Outros torneios

Serie B: o iminente retorno giallorosso

Marilungo fez três na vitória do Lecce contra a Reggina, que abriu caminho para sacramentar mais um acesso a Serie A (Getty Images)

Um mês atrás, quando falávamos de Serie B, alertávamos sobre uma ligeira queda de rendimento do Lecce (líder, 62 pontos), que liderava a competição. Pois bem, depois dos tropeços, o time do técnico Luigi De Canio iniciou uma sequência de quatro vitórias e um empate para praticamente se garantir na próxima Serie A com o título da cadetta, já que abriu sete pontos em relação ao Cesena (2º, 55), a oito rodadas do fim do torneio.

O título deve premiar uma equipe que soube administrar a saída de nove jogadores importantes e que conseguiu substitui-los com bons golpes de mercado, como Djamel Mesbah, ex-Avellino, Guido Marilungo, cria do ótimo vivaio da Sampdoria, e Davide Di Michele, ex-Torino. Além do mais, a permanência de Luigi De Canio no cargo não obstante o rebaixamento na última temporada, ajudou a diminuir o impacto e foi uma atitude louvável dos dirigentes do clube, como já foi citado aqui outras vezes. Dentre os últimos resultados dos salentini, destacam-se o que abriu e o que fechou o ciclo: jogando em Reggio di Calabria, também no sul da Itália, a equipe giallorossa venceu a Reggina (18ª, 40) com facilidade graças a um tripletta de Marilungo, que ganhou ótima chance de afirmação neste empréstimo ao Lecce. Outro belo resultado foi o de ontem, quando os salentini passaram pelo Torino (5º, 53), em partida na qual seu domínio foi claro.

Falando em Torino, os granata tiveram um mês muito bom e se juntaram a briga – cada vez mais acirrada – que definirá o segundo classificado direto para a Serie A. Cesena e Grosseto (6º, 53), estão separados por apenas dois pontos de diferença. O excelente sprint do Toro resultou em quatro vitórias em cinco partidas e redimensionou os objetivos do clube: agora, Rolando Bianchi e companhia lutam pelo retorno imediato para a elite, o que parecia impensável durante todo o desenrolar da competição. Além disso, com elenco mais qualificado e extenso do que seus rivais diretos e tão próximos aos emilianos, é possível dizer que o clube de Turim é favorito para a vaga. Confrontos diretos contra os próprios cavalos-marinhos e contra o Sassuolo (4º, 55), podem definir a segunda vaga direta.

Os neroverdi, por sua vez, enfrentaram uma tabela difícil nos últimos cinco jogos, incluindo o dérbi emiliano contra o Modena (12º, 45) e empataram quatro vezes. No entanto, os próximos confrontos do time do estádio Ezio Rossi não prometem alívio: confrontos contra Torino, Ancona (8º, 49), Reggina, Padova (19º, 39) e Lecce deverão exigir máxima concentração da equipe do técnico Stefano Pioli. Entre as equipes da Emilia-Romagna, é o Cesena que tem mais chances de conseguir o acesso. O time, que tem no brasileiro Guilherme do Prado e no italiano Ezequiel Schelotto seus principais jogadores de linha, conseguiu dez pontos nos últimos jogos, contando com vitórias contra Brescia (3º, 55) e Albinoleffe (13º, 44) fora de casa, além de um bom empate nos domínios do Grosseto (6ª, 53). Resultados que contrabalançaram a derrota para o Ancona em casa.

Fechando a briga na parte de cima da tabela, Brescia e Grosseto vivem situações distintas. Enquanto os rondinelle conquistaram dez dos quinze pontos disputados nas últimas partidas e devem permanecer na zona de classificação para os play-offs, o Grosseto simplesmente caiu bruscamente de rendimento. Após um bom período, em que o time parecia forte para brigar inclusive pelo título, um empate normal em casa contra o Grosseto e um tropeço fora de casa na derrota frente ao Padova mudaram todo o panorama da temporada biancorossa. Cabe aqui, uma pequena análise histórica: o clube foi comprado pelo empresário Piero Camilli em 1999 e, desde então, saiu da Serie D e chegou a Serie B, competição que disputa apenas pela terceira vez em sua história. Neste período, passaram pelo clube 26 treinadores, dos quais, apenas Elio Gustinetti conseguiu terminar a temporada. Gustinetti, na temporada passada, levou os grifoni aos play-offs da Serie B, não conquistando por pouco o milagroso acesso para a elite do futebol nacional.

Reconfirmado para esta temporada, Gustinetti prosseguia fazendo um ótimo trabalho, até que o presidente do clube começasse a interferir. Após a goleada sofrida em casa contra o Crotone, o dono do clube criticou severamente seu treinador, que respondeu à altura: “fiz 100 pontos em dois anos, mereço mais respeito”. O time também começou a responder em campo e parecia favorito a se classificar diretamente para a Serie A, até que dois empates normais e a derrota em Padova fizeram a contestação do presidente aumentar mais. Gustinetti declarou que fazia ótimo trabalho, mesmo ganhando menos que as outras equipes. Descontente com tudo isto, o presidente demitiu o treinador e contratou Maurizio Sarri, ex-Pescara. A partir de então, o futebol biancorosso não teve quedas drásticas – os empates contra Cesena e Ascoli não são o fim do mundo -, e a vitória ante o Vicenza, por goleada, talvez recoloque o time nos trilhos. Porém, está claro que o clima nos bastidores é pesado. À espreita de tropeços por parte dos clubes que tentam o acesso, Cittadella (7º, 51), Ancona (8º, 49) e Crotone (9º, 47), surpreenderiam bastante caso conseguissem a classificação.

No fundo do poço, a Salernitana (22º, 17), está fadada ao rebaixamento e só precisa de mais uma rodada para ter a confirmação matemática do seu futuro. Gallipolli (21º, 37) e Mantova (20º, 38), estariam rebaixados diretamente hoje e, embora estejam um ponto atrás do Padova e dois atrás de Reggina e Vicenza (18º, 40), não são exatamente os favoritos para o rebaixamento. A Reggina, por exemplo, terá provas de fogo seguidas: enfrentará Sassuolo, Brescia e Grosseto, entre os times que estão na parte de cima da tabela, e fará confrontos diretos contra Triestina (17ª, 42) e Gallipolli. Para provar que a atual temporada foi um acidente, o time calabrês precisará de muita competência na reta final da competição.

Confira aqui a classificação e a tabela da Serie B.

Deixe um comentário