade que não tinha com Ferrara no comando. O tempo serviu também para Iaquinta, que passou longo período contundido, voltar aos gramados numa partida internacional – havia retornado ao time sábado, contra a Fiorentina. O atacante entrou no lugar de Trezeguet e fez boa partida, mostrando que lhe falta apenas ritmo de jogo.

Agora, Zac e seus comandados voltam os olhares para a partida de domingo, contra o Siena, na Serie A, e esperam o jogo de volta, em Londres, quinta-feira que vem. Um empate ou uma derrota por até um gol de diferença classifica a Juve, que enfrenta o vencedor de Werder Bremen e Valencia. O primeiro jogo entre eles ficou empatado em 1 a 1, na Espanha.

Deixe um comentário