Liga Europa

Itália conclui semana invicta na Europa com classificação do Milan e Roma líder na UEL

A quinta-feira encerrou uma semana positiva para as equipes italianas nas competições europeias. Após bons resultados na terça e na quarta, pela Champions League, a invencibilidade semanal foi mantida na Liga Europa. Na quinta rodada da fase de grupos, o Milan garantiu sua classificação ao mata-mata, enquanto a Roma assegurou o primeiro posto de sua chave. O Napoli, por sua vez, está a apenas um empate do próximo estágio da competição. Confira o resumo das partidas.

Milan 4-2 Celtic

Milan e Celtic se enfrentaram, no San Siro, em um jogo cheio de gols e tradição. Já eliminada da competição, a equipe escocesa saiu na frente, após um começo espetacular, mas viu o Milan empatar ainda no primeiro tempo e virar no comecinho do segundo.

Entre sustos e falhas defensivas, o Milan viu o Celtic abrir o placar com apenas sete minutos de jogo. O primeiro dos dois tentos celtas veio após uma falha grotesca de Krunic, titular no lugar de Tonali, que iniciou no banco. Donnarumma saiu jogando por baixo, mas o volante bósnio errou o tempo de bola, sendo desarmado por Rogic, que bateu colocado, no canto do gol milanista.

Mesmo com a vantagem no marcador, a equipe visitante continuou pressionando e exigindo boas defesas de Donnarumma. Sem conseguir reagir ao ímpeto inicial do Celtic, o Milan ainda viu Kjaer, um dos seus melhores defensores na temporada, sair lesionado aos dez minutos. Pouco tempo depois, o time escocês aproveitou um vacilo de Romagnoli, que entrou no lugar do dinamarquês, e anotou o segundo gol no jogo, com um belíssimo toque de cobertura do centroavante Edouard.

Depois de vinte minutos tempestuosos, o Milan acordou para o jogo  encontrou a calmaria= que esperava ter. Aos 24 minutos, Çalhanoglu, que está em processo de renovação de contrato, diminuiu para os rossoneri em uma belíssima cobrança de falta. Dois minutos depois, Castillejo empatou, após cruzamento de Hernandez e passe de calcanhar de Rebic.

Melhor no confronto, mas ainda dependendo de ótimas defesas de Donnarumma, o Milan chegou à virada logo no começo do segundo tempo. Aos 50, Hauge anotou o seu segundo gol na competição, após passar no meio de três defensores celtas e bater colocado, sem chances para Barkas. Uma pintura.

Perdendo o jogo, o Celtic se lançou ao ataque e viveu bons momentos entre os 60 e os 70 minutos de jogo. Porém, o Milan recuperou as rédeas da partida e matou o duelo aos 82, após passe de Hauge para o gol de Brahim Díaz.

Com o resultado, a equipe de Stefano Pioli termina a penúltima rodada da fase de grupos da Liga Europa em segundo lugar do Grupo H, com 10 pontos e a classificação garantida para o mata-mata da competição. Na última jornada, o Milan viaja até a Chéquia, onde enfrentará o Sparta Praga. Líder, com 11 pontos, o Lille visita o Celtic.

Mertens abriu o placar para o Napoli, mas equipe italiana ficou no empate com o AZ (ANP)

AZ Alkmaar 1-1 Napoli

Vindo de grande resultado na Serie A, quando aplicou uma senhora goleada para cima da Roma, o Napoli decepcionou na Liga Europa, sendo inferior ao AZ, fora de casa. Com grande atuação de Ospina, que defendeu um pênalti, o time partenopeo segurou o 1 a 1, o que lhe mantém na primeira colocação do grupo, mas não garante a sua vaga antecipada na próxima fase da competição.

Escalada em um 4-3-3 e com os seus principais jogadores em campo, a equipe napolitana abriu o placar logo no começo da partida. Aos cinco minutos, Di Lorenzo cruzou rasteiro e Mertens se adiantou à defesa adversária, finalizando de peito de pé e vencendo o goleiro Bizot.

