Serie A

Roma no comando, a Inter persegue

No complemento da rodada, a Roma se isolou na liderança da Serie A após três rodadas com 100% de aproveitamento. A Juve decepcionou, sendo derrotada em casa para a Udinese de um Di Natale em estado de graça. E a Inter aproveitou-se de um frágil Catania para vencer sem colocar a segunda marcha.

Destaque para a vitória do Napoli sobre a Sampdoria. Os partenopei se recuperaram com louvor da derrota para o Cagliari na estréia do campeonato e têm tudo para confirmar a aposta deste blogueiro como equipe que lutará por alguma qualificação européia.

Ci pensa Juan! Belo tacco do brasileiro abriu caminho para a vitória romanista

Reggina 0-2 Roma
Spalletti manteve sua tradição e abdicou de um turn-over pensando na partida contra o Dinamo Kyiv, na próxima quarta-feira, pela Liga dos Campeões. Do time titular nas primeiras rodadas, apenas Panucci foi poupado por dores nas costas. Com o retorno de Perrotta ao time titular, a Roma foi a campo com Giuly pela esquerda e Taddei pela direita. Os três se mostraram inócuos e não deram seguimento a nenhuma jogada armada por Totti ou Aquilani, cérebros ofensivos da equipe. Na defesa, quem deu as cartas foi Juan. Em sua primeira partida como titular, o brasileiro fez um partida de gala, cortando as melhores jogadas do time amaranto. E, como não poderia deixar de ser, a entrada de Curci no segundo tempo quase deu o empate à Reggina. O péssimo reserva de Doni só foi cobrado duas vezes – e falhou em ambas.

Já Ficcadenti optou por manter no banco o ídolo Francesco Cozza, ainda fora de forma. Mesmo com três atacantes, a Reggina não conseguiu fazer valer o fator campo. Apesar de um bom primeiro tempo superior, o time da Calábria não converteu suas chances em gols. Na ripresa, uma Roma cínica marcou seus dois gols e garantiu a vitória – sete gols marcados e nenhum sofrido, no campeonato. Destaque negativo para a torcida, que lançou vários objetos em campo e ainda tapou a câmera da RAI, para evitar flagrantes. Ruim para o clube, que, após uma linda temporada, deve ser prejudicado pela indocilidade de sua torcida.

Inter 2-0 Catania
A Inter encontrou relativas dificuldades ao enfrentar um Catania bem postado. Os nerazzurri, com vários jogadores poupados, entraram em campo com Adriano. De forma surpreendente, o brasileiro fez um bom primeiro campo. César também se destacou na partida, tendo marcado inclusive o segundo gol após passe de Ibrahimovic. Mancini manteve o 4-4-2 em linhas, enquanto Atzori comandou o Catania interinamente num 4-2-3-1 bastante defensivo – mesmo Martinez e Izco retornaram bastante para auxiliar na marcação. Mas não foi o suficiente para parar a força da Inter.

Juventus 0-1 Udinese
Após a humilhação de levar cinco gols do Napoli em Friuli, a Udinese aprontou pra cima da até então líder Juventus. Os bianconeri levaram dois baldes de água fria de uma só vez: no mesmo minuto em que Di Natale aproveitava cruzamento de Dossena após falha de marcação de Nocerino, a Roma marcava seu primeiro gol com Juan. As entradas de Tiago e Iaquinta não foram suficientes para fazer a Juve valer o mando de campo. Marino torna-se candidato a sucessor do revolucionário Zdenek Zeman. E a Juve não consegue homenagear Luciano Pavarotti, torcedor ilustre falecido na última semana.

Herói azzurro em Kyiv, Di Natale confirma boa fase na vitória contra a Juve

Napoli 2-0 Sampdoria
Os partenopei repetiram o time que bateu os comandados de Marino em Údine e conseguiram belo resultado contra a Samp. E Hamsík, melhor em campo, confirma a condição de uma das grandes promessas do campeonato. Na Sampdoria de Mazzarri, continua a espera por Cassano. E Montella, desta vez, passou em branco, mesmo começando a partida. Desde maio de 2001 o Napoli não vencia em casa pela Serie A. Festa dos mais de 50 mil torcedores presentes no San Paolo.

Palermo 1-1 Torino
Rosina e Recoba confirmam a dupla promissora contra o Palermo. Os rosaneri obtiveram seu segundo mau resultado jogando em casa, e mais uma vez Colantuono barrou Bresciano em favor de Diana, mas manteve o trio Cavani, Amauri e Miccoli. Já Recoba anotou seu primeiro gol na temporada. Em um jogo não muito movimentado, o mais aplaudido foi o ex-capitão Corini. E esperemos que il chino Recoba passe menos tempo no departamento médico – pelo bem do emprego de Novellino.

Fiorentina 2-2 Atalanta
Sim, ele voltou. Bobo Vieri marcou o segundo gol da Fiorentina, que, apesar de ficar duas vezes em vantagem, não conseguiu segurar o resultado. Mutu e Frey, destaques do time na última temporada, decepcionaram contra la Dea. Zampagna marcou um belo gol nos minutos finais e garantiu um belo resultado contra uma dos melhores elencos da Serie A. Já está na hora de Semioli, a grande contratação viola da temporada, mostrar a que veio.

Vieri ressurge outra vez, agora na Fiorentina: por quanto tempo?

Genoa 1-1 Livorno
Se o 3-4-3 da Udinese é uma caixinha de surpresas, o que Gasperini comanda no Genoa tem resultado garantido: jogo chato, previsível e inócuo. No encontro do pior ataque do campeonato com a pior defesa, venceu o marasmo. Tavano marcou de pênalti seu primeiro gol pelo Livorno, e Borriello (sim, aquele Borriello) fez o mesmo pelo Genoa. Milanetto, cobrador oficial de pênaltis dos grifoni, perdeu cobrança nos primeiros minutos de partida. E a expulsão de Fernando Orsi, técnico do Livorno, no fim da partida, deve acelerar seu processo de fritura.

Parma 1-1 Cagliari
Giampaolo continua calando a boca deste blogueiro com mais um resultado digno de nota. Seu meio de campo consistente dominou o Parma no Ennio Tardini, mesmo com o desfalque de Foggia, que havia voltado da seleção azzurra com problemas leves no músculo da coxa. Di Carlo manteve Morfeo no banco durante todo o primeiro tempo, mostrando que, definitivamente, nesta temporada o jogo cadenciado do trequartista não tem tanto espaço.

Confira a seleção Quattro Tratti da terceira rodada:
Balli (Empoli), Zapata (Udinese), Nesta (Milan), Juan (Roma), Modesto (Reggina); Dessena (Parma), Hamsík (Napoli), César (Inter); Di Natale (Udinese), Totti (Roma) e De Ceglie (Siena).

1 comentário

Deixe um comentário