Seleção italiana

Vitória à brasileira

Thiago Motta aproveitou a chance que teve e deixou a Itália em situação confortável nas Eliminatórias para a Euro-2012 (Getty Images)

Sinal dos tempos globalizados: a Itália está em festa devido a um feito brasileiro. Pois foi com um gol do meio-campista Thiago Motta, brasileiro com dupla nacionalidade, que a Squadra Azzurra venceu a Eslovênia por 1 a 0 em jogo válido pelas eliminatórias da Euro-12. Os italianos, agora, têm uma confortável vantagem de seis pontos para os eslovenos, segundos colocados do grupo C. Essa foi a quarta vitória azzurra em cinco jogos disputados no classificatório – a partida restante terminou empatada.

A Nazionale entrou em campo com dois atacantes de ofício, cabendo a Cassano a função de se revezar entre a armação de jogadas e a chegada ao ataque para fazer o papel de segundo atacante ao lado de Pazzini. Com Motta, Aquilani e Montolivo completando o meio-campo, os italianos conseguiam boa ligação entre a defesa e o ataque e não permitiam ao adversário contra-atacar com frequência.

E mesmo realizando um primeiro tempo muito melhor do que o adversário, a Itália não conseguiu abrir o placar. O zero no marcador, porém, não fez com que o técnico Cesare Prandelli mexesse na equipe ao final da primeira etapa. Com a mesma formação e disposição, a Squadra Azzurra manteria seu domínio sobre o adversário nos primeiros minutos do segundo tempo, pecando ainda na finalização – principalmente as vindas dos pés de Pazzini, principal esperança de gols dos azzurri.

O panorama só mudaria após a saída de Mauri para a entrada de Nocerino, aos 18 minutos da etapa complementar. Mais ofensiva, a Itália abriu o placar em bela jogada entre o lateral Balzaretti e Thiago Motta. O ítalo-brasileiro e o italiano tabelaram com facilidade, formando a jogada que terminou, aos 28 minutos, com um belo chute do primeiro, que estufou as redes eslovenas e garantiu o placar final.

Após inaugurar o marcador os italianos recuaram de forma natural, dando mais espaços aos donos da casa e, deste modo, passando a atuar mais nos contra-ataques. Para melhorar esse tipo de jogada Prandelli apostou na entrada de Rossi no lugar de Cassano, dando mais velocidade na ligação entre a defesa e o ataque. Para reforçar a marcação do meio-campo, Marchisio foi colocado em substituição a Montolivo, que fez talvez sua melhor partida com a camisa da seleção. Gastando tempo e apostando nos contra-golpes, a Nazionale garantiu o placar favorável longe de seus domínios.

A situação italiana ficou bastante confortável com a vitória. Com folga na próxima rodada, a Itália volta a atuar pelas Eliminatórias apenas em 3 de junho, quando receberá a Estônia. Na outra partida do grupo realizada nesta tarde, a Irlanda do Norte foi superada pela Sérvia, que agora é terceira colocada da chave.

3 comentários

Deixe um comentário