Liga Europa

Em noite de muitas emoções, Lazio abre boa vantagem sobre o Salzburg

Os jogadores da Lazio deram um presentão ao técnico Simone Inzaghi em seu aniversário de 42 anos. Quase como em alusão à idade do comandante, a equipe romana aplicou 4 a 2 sobre o Red Bull Salzburg, num jogo muito movimentado, repleto de emoções, e ficou em ótimas condições para avançar às semifinais da Liga Europa.

A Lazio não tem um retrospecto invejável contra equipes da Áustria. Antes da partida desta quinta, no Olímpico, o time celeste vinha de três derrotas consecutivas diante de equipes do país alpino – duas delas para o próprio Salzburg. O Red Bull, porém, não tem boas memórias de jogos contra italianos: perdeu a final da Copa Uefa para a Inter, em 1994, e chegou a ser eliminado na própria competição por um placar agregado de 9 a 0.

A verve goleadora da Lazio falou mais alto no jogo de ida das quartas de final da Europa League. A equipe romana, que já tem incríveis 106 gols na temporada, chegou à oitava partida de 2017-18 com quatro ou mais tentos anotados no Olímpico. O primeiro deles saiu aos 8 minutos, depois que Basta cruzou rasteiro na área, Immobile não alcançou e Lulic apareceu para completar para as redes. O empate dos austríacos chegou aos 30, depois que o árbitro Hategan assinalou pênalti inexistente. Berisha deslocou Strakosha e marcou, com tranquilidade.

Milinkovic-Savic perdeu uma chance muito clara de devolver a vantagem à Lazio antes do intervalo, mas a volta dos vestiários foi feliz para os donos da casa. Depois de uma bola roubada na intermediária, Luis Alberto recebeu na ponta direita e cruzou rasteiro para Parolo completar, com um lindo toque de letra. O Salzburg ameaçou com um chute de Ulmer, mas só empatou novamente aos 70, após a entrada do japonês Minamino no lugar de Gulbrandsen. Em seu primeiros toques na bola, o asiático tabelou com Dabbur e igualou as contas.

O fato é que a Lazio não sentiu o gol de empate e, em cinco minutos, decidiu o jogo e fez valer a superioridade imposta durante todo o cotejo. Aos 74, o recém-entrado Felipe Anderson aproveitou outra roubada de bola no meio-campo e arrancou com velocidade, deixando três marcadores para trás antes de tocar na saída do goleiro. Dois minutos depois, Lucas Leiva desarmou um adversário, resistiu aos trancos e só ajeitou para Immobile desencantar e anotar o sétimo gol na competição e o quarto da Lazio.

A vantagem dos aquilotti já é boa, mas poderia ter sido ainda maior. O goleiro Walke impediu gols de cabeça de Immobile e Caicedo e ainda torceu para que um chute de Patric fosse para fora. Na semana que vem, a Lazio pode perder por um gol de diferença e, ainda assim, eliminará o Red Bull Salzburg. Seria a terceira classificação do time romano contra adversários austríacos em mata-matas europeus.

Deixe um comentário