Serie A

Possível festa do título e briga por vaga direta na Liga Europa esquentam 36ª rodada na Itália

No meio da semana, tivemos uma surpresa. A derrota da Juventus para a Udinese adiou os festejos do nono scudetto consecutivo bianconero, mas é improvável que a Velha Senhora não comemore o título na 36ª rodada. A líder do campeonato precisa apenas bater a Sampdoria para se sagrar eneacampeã e ainda conta com outras combinações de resultados possíveis para levantar o caneco no domingo – pode consegui-lo ainda antes de entrar em campo, se Inter e Lazio não vencerem e se a Atalanta perder para o Milan.

O duelo em San Siro, inclusive, é o mais aguardado da jornada, já que coloca frente a frente os times italianos de melhor rendimento desde a retomada da Serie A. A partida ainda pode ajudar a definir outros cenários na tabela: título, vice-campeão e classificado diretamente à fase de grupos da Liga Europa, uma vez que Milan e Roma brigam pela quinta posição. Confira a prévia da rodada.

O jogão

No primeiro turno, a Atalanta de Gómez goleou o Milan de Romagnoli (Sportimage)

Milan x Atalanta

Data e horário: sexta, 24/7, 16h45
Transmissão: Rai e Bet365

No pós-lockdown, os invictos Milan e Atalanta são os times de melhor rendimento da Serie A: sete vitórias e dois empates para os rossoneri; oito triunfos e duas igualdades para os nerazzurri, que tiveram uma partida disputada a mais no período. O tira-teima acontece em fases decisivas do campeonato para as equipes, ainda que ambas tenham atingido seus objetivos primários – vaga na Liga Europa e na Champions League, respectivamente.

O Diavolo visa a classificação direta para a fase de grupos do torneio europeu, enquanto a Dea almeja o vice-campeonato (que seria sua melhor colocação na história) e também a marca de 100 gols na competição. Matematicamente, a Dea ainda pode ser campeã, mas teria de vencer todos os seus jogos e contar com três improváveis tropeços juventinos nas últimas três rodadas.

De contrato renovado até 2022 e sem a sombra de Rangnick, Pioli terá que administrar muitos desfalques na revanche contra a Atalanta – a Dea goleou por 5 a 0 no primeiro turno. O treinador rossonero não contará com Hernandez e Bennacer, suspensos, além dos lesionados Conti, Romagnoli e Castillejo. Essas ausências o obrigarão a montar uma defesa desfigurada, com apenas dois titulares: Donnarumma e Kjaer.

Do outro lado, a Dea não terá o técnico Gasperini e o habilidoso Ilicic. Após o show no empate com a Juventus e a goleada no clássico contra o Brescia, os nerazzurri apresentaram cansaço e tiveram atuações menos brilhantes, sem que Gómez tivesse ascendência sobre o futebol praticado pela equipe. Qual versão dos bergamascos irá encarar os milanistas?

Prováveis escalações

Milan: Donnarumma; Calabria, Kjaer, Gabbia, Laxalt; Kessié, Biglia; Saelemaekers, Çalhanoglu, Rebic; Ibrahimovic.

Atalanta: Gollini; Rafael Toloi, Palomino, Djimsiti; Castagne, De Roon, Freuler, Gosens; Gómez; Malinovskyi, Zapata.

Fique de olho

Juventus perdeu a chance de ser campeã na quinta, contra a Udinese, mas pode garantir o scudetto se vencer a Sampdoria (Getty)

Domingo, 26/7, 14h30

Roma x Fiorentina

A vitória por 4 a 1 sobre a Fiorentina no primeiro turno marcou a melhor atuação da Roma de Fonseca neste campeonato. Na ocasião, os giallorossi contaram com participações decisivas de Pellegrini, Zaniolo e Dzeko, que continuam sendo líderes técnicos do elenco – ao lado de Mkhitaryan e Veretout, ex-viola. A manutenção da boa forma do quinteto (considerando que Zaniolo, ganhando ritmo após séria lesão, vem começando no banco) foi fundamental para que a equipe da capital continuasse na quinta posição mesmo com uma razoável queda de rendimento em 2020.

Os cinco também serão vitais para que a Loba faça valer sua vantagem de pontos na corrida pela vaga na fase de grupos da Europa League. Isso porque os giallorossi terão tabela mais complicada do que o Milan nas próximas rodadas. A equipe da capital encara Fiorentina, Torino e Juventus, enquanto os rossoneri jogam contra Atalanta, Sampdoria e Cagliari. Historicamente, os romanistas não costumam encontrar, contra a Viola, a facilidade do primeiro turno – que fez a diretoria toscana trocar Montella por Iachini. O retrospecto indica que os empates são os resultados mais comuns no confronto: foram 60, sendo que o 1 a 1 se repetiu 14 vezes. Completam o quadro 48 vitórias da Fiorentina e 53 da Roma.

Domingo, 26/7, 16h45

Juventus x Sampdoria

A Juventus perdeu de virada para a Udinese na quinta e adiou a festa do título. A Velha Senhora precisa de apenas uma vitória nas últimas três rodadas para comemorar o eneacampeonato e é bem provável que as comemorações ocorram no domingo. Afinal, ao contrário dos friulanos, a Sampdoria já não tem mais objetivos no campeonato e pode entrar em campo tão relaxada quanto desmotivada. Ademais, é uma freguesa bianconera: nos últimos 30 anos, foram disputadas 42 partidas entre as equipes, com 25 triunfos juventinos e apenas nove dos blucerchiati.

No primeiro turno, a Juve venceu a Samp por 2 a 1, graças a belos gols de Dybala e Ronaldo. Os craques continuam jogando em alto nível mesmo durante o período turbulento e de críticas que o time de Sarri vem atravessando – a bem da verdade, são eles que têm mantido a Juventus na ponta da tabela, ainda que o futebol da equipe nem sempre convença. A grande ameaça para a festa em Turim é o veterano Quagliarella, que não conta com um retrospecto positivo contra sua antiga empregadora: tem apenas quatro gols anotados ante os bianconeri. Porém, em três das vezes que balançou as redes contra a Velha Senhora, saiu de campo vitorioso.

Demais partidas

Sábado, 25/7, 12h15
Brescia x Parma

Sábado, 25/7, 14h30
Genoa x Inter

Sábado, 25/7, 16h45
Napoli x Sassuolo

Domingo, 26/7, 12h15
Bologna x Lecce

Domingo, 26/7, 14h30
Cagliari x Udinese
Spal x Torino
Verona x Lazio

Deixe um comentário