Coppa Italia

Nas semifinais da Coppa, Napoli surpreende e Milan deixa vitória escapar nos últimos minutos

Os jogos de ida das semifinais da Coppa Italia aconteceram em Milão, com Inter e Milan tendo o mando de campo das suas respectivas partidas, contra Napoli e Juventus. Apesar de jogarem em casa, os times comandados por Conte e Pioli não conseguiram bons resultados e viajarão para Nápoles e Turim precisando de ao menos um gol para se manterem vivos no confronto, uma vez que o empate por 0 a 0 classifica os times da casa.

Inter 0-1 Napoli

Inter e Napoli abriram as semifinais da Coppa com um jogo bastante equilibrado e com poucas chances de gol. A equipe de Gattuso, que sofre na Serie A, parece se sentir bastante à vontade nas competições de mata-mata, diferentemente da Inter de Conte que vem amargando derrotas nesse modelo de torneio – foram quatro tropeços em nove partidas, enquanto no Italiano o time só perdeu uma vez.

O Napoli fez uma partida segura, calculada: sua proposta de jogo era clara e o time a executava muito bem. O time do sul marcava no seu próprio campo e povoava o meio, criando superioridade numérica no setor e dificultando as ações de Brozovic, que se via isolado porque cercado de napolitanos. Os momentos em que a equipe de Conte levava mais perigo ao Napoli aconteciam quando os mandantes subiam a sua marcação e Ospina era obrigado a sair com passes arriscados.

Conte apostava no jogo pelas laterais, com Barella e Sensi se aproximando dos alas, enquanto Lukaku e Lautaro criavam profundidade no meio da zaga napolitana. Mas, isolado, Brozovic tinha dificuldades para achar os seus companheiros no meio da forte marcação partenopea e a Inter não encaixava jogadas. O Napoli estava satisfeito com o que produzia e ficou ainda mais confortável quando Ruiz marcou um belo gol.

Com a vitória, o Napoli leva uma boa – mas pequena – vantagem para o jogo da volta, no estádio San Paolo. O time napolitano pode sonhar sobretudo porque vem se superando nos grandes jogos: venceu Juventus, Lazio e Inter em um curto período de tempo. Já a Inter, que bateu o Milan no último final de semana, precisará reverter o péssimo retrospecto em copas desse ano para seguir vivo na competição.

Ruiz marcou um belo gol de canhota e deu vantagem sobre o Napoli contra a Inter (Getty)

Milan 1-1 Juventus

Milan e Juventus se enfrentaram no San Siro e o jogo só foi decidido no final do segundo tempo. Apesar do boa partida, os rossoneri viram a sua vitória escapar aos 91 minutos, quando Ronaldo empatou, de pênalti, para a Velha Senhora. Esse é o segundo jogo seguido em que o time de Pioli atua bem, mas deixa o resultado escapar. Do lado bianchonero, Sarri viu Cristiano salvar a campeã italiana e aumentar a sua sequência de jogos balançando as redes: são 12 tentos em oito jogos em 2020.

Durante toda a partida a Juventus controlou a bola e apostou em um jogo de aproximações e triangulações. Apesar da posse, a equipe de Turim pouco incomodou Donnarumma, que fez apenas três defesas na partida. Mas, se faltava agressividade para a Juve, sobrava para o Milan. O time da casa exigiu muito de Buffon, uma vez que finalizou 21 vezes e colocou 11 desses chutes na direção da meta do goleiro italiano. Numa delas, no início do segundo tempo, Rebic abriu o placar. E, a bem da verdade, o jogo só mudou aos 71 minutos, quando Hernandez foi expulso e deixou o Diavolo em inferioridade numérica.

Com um a menos, o Milan recuou e a Juventus cresceu na partida. Apesar da pressão, parecia que a Velha Senhora iria voltar para Turim com o resultado negativo. E a derrota só não veio porque Cristiano, que estava sumido da partida, tentou uma bicicleta, no fim do tempo regulamentar, e a bola bateu no braço de Calabria. O VAR chamou e Paolo Valeri marcou o pênalti para a Juve. O português foi para a bola e deixou tudo igual.

Apesar da boa atuação, o Milan terá uma tarefa difícil no Allianz Stadium. Jogar contra a Juventus em Turim e sem três dos seus principais jogadores será um teste e tanto para os comandados de Pioli. Sem Ibrahimovic, Castillejo e Hernandez, suspensos, o treinador rossonero terá que tirar alguns coelhos da cartola para desbancar o favoritismo do time de Cristiano Ronaldo.

Deixe um comentário