Coppa Italia

Quartas definidas sem surpresa

Jovem Babacar ajudou a Fiorentina a passar para as quartas da Coppa, onde enfrentará a Lazio (LaPresse)

Se a rodada teve poucas surpresas, a zebra quase passeou em Florença. O jogo começou mal para os viola, no Artemio Franchi. A defesa montada por Prandelli para hoje, composta por Comotto, Kroldrup, Natali e Pasqual, esteve muito desatenta e mostrou clara falta de entrosamento, principalmente no primeiro tempo. Já aos sete minutos, após esquisita troca de passes de cabeça na área, o Chievo abriu o placar, com Granoche empurrando para o fundo do gol. A partir daí, a Fiorentina foi pra cima. Mutu fez grande partida, destacando-se no meio. O romeno pode até ter exagerado um pouco em alguns lances, ao segurar muito a bola ou tentar o drible, mas as suas investidas foram as que deram mais trabalho à defesa veronesa. Tanto que foi ele quem marcou o gol de empate, aos 35, de cabeça. A comemoração não durou muito: três minutos depois, um apagão da defesa viola deixou Bentivoglio livre para colocar o Chievo de novo na frente, também de cabeça.

Na volta do intervalo, Di Carlo colocou seu time ainda mais recuado, para segurar o resultado, e dificultou ainda mais a vida dos donos da casa. Prandelli, então, trocou De Silvestri e Santana por Marchionni e Montolivo, e o time da casa melhorou. Mas foi Mutu quem continuou criando as melhores chances. Aos 30, o promissor senegalês Babacar, de apenas 16 anos, aproveitou o rebote do goleiro e marcou seu primeiro gol pelo time profissional. Logo depois, Mutu decidiu, com chute de longe. A virada derrubou o time do Chievo, que não teve tempo para reação.

Agora, o time de Florença enfrenta a Lazio, que venceu o Palermo de Delio Rossi, em sua volta ao Olímpico. No jogo que marcou a inusitada situação vivida por Ballardini e Rossi, que enfrentavam suas ex-equipes, os poucos que foram prestigiar a partida viram uma Lazio em crescimento animador, para os torcedores biancocelesti. Kolarov e Floccari foram decisivos e Zárate voltou a jogar bem. Porém, quem foi melhor a maior parte do jogo mesmo foi o Palermo. O time de Rossi criou as melhores oportunidades até sofrer o primeiro gol e dominou a primeira parte do jogo. Mas foi Kolarov quem abriu o placar, aos 14 do segundo tempo, e balançou o time rosanero, que vivia seu melhor momento na partida. O sérvio abusou dos chutes de longa distância e, na sua oitava tentativa, acertou.

Mesmo depois do balde de água fria, o Palermo continuou bem, principalmente com Pastore, jogando no lugar de Simplício. Mas não teve sorte. Aos 29, Floccari marcou seu quarto gol em três partidas pela Lazio, e deu números finais ao jogo. Assim, foi-se embora uma boa chance para os rosanero chegarem à Europa. Já a Lazio deve concentrar suas forças para não perder Kolarov para a Inter, que procura um substituto para a faixa esquerda, depois do problema de Chivu.

No último confronto do dia, a Udinese não decepcionou e passou pelo Lumezzane, em Údine. Os rossoblù de Brescia não ofereceram muita resistência ao time da casa e mal passaram do meio-campo, no primeiro tempo. O time misto de De Biasi, no entanto, não forçou muito e se contentou com um gol apenas em cada tempo. No final do primeiro, Lodi, de pênalti. No segundo, Corradi. Destaque para Pepe e Sánchez, que fizeram boas partidas pelo meio, e para Lodi, que se mostrou um bom substituto para D’Agostino. Do lado do Lumezzane, Bradaschi e Formicone é que foram bem. O importante para a equipe friulana foi voltar a vencer, depois de quase um mês e meio. Agora, os bianconeri enfrentarão o Milan nas quartas-de-final.

Resultados das oitavas-de-final:
16 de dezembro, quinta-feira
Inter 1×0 Livorno
12 de janeiro, terça-feira
Roma 3×1 Triestina
13 de janeiro, quarta-feira
Milan 2×1 Novara, Genoa 1×2 Catania e Juventus 3×0 Napoli
14 de janeiro, quinta-feira
Fiorentina 3×2 Chievo, Udinese 2×0 Lumezzane e Lazio 2×0 Palermo

1 comentário

  • tudo bem que não faz parte das "quattro sorelle", mas o Genoa ser eliminado em casa pelo Catania é uma zebraça, no meu entender. Então poderíamos dizer: Quartas sem "quase" nenhuma surpresa 🙂

    abraços

    Zama

Deixe um comentário