Apesar do gol logo no comecinho do jogo, o Napoli teve bastante dificuldade para criar no primeiro tempo, principalmente pela boa marcação alta realizado pelo AZ, que dominou a posse no período seguinte ao tento napolitano. Mas assim como o time de Alkmaar incomodava ao subir as suas linhas, o Napoli fazia o mesmo com os holandeses, impedindo uma transição rápida e fácil do time mandante, que só levou perigo, de fato, em um chute muito bem defendido por Ospina aos 19 minutos.

Sem grandes chances de aumentar o placar, o time de Gattuso conseguia levar perigo principalmente nos escanteios. Di Lorenzo e Mertens ficaram perto de anotar o segundo gol napolitano no jogo em cabeçadas que passaram perto da trave ou exigiram grande defesa do arqueiro holandês.

Buscando o resultado, os donos da casa voltaram do segundo tempo bem mais incisivos. Dominando as ações da partida, o AZ não demorou para empatar. Aos 53 minutos, no desenrolar de uma cobrança de escanteio, Martins Indi desviou um chute cruzado para dentro do gol de Ospina.

Encurralado, o Napoli viu o AZ crescer ainda mais após o empate. Pouco tempo depois, aos 58, Bakayoko derrubou Aboukhlal, dentro da área, e a arbitragem não titubeou, assinalando pênalti a favor dos donos da casa. O capitão Koopmeiners foi para cobrança e Ospina realizou o seu segundo milagre na partida, impedindo a virada dos holandeses.

Inferior durante todo o segundo tempo, o Napoli até teve boas chances de marcar na última metade. Petagna, duas vezes, e Lozano perderam chances claríssimas de definir a partida. Apesar dos erros e da inferioridade, os napolitanos conseguiram levar o empate até o final do confronto, mas não garantiram a sua vaga para a próxima fase já nesta rodada.

Contudo, o resultado faz com que a equipe do sul da Itália dependa exclusivamente de si na última rodada, quando enfrentará a Real Sociedad, líder da La Liga, em Nápoles. O time de Gattuso lidera o Grupo F, com 10 pontos, e avança com um empate contra os bascos, que têm 8. Um triunfo deixa os partenopei com a primeira posição, já que o AZ, que recebe o eliminado Rijeka, também tem 8 pontos.

O garoto Calafiori marcou o seu primeiro gol como profissional ante o Young Boys (AS Roma/LaPresse)

Roma 3-1 Young Boys

Jogando em casa, a já classificada Roma venceu o Young Boys por 3 a 1, garantindo o primeiro lugar no Grupo A. A equipe de Paulo Fonseca, que sofreu a sua primeira derrota da temporada – no campo – no último final de semana, até saiu perdendo, mas virou no segundo tempo com um gol do jovem Riccardo Calafiori.

Sempre com um onze inicial alternativo, o time da capital não vem sofrendo nesta fase de grupos da Liga Europa e ainda está invicto na competição. A vitória diante do vice-líder do grupo veio com amplo domínio da posse da bola (62%) e com uma chuva de finalizações (19).

Os giallorossi saíram perdendo. Aos 34 minutos, o atacante Nsame anotou o sétimo gol dos suíços na competição e o seu único no jogo. Dez minutos depois, porém, Mayoral descontou para os donos da casa. No segundo tempo, Calafiori anotou o seu primeiro gol como jogador profissional da Roma: o seu petardo de fora da área, que foi no ângulo, deu a vantagem do marcador para o time italiano.

Quem decretou um ponto final no duelo foi Dzeko, que entrou, aos 60 minutos, no lugar de Mayoral. O bósnio deixando a sua marca aos 81, após uma sobra de cruzamento do brasileiro Bruno Peres. O Young Boys ainda teve a expulsão de Camara, um minuto depois do gol de Dzeko, o que fez com que a vitória giallorossa ficasse ainda mais sacramentada.

O próximo confronto da Roma, na Liga Europa, será na próxima quinta, diante do CSKA Sofia, na Bulgária, quando apenas cumprirá tabela. Antes disso, o time da capital terá o Sassuolo, em casa, pela Serie A.

Deixe um comentário