Serie A

24ª rodada: Situações opostas

Enquanto Ranieri mostra que não tem o elenco nas mãos, Conte aposta na união de seu grupo para levantar o scudetto (Fotos: Getty Images)

A 24ª rodada da Serie A começou ainda na sexta-feira, com dois jogos. A Inter recebeu o Bologna em casa e fez feio diante de seus torcedores pela segunda vez consecutiva. O time de Ranieri perdeu por 3 a 0 e o técnico romano ouviu o nome de Mourinho ser gritado nas arquibancadas. Enquanto a crise continua em Milão, o Napoli parece que vai se recuperando e, com a boa vitória sobre a Fiorentina, se aproxima da zona de classificação para a Liga Europa. No sábado, foi a vez de a Juventus entrar e recuperar momentaneamente a liderança. Em partida difícil, Pirlo foi decisivo e a Velha Senhora conseguiu três pontos importantes na luta pelo título. Resumos dos jogos:

Inter 0x3 Bologna
Se não fosse a proximidade com o jogo das oitavas-de-final da Liga dos Campeões, poderíamos imaginar uma troca de técnico na Inter ainda essa semana. Como o time ainda tem chances na competição europeia, Ranieri ganha uma sobrevida no cargo. Mas o treinador romano já não conta com o apoio da torcida, que gritou o nome de Mourinho após a derrota desta sexta-feira. E não é para menos: a Inter só computou um ponto nas últimas cinco rodadas. Perdeu de muito para a Roma (4 a 0, fora de casa), foi superada pelo Novara e pelo Bologna, dentro de casa, e não somou pontos contra o fraco Lecce. É o pior desempenho em cinco jogos desde 20004 e a primeira vez desde 1999 que os nerazzurri não marcam em três partidas seguidas. Se a paciência de Moratti ainda não esgostou, esgotará em breve.

Contra o Bologna, que não havia vencido a Inter nos últimos 10 confrontos, o treinador fez escolhas confusas que se refletiram na atuação do time dentro de campo. Sneijder (mais uma vez) ficou perdido em campo e não pôde ajudar a equipe. Em grande parte do segundo tempo, o holandês ficou preso na faixa esquerda do campo sem saber o que fazer, enquanto Castaignos e Poli batiam cabeça no meio. Castaignos, inclusive, perdeu a cabeça e cuspiu em Raggi. Pela atitude, pegou três jogos de suspensão. Quem também não foi bem foi Forlán, que teve a chance de ganhar pontos com a torcida, mas errou gols fáceis e acabou substituído. Resultado: o Bologna, com mais organização, conseguiu construir um ótimo resultado. Di Vaio fez dois gols em menos de três minutos, no final da primeira etapa, e Acquafresca fechou o caixão no final do segundo tempo. Assim, o Bologna fica mais distante da zona de rebaixamento, enquanto a Inter vai dando adeus até à vaga na Liga Europa.

Juventus 3×1 Catania
No Juventus Stadium, a Velha Senhora conseguiu importante vitória contra o Catania, após dois empates seguidos, contra Siena e Parma, e continua firme na luta pelo título. Com um jogo a menos, está apenas um ponto atrás do Milan, líder virtual. No próximo final de semana, os dois se enfrentam no San Siro, no jogo mais esperado da rodada. Os rossoneri vêm de melhores apresentações e isso pode pesar para o lado milanista. Apesar dos três gols nesta rodada, os atacantes juventinos continuam tendo dificuldade e perdendo muitas chances, antes de conseguir colocar a bola para dentro. A prova de força será mesmo contra o Milan.

Para o jogo contra o Catania, Conte escalou o time em um 3-5-2 com 11 italianos de titulares. Borriello e Quagliarella começaram jogando e Padoin e De Ceglie fizeram os homens abertos do meio de campo. Do outro lado, Montella foi ousado e jogou com três homens de frente. A estratéria do ex-romanista deu certo e o Catania incomodou bastante a Juve na primeira etapa. Tanto que logo aos quatro minutos Barrientos abriu o placar para os visitantes. Pirlo, em tarde inspiradíssima, empatou para a Juve, de falta. Mas a Juve só melhorou mesmo na segunda etapa. Com muita raça e ditando o ritmo do jogo, os bianconeri chegaram ao empate com Chiellini, após escanteio. A dez minutos do fim Quagliarella aproveitou saída errada do goleiro Kosicky e matou o jogo.

Fiorentina 0x3 Napoli
O Napoli parece que reencontrou seu bom futebol na hora certa. Na semana da partida decisiva contra o Chelsea, pelas oitavas-de-final da Liga dos Campeões, os azzurri fizeram partida boa contra a Fiorentina e chegaram à segunda vitória consecutiva, após série negativa de cinco partidas sem vencer. Como usual, o nome do jogo foi Cavani. O uruguaio não perdoa e, com os dois gols desta rodada, já chega aos 15 na competição, ao lado de Ibrahimovic e atrás apenas de Di Natale, que é artilheiro com 17 tentos. A partida desta rodada, apesar do placar eslástico, não foi fácil.

O time da casa mostrou melhor preparo físico e fez um grande primeiro tempo. O problema é que do outro lado tinha Cavani. O artilheiro que sempre marca contra a Fiorentina não fez diferente na tarde de sexta-feira e logo aos três minutos de jogo botou o Napoli na frente, depois que a defesa fez linha de impedimento errada. Com Vargas, Amauri, Natali e Cassani, os donos da casa quase chegaram ao empate. Mas não passou do quase. Após o intervalo, então, Hamsik deu outra assistência para Cavani, a zaga viola fez outra linha de impedimento boba e o uruguaio ampliou, praticamente matando o jogo. Lavezzi deu números finais ao jogo já nos acréscimos do segundo tempo. E agora a torcida napolitana, que vai lotar o San Paolo nesta terça, já pensa: “Que venha o Chelsea!”

Para resultados, escalações e estatísticas da 24ª rodada, clique aqui.
Para relembrar a 23ª rodada, clique aqui.

Deixe um comentário