Liga dos Campeões

Liga dos Campeões: Emprego a salvo

Cambiasso foi o autor do gol que salvou o emprego de Benítez e colocou a Inter nas oitavas-de-final da
Liga pela sétima vez consecutiva (Foto: AP/La Presse)

Durante a semana, especulou-se que Cambiasso teria ligado para o presidente Moratti para pedir a contratação de um outro técnico para o lugar de Benítez (veja). Curiosamente, foi o próprio Cambiasso que tirou a corda do pescoço do técnico espanhol, ontem. O gol salvador serviu também para classificar a Inter para as oitavas-de-final da Liga com uma rodada de antecedência, injetando um pouco de tranquilidade ao contubardo ambiente interista.

O jogo começou com uma Inter decidida a vencer. Para salvar seu emprego, Benítez escalou o time em um 4-2-3-1, com Eto’o na ala esquerda (como nos tempos de Mourinho) e Pandev centralizado no ataque. O esquema, porém, parecia mais um 4-4-2 na maioria do tempo, uma vez que Sneijder ficou mais livre para encostar no ataque e jogar na mesma linha de Pandev. E a estratégia deu certo. Logo aos três minutos, o holandês chegou bem dentro da pequena área, mas desperdiçou gol incrível. 

A Inter dominava o jogo e teve pelo menos mais três boas chances com o próprio Sneijder e Pandev. Os gols perdidos fizeram falta mais tarde, e os torcedores nerazzurri provavelmente se perguntaram se Eto’o (autor de 18 gols na temporada) perderia aquelas oportunidades. Provavelmente não, mas dessa vez o camaronês estava jogando longe da área. Depois disso, o Twente se encontrou na partida e sufocou a Inter nos últimos 15 minutos do primeiro tempo. Por pouco o time holandês não marcou e abriu o placar. Castelazzi apareceu muito bem em um chute forte de Janssen, aos 30′.

O time de Benítez só se reencontrou após a volta do intervalo. O nervosismo dos 15 minutos anteriores deu espaço a uma pegada mais forte e um time mais concentrado. Eto’o se sacrificando na esquerda, Zanetti e Stankovic incansáveis na marcação e até Biabiany correndo ainda mais que o usual foram peças essenciais para que a Inter alcançasse e segurasse o resultado até o fim do jogo. Além de Cambiasso, á claro, autor do gol da classificação. O apito final tirou suspiros de alívio dos torcedores presentes no San Siro e fez com que Moratti agradecesse o fim do jogo fazendo o sinal da cruz, nas tribunas.

Apesar do sufoco, os números Benítez na Liga dos Campeões são melhores do que os de Mourinho. Nas cinco primeiras partidas, o novo comandante somou dez pontos, enquanto o técnico português alcançou apenas seis na temporada passada e oito na anterior. O ponto fraco de Benítez é o campeonato nacional, onde seu time não vence desde o dia 29 de outubro, quando superou o Genoa. A esperança de torcedores e diretoria é que a classificação antecipada acabe com o mau momento do time. 

Mas a Liga ainda não acabou para a Inter. Na próxima rodada, contra o Werder, o time ainda com o que se preocupar. Para alcançar a primeira colocação do grupo, não pode perder e tem que torcer para o Tottenham não vencer o Twente (veja tabela). O sorteio pode ser cruel para quem ficar com a segunda vaga: Barcelona, Real Madrid, Chelsea e Manchester United são possíveis adversários para as oitavas.

Clique aqui para ver o relato e os gols da partida.

Para relembrar os jogos de Roma e Milan, clique aqui.

1 comentário

  • Me dah nojo de ver esta inter jogar…espero q o unico q se sobresaia seja o santon pq d resto..pod esqecer..balotelli, santon, bolzoni(siena), andreolli(chievo) sairam da base da inter, e eles foram aproveitados??? Por isso q n a considero una squadra italiana….

Deixe um comentário